domingo, 17 de setembro de 2017

Bolonha – dicas práticas


Agora que eu já contei pra você que espetáculo de cidade é Bolonha, está na hora de acrescentar aquelas informações essenciais à organização da sua viagem. Como chegar, como circular, onde ficar, onde comer (e comer muito bem, porque Bolonha garante).

Organizei tudo bem bonitinho neste post. Agora, é só fazer a mala e avanti!

domingo, 10 de setembro de 2017

A paixão é vermelha - o melhor de Bolonha


Poucos lugares me seduziram tanto, tão rápido e tão definitivamente quanto Bolonha. A cidade é linda, mas isso não tem a menor importância. Ver Bolonha é só um detalhe. Ela foi feita pra ser sentida e experimentada em fartos bocados.

O melhor de Bolonha é o astral, alimentado, em grande medida, por sua longa tradição acadêmica que torna a cidade mais arejada, viva e vibrante.

A Universidade de Bolonha foi fundada em 1088 — a mais antiga do Ocidente — e teve entre seus alunos gente do porte de Dante, Petrarca, Boccaccio, Thomas Becket e Nicolau Copérnico. No Século 20, a cadeira de Semiótica da instituição tinha Umberto Eco como professor titular.

La dotta: a Universidade de Bolonha está prestes a completar mil anos de funcionamento, a mais antiga do Ocidente
Nada mais legal, depois de um dia batendo pernas atrás dos encantos de pedra e cal da cidade, do que escolher um boteco no bairro universitário para a happy hour. Nunca demorou mais de 20 minutos pra que eu me visse no papo mais animado do mundo com uma galera muito jovem e muito interessada em tudo — o golpe parlamentar no Brasil, que estava completando seis meses, era um dos assuntos que mais suscitava perguntas.

Essa herança universitária tão antiga é responsável por um dos três “títulos” ostentados por Bolonha: La dotta, ou “a erudita”.

La grassa: experimentar a gastronomia de Bolonha é uma experiência sensorial irresistível
A cidade também é conhecida como La grassa ("a gorda”), referência à sua orgiástica gastronomia, que torna o mais moderado dos apetites em volúpia.

A Emília-Romanha inteirinha é uma perdição neste capítulo, área de terra fértil, com economia agrícola baseada na propriedade familiar e dona de uma coleção de produtos com selos de denominação de origem protegida — o que atesta sua excelência. Bolonha, como capital da região, acaba concentrando todas essas maravilhas.

Minhas dicas de onde comer - e o que comer - em Bolonha

La rossa: Bolonha tem uma longa tradição de esquerda
Placa em memória do militante anarquista Anteo Zamboni, autor de um atentado contra Mussolini e linchado pelos fascistas. Tinha 15 anos de idade
O terceiro título de Bolonha é La rossa (“a vermelha”), por sua longa história progressista e de esquerda — você vai ouvir outras algumas explicações cor-de-rosa para o apelido, atribuindo-o à tonalidade predominante nos edifícios e até (meus sais!) à proximidade da fábrica da Ferrari.

Esqueça: Bolonha é vermelha por sua tradição de luta operária, pela agitação estudantil, por sua brava e obstinada resistência ao fascismo e por ter escolhido, quase sempre, governos de esquerda. Eu ouso acrescentar que ela tem a cor da paixão que desperta nos visitantes.

Vamos passear comigo?

domingo, 3 de setembro de 2017

Roma – roteiros, atrações e dicas práticas
(post índice)




Planejando viagem para Roma? Faz muito bem 😊, a capital italiana é uma das cidades mais apaixonantes que já visitei. Este índice está aqui para ajudar. No mapa acima, estão marcadas todas as atrações, hotéis, restaurantes e dicas práticas que já reuni sobre Roma aqui na Fragata, para você navegar à vontade e montar seu roteiro.

Clicando nos ícones, você encontra informações básicas (com foto) sobre cada ponto incorporado ao mapa e pode acessar os links específicos, com dicas mais detalhadas sobre o local.

Além disso, o índice abaixo traz todos os posts sobre Roma já publicados na Fragata. Aproveite a viagem. Aposto que a "cidade eterna" também vai arrebatar seu coração 💜.

