16 de junho de 2024

Bares e restaurantes em Madri

Tapas em Madri
Em torno de um pratinho de tapas, a gente começa a ver a essência de Madri

Comer e beber são duas grandes atrações turísticas de Madri. Afinal, a capital espanhola tem o talento de combinar o astral efervescente com uma tradição culinária de primeira.

Os bares e restaurantes em Madri são ótimos para ver a cidade: em qualquer noite da semana, em qualquer estação do anos, você vai encontrar grupos animados de madrileños, de rigorosamente todas as faixas etárias, em conversas animadíssimas que podem entrar pela madrugada, acompanhadas de comidinhas e bebidinhas que dão um quentinho na alma.

Cervejaria Cervantes em Madri
A noite de Madri pertence a todas as gerações e isso é maravilhoso

Mais do que qualquer museu ou monumento, é esse entusiasmo pela vida que fica na minha cabeça como a essência de Madri.

Com a vantagem de que os de fora também estão convidados a festejar a vida nos bares e restaurantes em Madri. Tem vinho, cerveja, conhaque e vermute. Também tem tapas variadíssimas, cumbucas fumegantes das comidas de cuchara (para comer de colher), como os callos a la madrileña, queijos e frios.

Bar no Barrio de las Letras de Madri
Em território espanhol, minha bebida é o vermute, de preferência o de grifo (de torneira)

Veja essas dicas de bares e restaurantes em Madri que experimentei nessa viagem mais recente e aproveite essa adorável atração turística da capital espanhola. 


Bares e restaurantes em Madri


Bares e restaurantes no Barrio de las Letras


Reza a lenda que o maior indicador de qualidade de um bar em Madri é a quantidade de guardanapos de papel espalhados pelo chão. Pode não parecer muito fino, mas os madrilenhos atiram, sem cerimônias, os papeizinhos ao solo, depois de devorar cada pedacinho de petisco, em sinal de satisfação com o serviço.

Taverna La Dolores em Madri
Bar no Barrio de las Letras em Madri
A área de Madri onde eu mais gosto de comer e beber é o Barrio de las Letras, com suas tavernas e bares sempre lotados de madrilenhos animados

Pois o chão das tabernas e bares do Barrio de las Letras, minha área preferida para farrear em Madri, estão sempre acarpetados com esses guardanapos. 

E quando a gente dá sorte de encontrar alguns centímetros de balcão para apoiar o cotovelo e pedir um trago, fica achando que tirou a sorte grande. O público é principalmente composto por locais, como a gente percebe pela ausência de selfies e pela intimidade com os garçons.

Além do Barrio de las Letras, também sou fã dos bares de Malasaña (experimente uma mesa ao ar livre na Plaza Dos de Mayo e depois me conte) e de La Latina. Veja as dicas desses dois bairros mais abaixo. 

Sim, essas são três áreas tradicionais, do Madrid castizo, e deve haver muitos outros points mais moderninhos na cidade. Mas nada substitui um boteco com o chão forrado de guardanapos amassadinhos.

⭐Restaurante Terramundi
Calle de Lope de Vega nº 32, Barrio de las Letras

Restaurante Terramundi em Madri
Almocei muitíssimo bem no Restaurante Terramundi, no Barrio de las Letras

Como chegar: Metrô Antón Martín (Linha 1/azul clara) a 350 metros. A Estação Banco de España (Linha 2/vermelha) fica a 650 metros.

Horários:  Segundas, das 13h às 16h. de Terça a domingo das 13h às 16:30h e das 20:30h à meia-noite

Almocei muitíssimo bem no Restaurante Terramundi. A casa faz uma releitura da cozinha tradicional da Galícia e tem a imensa vantagem de oferecer o menu do dia, um jeito de comer bem e barato em Madri.

Restaurante Terramundi em Madri
Restaurante Terramundi em Madri
Adorei o creme de abóbora e o codillo servidos no Terramundi

menu do dia (servido também no jantar e nos fins de semana) é uma refeição completa: inclui pãobebida (água, refrigerante, cerveja ou taça de vinho da casa), entradaprato principal e sobremesa

A lista de opções para os três passos da refeição é extensa— duvido que você não encontre algo muito apetecível no cardápio. 

Eu pedi o creme de abóbora de entrada e o codillo (joelho de leitão) como segundo prato. Estavam ambos deliciosos, assim como o tiramisù de sobremesa.

O atendimento do Restaurante Terramundi é muito simpático e eficiente, a decoração é bonita e aconchegante e os preços são óóóótimos. Adorei tudo e mega recomendo.

