28 de agosto de 2019

Onde comer na Ilha do Sal, Cabo Verde

Pratos típicos de Cabo Verde
Vinho da Ilha do Fogo, polvo grelhado, atum, doce de papaia com queijo de cabra, lagosta suada e xerém com mariscos: ai que vontade de voltar correndo para a Ilha do Sal 😋
Nem só de lindas paisagens vive esta viajante. Eu viajo com os cinco sentidos e todos eles voltaram muito felizes de Cabo Verde. O paladar, principalmente.

Comer na Ilha do Sal é uma atração tão gostosa quanto o indescritível mar azul que cerca aquele pedacinho de terra africana. O conceito de anódino passa longe das panelas cabo-verdeanas.

Cachupa, prato típico de Cabo Verde
Um bufê típico da Ilha do Sal: cachupa (esq) e carapaus assados

Cabo Verde me proporcionou uma das melhores viagens gastronômicas da minha vida: fazia tempos que eu não comia tão bem pagando preços tão camaradas — minha refeição mais cara na Ilha do Sal, um jantar com lagosta e vinho, custou € 27.

A culinária de Cabo Verde é colorida, tremendamente aromática e gostosa até dizer chega. Um passeio entre a África, Portugal e o Brasil, com a alma da comida caseira e acolhedora.

Peixes frescos no cais da cidade de Palmeira, na Ilha do Sal, Cabo Verde
Peixes recém saídos do mar no cais da cidade de Palmeira, o maior porto pesqueiro da Ilha do Sal
Na Ilha do Sal, o forte são frutos do mar muito fresquinhos — eu costumava visitar o meu almoço quando ele estava chegando ao Píer de Santa Maria, onde os pescadores atracam todas as manhãs.

Outra presença frequente à mesa é o milho, que faz o xerém e a cachupa, duas delícias de Cabo Verde que arrebataram meu estômago e meu coração.

Píer de Santa Maria, Ilha do Sal, Cabo Verde
A pesca do dia à espera dos fregueses no Píer de Santa Maria
Sim, meu paladar voltou muito feliz dessa viagem a Cabo Verde e eu voltei cheia de anotações sobre onde comer na Ilha do Sal. Veja as dicas:

Onde comer na Ilha do Sal

Santa Maria, na Ilha do Sal, tem cerca de 17 mil habitantes. Seu núcleo urbano é pequeno e dá pra ir a toda a parte a pé. Isso é ótimo, mas tem um problema: ninguém presta a atenção a endereços. Nem esta viajante, sempre armada de bloquinhos, nem os sites na internet e nem o GoogleMaps, que não declina os nomes das ruas que mostra.

É por isso que você vai ver endereços meio vagos neste post, tipo "terceira paralela à praia, na altura do Píer) e coisas assim. Vá na fé, que você encontra tudo o que está procurando em Santa Maria.

Pra facilitar sua vida, tem um mapinha com todos os restaurantes (e hotéis e atrações) que cito aqui. O mapa está no final do post.

Café Criolo, Santa Maria, Ilha do Sal
Jantei escandalosamente bem no Café Criolo
⭐Café Criolo
Na primeira transversal da rua de pedestres 1º de Junho, para quem vem da praça principal de Santa Maria.
De segunda a sábado, das 7h às 22h

O Café Criolo é apontado por muita gente na internet como o melhor restaurante de Santa Maria. Eu não fui em todos, mas posso afirmar que a minha melhor refeição em Cabo Verde foi mesmo nesta casa simples, com mesas na calçada e atendimento simpaticíssimo.

Com jeitão de armazém de cidade do interior, o Café Criolo é aquele lugar pra ir sem pressa, equipada com uns quatro estômagos, e fazer a festa com a culinária cabo-verdiana como é feita em casa.

Lagosta suada, prato típico de Cabo Verde
Lagosta suada: para o caso de você estar precisando de um motivo para cruzar o Atlântico
Eu jantei escandalosamente bem no Café Criolo, sentadinha na minha mesa na calçada, curtindo a brisa do mar e meia garrafa do vinho Chã do Fogo. A frequência da casa é uma mescla de locais e de turistas e o ambiente não poderia ser mais relax.

Pedi a lagosta suada (ensopada), um clássico de Cabo Verde. Quando a moça que me atendeu descreveu o prato — o crustáceo é cozido num caldo bem temperado com tomates, pimentão, cebola e outros condimentos — fiquei meio receosa de que tanta companhia ofuscasse o sabor delicado da lagosta.

Mas que nada. A bichinha chegou à mesa numa caçarola fumegante e muito aromática. Foi amor à primeira garfada.

Café Criolo, Santa Maria, Ilha do Sal
O Café Criolo faz sucesso entre locais e turistas
Se você não gosta de correr riscos, os restaurantes de Santa Maria servem a lagosta grelhada com molho de manteiga, também. Mas, já que vai atravessar o Atlântico, permita-se o prazer de experimentar a lagosta suada.

Se eu já achava barato comer lagosta em Nova York, imaginem como me senti em Cabo Verde, onde as vermelhinhas deliciosas custam o mesmo que eu pago por uma pizza meia boca aqui em Brasília. Minha copiosa refeição no Café Criolo custou 2.970CVE (€ 27), com vinho.

Cam's Mercearia Gourmet, Santa Maria, Ilha do Sal
Cam's virou meu point oficial de café da manhã
⭐ Cam's Merceria Gourmet
Rua 15 Agosto, esquina com a praça principal de Santa Maria

Se você quer tomar um bom café da manhã pagando € 4 e almoçar por apenas € 6, anote o endereço da Cam’s Mercearia Gourmet. Apesar do nome, o raio gurmetizador não passou por lá: o lugar é simples, sem frescura, a comida e ótima e os preços são uma bênção.

A Cam’s ficava praticamente em frente à varanda do meu apartamento em Santa Maria, de modo que o elegi como point oficial do café da manhã. E acho que pelo menos a metade dos turistas em Santa Maria faz o mesmo 😊.

Experimentei de tudo um pouco do cardápio matinal da Cam's — logo eu, aquela que só toma café preto (um balde, é verdade) no desjejum.

Cam's Mercearia Gourmet, Santa Maria, Ilha do Sal
Cam's serve do café da manhã ao jantar. E é sempre concorrido
As opções vão da cachupa (tradicional no café da manhã cabo-verdiano) ao croissant (200CVE/€ 1,80) , passando pelos sanduíches (300 CVE/ € 2,70). O café expresso (150CVE/ € 1,40) é muito bem feito, os sucos também.

De tanto tomar café na Cam’s, decidi experimentar o almoço, mas acabei derivando do menu executivo (prato principal, sobremesa e bebida, por € 6), porque estava curiosíssima para provar os búzios à cabo-verdiana do cardápio normal.

Búzios à cabo-verdiana, prato típico de Cabo Verde
Búzios à cabo-verdiana: gostei muito
O búzio é isso mesmo que você está pensando: um bicho de concha. No caso, um bem grandão — pode chegar a pesar dois quilos —, bem parecido com aqueles cujas conchas em formato de fuso a gente encosta na orelha para ouvir o barulho do mar.

Os búzios são muito apreciados nas cozinhas populares de Cabo Verde. O ensopado que experimentei (e gostei) na Cam’s Mercearia Gourmet é preparado com pimentões, cebola, tomate, vinho branco, azeitonas e folha de louro. Fica muito saboroso.

Doce de papaia com queijo de cabra, sobremesa típica de Cabo Verde
Doce de papaia com queijo de cabra: momento sublime
O arremate desse almoço, porém, foi o grande momento, o romeu e julieta de Cabo Verde, doce de papaia com queijo de cabra — cabrinhas danadas de especiais, porque saltitam à beira do vulcão da Ilha do Fogo. Gente, que sobremesa gostosa, viu?