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Roma: a Basílica de São Paulo Extramuros

A vastidão arrebatadora da nave da basílica
Finalmente, depois de algumas visitas a Roma, consegui visitar a Basílica de São Paulo Extramuros — uma das traduções possíveis e a mais utilizada para San Paolo Fuori le Mura, embora eu goste muito mais de “São Paulo Fora da Muralha”. 

Ela é uma das quatro basílicas papais de Roma e a única que ainda faltava no meu "álbum de figurinhas", pois Santa Maria Maggiore (“Santa Maria Maior”), San Giovanni in Laterano (“São João de Latrão”) e São Pedro, no Vaticano, eu já tinha conhecido em passagens anteriores pela cidade. (É bom você saber que todas quatro são lindas, recobertas de obras de arte inestimáveis e com entrada gratuita).

O pórtico foi acrescentado na reforma realizada no Século 19
Como fica mais afastada do Centro e das demais atrações, a Basílica de São Paulo Extramuros acaba sendo menos visitada, mas ir até lá é muito mais fácil do que parece, pois a igreja fica a pouco mais de uma quadra da estação de Metrô Basilica San Paolo, na mesma linha do Coliseu. Quer dizer: você não tem desculpa para deixar de ver essa lindeza romana, tá? 😊

Veja só como chegar a São Paulo Fora da Muralha e as belezas que você vai encontrar por lá:

sábado, 26 de agosto de 2017

O que fazer em Buenos Aires

O interior do Palácio Barolo, na Avenida de Mayo
Uma semana é a duração ideal de uma visita a Buenos Aires. Quem vai pela primeira vez, pode explorar com calma as diversas facetas de uma metrópole tão diversa em encantos e atrações. Quem está voltando — sem a urgência de bater o ponto nos pontos turísticos mais badalados — tem tempo de sobra para descobrir novas possibilidades.

Além de dicas específicas, este post também funciona como um índice, onde listei vários dos meus passeios favoritos na cidade (alguns ganharam posts exclusivos): o Teatro Colón, a apresentação do grupo teatral Fuerza Bruta, o Jardim Japonês, em Palermo, e os bairros de San Telmo, Palermo Soho e Recoleta.

Organizei os passeios em Buenos Aires agrupando as atrações por áreas geográficas. Assim, você pode adaptar o itinerário à quantidade de dias que vai passar na cidade e aos seus interesses — sejam eles mais chegados ao turismo mais convencional ou a uma agenda mais alternativa. Espero que ajude você a montar um roteiro bacana nessa cidade deliciosa 😊.

Para saber como chegar a cada uma das atrações, use o site OmniLíneas para definir seu itinerário.

Siga o mapa: todos os endereços desta viagem a Buenos Aires, com foto, links e dicas


quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Compras em Buenos Aires

A "catedral" das compras para os brasileiros que visitam Buenos Aires: Galerias Pacífico
Buenos Aires para nós, brasileiros, sempre foi sinônimo de compras. Seja porque a metrópole europeizada das primeiras décadas do Século 20 oferecia artigos mais requintados para os nossos patrícios muito ricos que conseguiam visitá-la, seja porque desde que me entendi por gente a moeda argentina valeu muito menos que nosso dinheiro — exceto no período da paridade peso-dólar, nos anos 90, quando os filhos de Pindorama ficaram meio órfãos da histórica prática do dame dos (um dos nossos apelidos portenhos, derivado do hábito de comprar logo dois de cada tudo, por ser tão mais em conta).

Hoje em dia não é mais assim. O real voltou a ficar bem valorizado frente ao peso, numa cotação de quatro a cinco para um, mas produtos e serviços estão caros na Argentina, o que reduz consideravelmente nossa vantagem no câmbio. Algumas coisas ainda valem a pena, dizem os experts. Entre os itens que recomendo estão os livros, vinhos, alfajores, roupas (de inverno, mais pesadas) e objetos de design/decoração.

Esse talvez seja o primeiro post da Fragata exclusivo sobre compras — atividade à qual atribuo o mesmo valor utilitário de fazer supermercado: uma necessidade da vida a ser executada no limite do desespero (tipo “acabou o café”), sem qualquer função lúdica. Mas não dá pra falar em Buenos Aires sem tocar no assunto. E, é claro, lembrar das gostosas feiras de rua da capital argentina e do garimpo de livros e discos, sempre muito produtivo por lá.

Então, eis os lugares onde dei uma bisbilhotada para trazer as dicas para vocês. No final do post tem mapa com tuuuuuudo desta viagem a Buenos Aires.