Restaurante Terramundi em Madri
Restaurante Terramundi em Madri
O Restaurante Terramundi tem decoração despojada e ambiente muito agradável. No alto, o señor tiramisù

O menu do dia servido no almoço custa € 14,90. À noite, o preço vai para € 19,90. Nos fins de semana, feriados e vésperas de feriado, o menu sai por € 16,90. Alguns pratos do menu do dia têm acréscimos de alguns eurinhos na conta final — o codillo, por exemplo, implica mais € 1no preço da refeição. Ainda assim, você vai comer muito bem e gastar pouco neste ótimo restaurante.

⭐Cervecería Cervantes
Plaza de Jesús nº 7 (esquina com Calle Cervantes), Barrio de las Letras.

Cervejaria Cervantes em Madri
A Cervejaria Cervantes é pra comer bem, beber bem e gastar pouco

Como chegar: 
Metrô Antón Martín (Linha 1/azul clara) a 450 metros. A Estação Banco de España (Linha 2/vermelha) está a 550 metros.

Horários: diariamente, das 11h à meia-noite.

Se você estiver procurando um lugar pra comer e beber bem em Madri, imersa na vibe boêmia da cidade, vai adorar a Cervecería Cervantes. O lugar vive apinhado — turistas, como eu, são exceção entre os frequentadores. Serve um cardápio tradicional caprichado e tragos muito honestos.

É pra tapear e beber até o coração ficar contente (como dizia Homero, aquele da Ilíada 😊), embalada pelo ritmo das conversas das outras mesas — o sotaque madrileno faz qualquer historinha sem importância parecer um relato épico.

Os preços da Cervejaria Cervantes são muito convidativos — taça de vinho a € 2,70, jarra de cerveja a € 4,50, pratos e porções ente € 5 e € 25. Eu fui de vermute, pra variar (quando estou em território espanhol) e Rose foi de vinho.

Cervejaria Cervantes em Madri
Cervejaria Cervantes em Madri
Callos a la madrileña (no alto) e morcilla de Burgos: ô, farra boa

Para comer, escolhi os callos a la madrileña (€ 12), que estavam nada menos do que fenomenais. Rose atacou a morcilla de Burgos (€ 10,50). Morcilla (em português, morcela ou morcilha), vocês sabem, é um tipo de chouriço que leva sangue fresco em sua elaboração e fica divino.

Grande noite no Barrio de Las Letras.

⭐Cervecería Alemana

Calle del Príncipe nº 6 (na Plaza de Santa Ana)

Cervecería Alemana em Madri
Cervecería Alemana: Hemingway com certeza já contemplou esta mesma paisagem

Como chegar: Metrô Antón Martín (Linha 1/azul clara) a 270 metros. Metrô Sol (Linhas 1/azul clara, 2/vermelha e 3/amarela) a 450 metros.

Horários: de domingo a quinta, das 8h à meia-noite. Sextas e sábados, até 1h da manhã.

Deixa eu confessar logo que não fui à Cervecería Alemana pela comida, nem pela bebida. É que eu não perco essa mania de procurar o fantasma de Papa Hemingway por aí — e quando encontrei, na Floridita de Havana, quase tive um treco.

Cervecería Alemana em Madri
São 120 anos de boemia 

Sim, esta taberna de 120 brejeiros aninhos de idade (fundada em 1904) foi um dos lugares frequentados pelo escritor Ernest Hemingway em suas muitas passagens por Madri — o que não deve ser lá muita vantagem, porque um bebum daqueles deve ter batido o ponto em algumas centenas de botequins madrilenos. 

A mania, aliás não é só minha: a geração beatnik de Ginsberg, Burroughs Kerouac também adorava o lugar.

O certo é que la Alemana tem um je ne sais quoi boêmio que nem a guerra, nem a ditadura franquista nem a hegemonia dos bares com música eletrônica chata conseguiram empalidecer.

Cervecería Alemana em Madri
Cervecería Alemana em Madri
O Salão da Cervecería Alemana é muito bonito, mas eu prefiro sentar pertinho de García Lorca

E eu adoro sentar em uma mesa da Cervecería Alemana pra beber meu vermute e beliscar queijinhos e presuntinhos que só a Espanha sabe fazer. 

De preferência e o clima permitindo, em uma mesa ao ar livre, na Plaza de Santa Ana, a poucos passos da estátua de García Lorca e sentindo os eflúvios do finado Corral del Príncipe — o teatro mais popular de Madri no Século 17, hoje substituído pelo classudo Teatro Español.

Estátua de García Lorca em Madri
Lorca na Plaza de Santa Ana: como era primavera, alguém levou uma rosa para o poeta

Os preços na Cervecería Alemana são bem decentes e encaráveis: as porções de queijos ficam na casa dos € 8, porções de presuntos entre € 9 e € 16, sanduíches entre € 4 e € 6,50, cervejas a partir de € 3,25, vermutes a partir de € 3,25 e taças de vinho na casa dos € 4.

Bares e restaurantes em Malasaña e La Latina

⭐Restaurante El Madroño

Plaza de Puerta Cerrada nº 7, La Latina

Restaurante El Madroño em Madri
Tivemos um ótimo almoço de despedida de Madri em El Madroño

Como chegar: Metrô La Latina (Linha 5/verde) a 350 metros. Metrô Tirso de Molina (Linha 1/azul clara) a 450 metros. Metrô Sol (Linhas 1, 2/vermelha e 3/amarela) a 700 metros.

Horários: de terça a domingo, das 9h à meia-noite

A apenas 250 metros da Plaza Mayor, mas bem fora do muvucão turístico, o restaurante El Madroño foi o local do nosso almoço de despedida de Madri —uma despedida pra deixar saudade.

Restaurante El Madroño em Madri
Essas berinjelas estavam inenarráveis

O restaurante oferece comida gostosa, atendimento muito simpático e preços honestos. Fica em um cantinho bem sossegado de La Latina. Tem um bar-irmão na Plaza del Angel, no Barrio de las Letras.

El Madroño serve menu do dia no almoço (€ 16,50) e também tem muitas opções no cardápio normal, combinando especialidades madrilenas e andaluzas.

Restaurante El Madroño em Madri
Cocido madrileño, bom que só

Eu pedi o menu do dia, com pão, bebida, entrada e prato principal. Comecei com as berinjelas fritas com mel (inenarráveis), à moda de Córdoba e fui de cocido madrleño (delicioso) de prato principal — não que eu não tenha espichado os olhos para a oferta do muy andaluz rabo de toro, mas resolvi ser geograficamente equânime.

Rose ficou fora do menu do dia, mas também fez ponte aérea Madri-Andaluzia no pedido: gazpacho (€ 6) de entrada e callos a la madrileña (€ 11,50) de principal.

Restaurante El Madroño em Madri
"O Urso e o Madronheiro" na Porta do Sol em Madri
O Urso e o Madronheiro, logomarca de Madri

O delicioso almoço foi arrematado pelo licor de madronho, oferta da casa, servido em copinhos comestíveis forrados de chocolate.

(Madronho ou medronho, como também se diz em português, é uma frutinha de casca áspera com sabor parecido com a cereja ou a ginja portuguesa, usada para fazer licor. O madronheiro é a árvore símbolo de Madri, como atesta a famosa estátua do Urso e o Madronheiro, na Porta do Sol).

Se você ficou curiosa sobre a cozinha andaluza, dá uma olhadinha aqui: 
Onde comer na Andaluzia

Praça Dos de Mayo em Madri
Adoro farrear na Plaza Dos de Mayo

⭐Bares da Plaza Dos de Mayo
Bairro de Malasaña

Como chegar: da Estação Tribunal do metrô (Linhas 1/azul clara ou 10/azul escura), desça a 350 metros pela Calle de la Palma.

Quase sempre citada em dupla com seu vizinho, o bairro de Chueca, Malasaña é uma das áreas mais simpáticas e charmosas de Madri. Seu nome é homenagem a Manuela Malasaña, costureira de apenas 17 anos, morta por soldados napoleônicos participando do levante do Dois de Maio de 1808 — rebelião do povo madrilenho contra as tropas de ocupação francesas.

Bairro de Malasaña em Madri
Malasaña é um bairro central, pequenininho e muito charmoso

Malasaña é um bairro antigo e central, mas hoje é mais conhecido como um dos palcos da Movida Madrileña, uma espécie de renascença cultural pop que caracterizou os anos pós-ditadura franquista — o cinema de Pedro Almodóvar, por exemplo, é um filho desse movimento.

Os anos da Movida ficaram para trás, mas Malasaña continua vanguardeira, descolada e cheia de vida. O bairro hoje é mais famoso por seus grafites do que pelo seu rico patrimônio histórico. Abriga muitos teatros independentes e tem brechós maravilhosos.

Bairro de Malasaña em Madri
Bairro de Malasaña em Madri
Malasaña é um bairro encantador

O coração de Malasaña é a Plaza Dos de Mayo, cercada de bares muito simpáticos que espalham mesas ao ar livre, na própria praça. Era lá que ficava o Quartel de Monteleón, a única guarnição militar espanhola que se juntou ao povo sublevado no 2 de Maio.

No centro da Plaza Dos de Mayo ainda está preservado o portal do Quartel de Monteleón, acompanhado da estátua dos capitães Velarde e Daoiz, que lutaram ao lado dos revoltosos e morreram no confronto com os franceses. Não se espante de encontrar um copo de bebida ou uma garrafa nas mãos dos homenageados, colocados por algum frequentador da praça. Não é desrespeito, é camaradagem.

Bairro de Malasaña em Madri
Uma velha farmácia virou boteco

Pertinho da praça fica o Bar El Penta (Calle de la Palma nº 4), um dos quartéis generais da Movida.

Se você gosta de mercados gourmet, dê uma passadinha no Mercado de San Ildefonso (Calle Fuencarral nº 57) pra provar cozinhas de várias partes do mundo.

Mercado de San Ildefonso em Madri
O Mercado de San Ildefonso é uma boa opção para comer e beber em Malasaña
Bar el 2D em Madri

O Bar El 2D respeita a tradição da Plaza Dos de Mayo: tem tapinhas gostosas e ótimos preços

⭐Bar El 2D
Calle de Velarde nº 24, Malasaña

Como chegar: Metrô Tribunal (Linhas 1/azul clara e 10/azul escura) a 250 metros. A Estação San Bernardo (Linhas 2/vermelha e 4/marrom) fica a 450 metros.

Horários: Segundas, das 18h à 1:30h. De terça a quinta, do meio-dia à 1:30h da manhã. Sextas e sábados, do meio-dia às 2h. Domingos, das 11:30h à 1:30h.

Bar El 2D em Madri
Tapeo con vermut é muito bom

Já experimentei alguns bares da Plaza Dos de Mayo em outras viagens. Afinal, é lá mesmo que eu gosto de sentar para bebericar meu vermut de grifo (“de torneira”, já que é servido direto do barril, sem marca e sem grife) e me dedicar ao delicioso esporte nacional da Espanha, o tapeio. 

Desta vez, experimentei e aprovei o Bar El 2D, com mesas ao ar livre na praça (ele fica de cara para ela), serviço muito eficiente e preços pra lá de honestos.  

Experimentamos tapas variadas (não fotografei todas porque estava entretida na conversa, no tapeio e na bebericagem), mas esses queijinhos e o pão com tomate que aparecem nas imagens estavam ótimos. Eu bebi vermute e Rose bebeu vinho. Foi uma agradável happy hour que custou € 15 por cabeça.

Leia mais: 
Madri desencanada - Chueca e Malasaña
Mercados de Madri

Bares e restaurantes no Centro de Madri

⭐Terraço do Círculo de Bellas Artes
Calle de Alcalá nº 42, Centro (entrada pela Calle del Marqués de Casa Riera nº 2).

Terraço do Círculo de Belas Artes em Madri
Círculo de Bellas Artes: pra beber com Madri a seus pés

Como chegar: Metrô Banco de España (Linha 2/vermelha) a 200 metros. Metrô Gran Vía (Linhas 1/azul clara e 5/verde) a 550 metros.

Horário: de domingo a quinta das 10h à meia-noite e meia. Nas sextas, sábados e vésperas de feriado fecha à 1h30 da manhã.

Ingresso € 5.50

Terraço do Círculo de Belas Artes em Madri
Terraço do Círculo de Belas Artes em Madri
Terraço do Círculo de Belas Artes em Madri
O melhor do Bar Azotea é mesmo a vista para Madri

Eu adoro terraços e mirantes, mas não sou particularmente fã do modelito bar rúfi-tópi, onde você paga o prazer de olhar uma cidade do alto com a penitência de ouvir música ruim ao lado de gente que pensa que está estrelando um comercial de perfume caro.

Mas — o que é mesmo que eu não faço por esta Fragata? — não poderia deixar de conferir o Bar Azotea, no terraço do Círculo de Bellas Artes, que anda fazendo tanto sucesso em Madri. Como estávamos hospedadas muito pertinho, na Gran Vía, lá fomos nós.

Instalado no topo de um dos belíssimos edifícios art déco daquele pedacinho charmosíssimo de Madri, o terraço tem uma vista realmente muito bacana para a arquitetura da região — com o Edifício Metrópolis em primeiro plano.

Terraço do Círculo de Belas Artes em Madri
O Edifício Metrópolis, na confluência da Gran Vía com Calle de Alcalá, e o Círculo de Bellas Artes ao fundo
Terraço do Círculo de Belas Artes em Madri

O Bar Azotea foi o lugar mais caro onde bebemos em Madri — entradas de € 14 a € 28. Pratos de peixes de € 28 a € 48. Pratos de carne de € 18 (hambúrguer) a € 28. Tapas de € 5 a € 30. Vinho em taça de € 4,50 a € 15. Drinques na casa dos € 12. E ainda é preciso pagar o ingresso do Círculo de Bellas Artes (€ 5,50) para chegar lá no alto.

Mas o pior é aturar aquela musiquinha lounge pasteurizada, arranjo meio bossa nova que assassina tudo, uma coisa meio Sambô-chique...

Tomamos nossos drinques, elogiamos a beleza do cenário e fugimos do Instagran para a vida real em uma taberna do Barrio de las Letras (a Cervecería Cervantes, a 500 metros de distância), onde fomos muito mais felizes.

⭐Cañas y Tapas

Plaza de Celenque nº 1, