24 de janeiro de 2020

O que ver no Museu Marítimo de Barcelona

Gurupés e figura de proa da Galera Real da Batalha de Lepanto, no Museu Marítimo de Barcelona
Com um mitológico tritão como figura de proa, a estrela do museu é a Galera Real da Batalha de Lepanto (1571)

Em uma cidade que tem tanta coisa maravilhosa pra ver, o Museu Marítimo de Barcelona conseguiu ser transformar em uma das minhas atrações favoritas.

Até reconheço que sou suspeita — ninguém tem um blog chamado A Fragata Surprise sendo indiferente às histórias do mar — mas aviso que não sou um caso isolado. Nem de internação 😉.

O Museu Marítimo de Barcelona está instalado nos antigos Estaleiros Reais da cidade (Drassanes, em catalão), fundados no Século 13 e essenciais para a economia catalã: nunca é demais lembrar que Barcelona foi uma grande potência marítima e comercial durante a Idade Média.

Exposição "7 Barcos, 7 Histórias" no Museu Marítimo de Barcelona
A sensacional exposição 7 Barcos, 7 Histórias, no Museu Marítimo de Barcelona

O museu foi criado durante a República Espanhola, em 1936. Boa parte de seu acervo veio da Escola Náutica de Barcelona, fundada no Século 18 e dona de uma importante coleção de maquetes, cartas náuticas e bibliografia sobre as artes da navegação e a história naval.

Veja por que eu gosto tanto do Museu Marítimo de Barcelona e recomendo a visita:

20 de janeiro de 2020

"Tapear", comer e beber em Barcelona - 15 dicas


Barcelona: doces de Escribà, tapas com vermute em El Nacional, pão com tomate e mariscos com cava no Mercado da Boqueria
Docinhos de Escribà, tapas com vermute em El Nacional (no alto), pão com tomate a qualquer hora e farra de mariscos com cava no Mercado da Boqueria: comer e beber em Barcelona é bom demais!

Tapear, comer e beber em Barcelona são atividades que rivalizam com as espetaculares atrações de pedra e cal da capital catalã.

A cidade — que consegue ser muito cosmopolita, na mesma medida em que preserva suas tradições — oferece opções gastronômicas com todos os sotaques, do autêntico catalão ao restaurante tailandês inesquecível.

Barcelona: Confeitaria Caelum, no Bairro Gótico, e a Vermuteria La Guapa, no Eixample
Vitrine da Confeitaria Caelum, no Bairro Gótico, e a Vermuteria La Guapa, meu "bar da esquina" no Eixample

Se sabe variar no cardápio, Barcelona também sabe contemplar todos os tipos de bolso. Claro, ela não é uma cidade barata, mas dá pra dizer que as opções de tapas, refeições e bebidas vão na mesma pegada da diversidade local — pelo menos um quinto dos barceloneses são adotados de outras partes do mundo.

E não esquecemos que beber e ir de tapas em uma cidade que se orgulha de sua boemia vai sempre muito bom.

Veja minhas dicas de lugares onde comer, beber e petiscar em Barcelona — sem ir à falência:

13 de janeiro de 2020

1.000 anos de história em 10 igrejas de Barcelona

Catedral de Barcelona, Igreja de Santa Maria del Mar, Igreja de Sant Just e Igreja de Santa Maria del Pi
As igrejas de Barcelona ajudam a contar a história da cidade. Em sentido horário, um detalhe da fachada da Catedral, as colunas de Santa Maria del Mar, o altar de Sant Just e a rosácea de Santa Maria del Pi

Eu uma cidade com trajetória tão movimentada quanto a capital catalã, há muitas maneiras de observar a passagem do tempo. Uma das mais belas é fazendo um roteiro pelas igrejas de Barcelona, testemunhas de uma história rica e cheia de reviravoltas.

Quase nada resta de testemunho sobre a vida dos primeiros moradores da cidade, povoada desde o Período Neolítico, ou de seus reais fundadores, os Laietanos.

Mas Barcelona é pródiga em oferecer a um visitante as marcas vivas de seu passado a partir da presença dos romanos, os construtores da então Barcino.

Igreja de Santa Maria del Mar, Barcelona
A beleza de Santa Maria del Mar, minha igreja favorita em Barcelona. Abaixo, as torres da Sagrada Família, a fachada de Sant Miquel del Port e um vitral de Sant Just i Pastor

Igrejas de Barcelona: Sagrada Família, Sant Miquel del Port e Sant Just i Pastor

As igrejas de Barcelona nos contam cerca de 1.000 anos de História da cidade.