Meu almoço de búzios à cabo-verdiana custou 850CVE (€ 7,70). Pela sublime porção de doce e queijo paguei a suave quantia de 250CVE (€ 2,30). Aí depois vem gente me perguntar se eu gostei de Cabo Verde... 😁

Restaurante da Ângela, Praia de Santa Maria, Cabo Verde
Restaurante da Ângela: o mar e a brisa também são um baita tempero
⭐ Restaurante da Ângela
Praia de Santa Maria

Foi no Restaurante da Ângela que tive um felicíssimo encontro com outra estrela da culinária na Ilha do Sal: sua excelência, o polvo.

O bichinho é muito bem tratado pelos cabo-verdianos — à altura dos polvos da Grécia, da Galícia e de Portugal. É raro encontrar polvos tão tenros como o servido na Ilha do Sal.

O Restaurante da Ângela fica literalmente sobre a areia da Praia de Santa Maria, serve um bufê por quilo na hora do almoço a preços módicos e é um dos pontos de balada locais, a partir da happy hour, com música ao vivo e espaço pra dançar.

Polvo grelhado servido na Ilha do Sal, Cabo Verde
Esse polvo quase me fez chorar de felicidade
O delicioso polvo grelhado que almocei no Restaurante da Ângela, acompanhado por batatas fritas — gostei da mania belga da Ilha do Sal de servir mariscos com batatinhas — foi pedido à la carte, pois o bufê do almoço encerra cedo. O bichinho que quase me fez chorar de felicidade custou 1.150CVE (€ 10,50).

Meu polvinho foi acompanhado de uma taça de vinho Chã do Fogo, um hit local muito do bom (as uvas são cultivadas nas encostas do vulcão da Ilha do Fogo), que custou 250CVE (€ 2,30).

Beach Club do Hotel Morabeza, Ilha do Sal, Cabo Verde
Melhor que passar a manhã numa espreguiçadeira dessas é saber que um prato de atum fresquinho me aguarda
⭐Beach Club do Hotel Morabeza
Calçadão da Praia de Santa Maria

Se você gosta de atum (eu amo!), vai se esbaldar de comer na Ilha do Sal. Você vai encontrar o peixe com regularidade: fresco e em pessoa, nos tabuleiros do Píer de Santa Maria, ou com paramentos gastronômicos, no cardápio da larga maioria dos restaurantes.

O restaurante do Beach Club do Hotel Morabeza serve um prato de atum que achei delicioso: são postas bem generosas do peixe bem grelhadas por fora, mas cruas por dentro. Elas vêm acompanhadas de pimentões vermelhos assados (de-li-rei!) e molho à base de shoyu.

Prato de atum servido na Ilha do Sal, Cabo Verde
Esse atum passadinho por fora e sashimi por dentro foi a estrela de uma grande refeição
Como exatamente tudo em Cabo Verde tem sabor, devorei até o arroz branco, que costumo deixar de lado por ser ser a coisa mais sem graça do mundo, mas estava muito gostoso.

Os preços do Beach Club do Hotel Morabeza também são bem palatáveis: o delicioso prato de atum custou 15.000CVE (cerca de € 13,40).

A coca-cola foi a mais cara que paguei na Ilha do Sal: 220 CVE (€ 2). Para passar o dia em uma das gostosas espreguiçadeiras do beach club, com direito a guarda sol e serviço de bar (consumo pago à parte, naturalmente), o preço é de 700 CVE (€ 6,30).


Mecky's Burguer Bar, hamburgueria em Santa Maria, Ilha do Sal
Na iluminação tímida da hamburgueria, a câmera fotográfica não fez justiça ao hambúrguer. Mas estava muito bom
⭐ Meky's Burger Bar
Rua 1º de Junho, Porta 32, na altura da Praça Marcelo Leitão

Quem disse que não tem hambúrguer de responsa na Ilha do Sal? Uma noite que quis variar o cardápio, experimentei o Meky's Burguer Bar e super aprovei o disquinho de carne feito na brasa, muito bem temperado.

O Meky's Burger Bar tem decoração moderninha e um terraço coberto onde fica a maioria das mesas — esse ambiente tem iluminação bem reduzida, como você pode perceber pelas fotos.

Mecky's Burger Bar, hamburgueria em Santa Maria, na Ilha do Sal
O terraço e a fachada do descolado Mecky's Burguer Bar
A trilha sonora contemporânea e o serviço é eficiente. Parece fazer muito sucesso com a moçadinha da ilha e turistas mais jovens.

Se você estiver procurando um lugar pra comer bem e barato em Santa Maria, essa hamburgueria é o point. Além do hambúrguer muito bem feito, as batatinhas fritas estavam ótimas.

Pedi o BBQ Burger, que custa 550 CVE (€ 5) e vem acompanhado por batatas fritas. A coca-cola custa 150 CVE (€ 1,36).


Cultural Café, Santa Maria, Ilha do Sal

⭐ Cultural Café
Praça Marcelo Leitão


Taí outro lugar onde jantei bem demais na Ilha do Sal. O Cultural Café fica em uma pracinha simpática de Santa Maria, entre as ruas 15 de Agosto e 1º de Junho. O salão envidraçado, com iluminação acolhedora, é um bom convite. Foi assim que resolvi experimentá-lo.


A casa serve diversos pratos da cozinha tradicional cabo-verdiana. Eu já estava muito curiosa para provar o xerém, uma herança portuguesa que Cabo Verde compartilha com Pernambuco e Minas Gerais — lá, chamado de canjiquinha — e fiquei muito feliz de encontrar o prato no cardápio do Cultural Café.

Xerém de mariscos, prato típico de Cabo Verde
Xerém com mariscos: você precisa provar este prato
O xerém — o nome é de origem moura —é um tipo de polenta muito saborosa, servida com vários tipos de acompanhamentos, geralmente ensopados bem temperados.

Pedi o xerém de mariscos, que estava de arrancar suspiros. Achei que nem ia dar conta do prato gigantesco, mas estava tão gostoso que devorei tudo.

Novamente, acompanhei o jantar com meia garrafa de vinho Chã do Fogo — eu ando uma moça moderada no consumo alcoólico. Foi uma refeição adorável, pela qual paguei 2.600CVE (€ 24).


Restaurante Barracuda, Praia de Santa Maria, Ilha do Sal
Barracuda: totalmente pé na areia
⭐ Restaurante Barracuda
Praia de Santa Maria
Meu primeiro almoço na Ilha do Sal foi totalmente pé na areia, neste restaurante que fica próximo ao Píer de Santa Maria, em frente a um dos melhores trechos de praia da cidade.


Depois de um mergulho redentor — o voo noturno de apenas 4h40 entre Salvador e a Ilha do Sal me deixou quebrada — bem que eu precisava relaxar à sombra das palmeiras, respirar a brisa constante e bebericar umas tacinhas de vinho.

Queijo de cabra da Ilha do Gogo, Cabo Verde
Queijo de cabra da Ilha do Fogo: recomendo

Espeto de frutos do mar servido na Ilha do Sal, Cabo Verde
Espetinho de atum, polvo e camarão
E nada melhor para acompanhar essas tacinhas do que o queijo de cabra da Ilha do Fogo assado na brasa, acompanhado de uma sutil geleia de laranja, como é servido no Restaurante Barracuda. 

Grande começo para o meu mergulho nos sabores de Cabo Verde.


Como prato principal, pedi a espetada de frutos do mar, com atum, polvo e camarão também feitos na brasa. Boa demais!

Vinho Chã de Fogo de Cabo Verde e sobremesa típica cabo-verdiana
Vinho Chã de Fogo e pudim de leite. A sobremesa é muito parecida com a nossa e muito gostosa
Pra encerrar, a sobremesa foi um pudim de leite, muito gostoso e parecidíssimo com o nosso. Os pudins são bem populares na doçaria cabo-verdiana. Quem gosta de um doce saboroso e sem frescura, vai adorar. Ótimo almoço, por € 20.

Cachupa frita e peixe carapau, pratos típicos da Ilha do Sal, Cabo Verde
Cachupa frita e peixe carapau, muito parecido com a sardinha portuguesa, embora com menos espinhas
⭐Restaurante Relax
Terceira paralela à praia (logo atrás da rua de pedestres 1º de Junho), esquina com a Travessa Amílcar Cabral.

O Restaurante Relax serve um concorrido bufê por quilo na hora do almoço, com saladas, pratos típicos de Cabo Verde e outras opções mais "internacionais". É uma excelente alternativa para quem quer comer bem e pagar muito pouco. Meu almoço, por exemplo, custou € 3.

No dia que almocei no Restaurante Relax, o movimento estava bem animado, o público era uma mescla equânime entre moradores de Santa Maria e turistas. O lugar é muito bem cuidado, tudo tem cara de novo, e o bufê de comida caseira tinha uma cara muito atraente.

Eu me servi de cachupa frita, a variação do prato típico mais comumente servida em almoços e jantares, e do saboroso peixinho carapau, feito na brasa, que lembra demais as sardinhas portuguesas, com a vantagem de ter muito menos espinhas.

Bufê por quilo do Restaurante Relax, em Santa Maria, Ilha do Sal
O bufê do Restaurante Relax faz sucesso entre locais e turistas. O balcão de sobremesas (dir) também
A cachupa é o prato "oficial" do café da manhã em Cabo Verde. É um cozido de feijão e milho, caldoso, geralmente acompanhado de linguiça e ovo frito e, geralmente, chamada de cachupa pobre. A cachupa rica é basicamente a mesma preparação de feijão com milho, com o acréscimo de vários tipos de carne.

A cachupa frita é seca, lembra na aparência o feijão tropeiro, mas com o milho no lugar da farinha de mandioca. É um prato muito saboroso, perfeito para um almocinho leve — quando a gente está louca pra voltar para o mar azul da Ilha do Sal sem se preocupar com os riscos de uma congestão 😁.

Também recomendo que você dê uma olhadinha no balcão de sobremesas do Restaurante Relax. Eu aprovei o bolo de arroz, uma sobremesa portuguesa que eu adoro.

Café da manhã na Lanchonete Sparkle, em Santa Maria, Ilha do Sal
Panqueca de banana da Sparkle: café da manhã bom e barato
⭐Lanchonete Sparkle
Rua 1º de Junho

A Sparkle é uma boa opção para um café da manhã barato e gostoso. Curti muito a panqueca de bananas de lá. Com café expresso, meu desjejum custou € 4.

A casa também serve sucos de diversos sabores.


Sorveteria Giramondo, Santa Maria, Ilha do Sal
Em Santa Maria não falta nem um bom sorvete. O que mais eu posso querer?
⭐Sorveteria Giramondo 
Rua 1º de Junho, na altura do Píer de Santa Maria

Aháááá, tem sorvete no post!! Vocês já sabem que eu sou aloka do sorvete. Imaginem, então, a minha felicidade em constatar que na Ilha do Sal também tem um bom gelado.

Como o nome já sugere, a Sorveteria Giramondo é especializada em gelatto, o sorvete italiano cremoso, à base de leite. O cardápio da casa tem vários sabores de chocolate, muitas opções que combinam frutas e creme e outras bossas, mas eu curti mesmo foi o sorvete de maracujá. 

São três tamanhos de copinhos, tem a alternativa da casquinha, dá para incrementar o sorvete com caldas e penduricalhos  e os preços começam em € 1.

Sorvete é sempre bom. Sorvete no calor de Cabo Verde é melhor ainda e o gelatto da Giramondo é muito gostoso.



Mais sobre a Ilha do Sal, Cabo Verde
Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook 

4 comentários:

  1. Então ficamos assim: uma paradinha técnica em Cabo Verde, a caminho de Portugal, com direito a uns bons mergulhos e ótimas comidas. Coloquei no radar.
    Kenneth

    ResponderExcluir
  2. Estou há três dias no Sal e trouxe as suas recomendações comigo. Já fui à Angela (2x), ao Compa, Cam's e ao Criolo, só pelas suas recomendações. Então, queria mesmo agradecer as dicas, fiquei regalada!

    ResponderExcluir
  3. Estamos indo em dezembro. Obrigado pelas informações

    ResponderExcluir