Dos vestígios arqueológicos das basílicas paleocristãs, passando pelo culto a Sant Jaume — o Santiago da Reconquista — até modernidade acachapante da Sagrada Família de Gaudí, as igrejas de Barcelona são um deleite para quem gosta de história ou apenas curte ver coisas bonitas.

Veja esse roteiro por 1.000 anos de história de Barcelona:

6 de dezembro de 2019

Dicas práticas de Barcelona - o que você precisa saber para organizar sua viagem

Atrações de Barcelona
Encantos de Barcelona: acima, o interior da Basílica de Santa Maria del Mar, a modernista Casa Bruno Cuadros, nas Ramblas, e o interior da Sagrada Família, de Gaudi. Abaixo, um balcão de frutas secas no Mercado da Boqueria, Mulher com Pássaro, de Miró e a Galera Real no Museu Marítimo

Barcelona é um destino turístico desejadíssimo. A cidade recebe 32 milhões de visitantes todos os anos — e raramente 32 milhões de pessoas juntas têm tanta razão. Viva, animada, colorida e cheia de atrações, como resistir a seus encantos?

De cara para o Mar Mediterrâneo, Barcelona tem charme praieiro no verão, inverno ameno e atrações imperdíveis o ano inteiro. Ela foi povoação romana (quando se chamava Barcino), foi uma potência marítima, na Idade Média, e berço de um dos estilos artísticos/arquitetônicos mais bacanas do Século 19.

Neste post, reuni as dicas práticas de Barcelona pra ajudar você a montar sua visita à cidade e se esbaldar nas belezas medievais do Bairro Gótico, no charme insuperável do Modernismo Catalão e na boemia que marca bairros como o Born e o Raval.

Barcelona: La Pedrera, de Gaudí, e uma fachada modernista no Bairro Gótico
Detalhe da decoração do terraço de La Pedrera, uma das construções mais famosas de Gaudí, e uma fachada modernista no Bairro Gótico

Essas dicas práticas de Barcelona começam com a documentação que você precisa pra entrar no país, informações sobre segurança, clima e melhor época para visitar a cidade.

Também tem dicas de chip de celular — e eu aposto que você vai flodar o Instagram com a beleza de Barcelona — preços de hospedagem, transporte público, comida e atrações e as melhores áreas onde se alojar.

Aproveite as dicas práticas de Barcelona e comece a planejar sua viagem 😊:

Senyera Estelada, bandeira do Independentismo Catalão, em uma residência do Eixample, em Barcelona
Você vai ver La Senyera Estelada, bandeira do Independentismo Catalão, tremulando nas janelas e balcões de Barcelona. A cidade é admirável em seu engajamento político

1 de dezembro de 2019

Transporte em Barcelona: como chegar e como circular pela cidade


Quadrat d'Or, quarteirão modernista em Barcelona
O transporte público de Barcelona deixa você de cara para o gol dos encantos modernistas do Quadrat d'Or, no Passeig de Gràcia

Caminhar por Barcelona é um prazer. Palmilhar as ruas do Bairro Góticode La Ribera e do Raval, descer ou subir as Ramblas e o Passeig de Gràcia são passeios essenciais para quem quer ter contato com a cidade. 

Mas Barcelona é uma metrópole com 1,6 milhão de habitantes e seu perímetro turístico é bem espalhado. Não é, portanto, uma cidade que a gente possa explorar apenas com os nossos pezinhos. Conhecer as alterativas de transporte em Barcelona é parte essencial do planejamento de uma visita à cidade.

Barcelona: Casa de la Ciutat, no Bairro Gótico, e La Pedrera
Da beleza da Casa de la Ciutat, no Bairro Gótico (esq) à ousadia modernista de La Pedrera, no Passeig de Gràcia, a melhor combinação de transporte em Barcelona é a dobradinha caminhada-metrô 

Pra facilitar a sua vida, organizei as principais informações sobre transporte em Barcelona: como chegar à cidade, como ir do aeroporto ao centro e como circular pelas inúmeras atrações da capital catalã.

Sou fã de combinar o metrô com (longas) caminhadas para explorar a cidade. Algumas áreas, como as que citei acima, merecem ser percorridas com calma, e sempre a pé. Para chegar até elas ou circular entre as atrações, confie no metrô de barcelona, cuja malha dá conta de deixar você de cara para o gol de tudo o que interessa.

Veja minhas dicas de transporte pra você aproveitar o melhor de Barcelona:

24 de novembro de 2019

Hospedagem em Barcelona - Gràcia e Eixample

Torres da Basílica da Sagrada Família, no Eixample, Barcelona
As torres da Basílica da Sagrada Família na paisagem cotidiana do Eixample

Nas últimas férias (setembro/outubro de 2019), tive três experiências de hospedagem em Barcelona. Todas muito econômicas, considerando o as faixas de preço da hotelaria da cidade.

Logo na chegada à cidade, fiquei em uma pensão barata e simplesinha muitíssimo bem localizada, na adorável Vila de Gràcia.

Na volta de Malta e no retorno de Valência, meu pouso foi no Eixample. Primeiro, em um hostal. Depois, em um hotel muito pagável e confortável.

Edifício modernista no bairro de Gràcia, Barcelona
Gràcia também tem lindos edifícios modernistas

Gostei demais de ficar nos dois bairros. A Vila de Gràcia está a um pulo das grandes atrações de Barcelona, tem uma vida noturna descoladíssima e todos os serviços que um viajante precisa, sem perder a vibe residencial.

E o Eixample é o Eixample, né? O bairro modernista que, em si, é uma atração turística, mas que não deixa de ser um lugar onde mora gente.

Veja como foram as minhas experiências de hospedagem em Barcelona:

17 de novembro de 2019

O que fazer nas Ramblas de Barcelona

Dragão na fachada da Casa Bruno Cuadros, nas Ramblas de Barcelona
Pra mim, o dragão na fachada da Casa Bruno Cuadros, nas Ramblas, é uma das marcas mais fortes de Barcelona

Por menos convencional que seja seu jeito de viajar, vai ter uma hora que você vai se flagrar em um inapelável clichê turístico.

No caso de Barcelona, esse lugar é a rua mais famosa da cidade, as Ramblas, abarrotada de turistas, lojas e barracas de lembrancinhas feias e botecos meia-boca.


fachada modernista nas Ramblas de Barcelona, antiga Casa Figueras
O Modernismo na fachada da Antiga Casa Figueras, hoje Pastelaria Escribà, em uma imagem de 2007

Se o resumo da ópera é esse, por que um post sobre o que fazer nas Ramblas de Barcelona? Porque, naturalmente, as Ramblas vão bem além desse clichezão sem graça.

E porque ninguém é louco de ir a Barcelona sem ir ao Mercado da Boqueria, sem dar uma espiadinha que seja no Teatro Liceu ou fazer o ziguezague entre as atrações do Raval e do Gótico, cuja fronteira é traçada exatamente pela alameda mais manjada da cidade.


Ramblas de Barcelona
À sombra dos plátanos e dos antigos casarões, a muvuca nas Ramblas é incessante
Sim, por mais descolada e avessa a lugares-comuns você seja, você irá às Ramblas de Barcelona — e, se for como eu, vai se divertir um bocadão, porque lá estão algumas atrações bacanérrimas.

Veja minhas dicas para aproveitar o melhor das Ramblas:

14 de novembro de 2019

Barcelona: Sagrada Família, a lagosta lisérgica

interior da Basílica da Sagrada Família
Basílica da Sagrada Família: a provocação mais bonita que já vi

Atualizado em 14/11/2019
Música deste post: A Whiter Shade of Pale,  Procol Harum 

- Que filho da mãe!!

OK, concordo que a linguagem não é das mais polidas — ainda mais que a frase escapou no interior de um templo religioso... Entretanto, o que mais eu poderia dizer, diante das colunas com olhos de ET e das estrelas que se agarram ao teto como mariscos na rocha, no interior da Basílica da Sagrada Família?

Vitrais da Basílica da Sagrada Família
Vitrais de um altar lateral da basílica

Quando a gente vai visitar uma obra de Antoni Gaudí, já vai esperando o belo-desconcertante. A Sagrada Família, porém, é um desafio (eu ia dizer "provocação"), daqueles de mãos-nas-cadeiras e batidas de pezinho.

A Basílica da Sagrada Família é a atração mais visitada de Barcelona: todos os anos, 4,5 milhões de pessoas percorrem o belíssimo templo projetado por Gaudí — sem contar a multidão que mantém a construção permanentemente sob cerco, num frenesi de paus de selfie, poses e resfôlegos.

Interior da Basílica da Sagrada Família


Ela é, também uma das coisas mais lindas que eu já vi na vida. Uma beleza atrevida que me foi arrebatadora. Uma atração imperdível meeeeesmo em Barcelona.

Veja as dicas pra quando você for e as minhas impressões sobre esse espetáculo by Antoni Gaudí:

Baldaquino e Crucifixo da Basílica da Sagrada Família
O Crucifixo coberto por um baldaquino com mil possibilidades de interpretação: é uma água-viva? Um paraquedas? Oficialmente, é uma representação do Espírito Santo, inaugurada em 2010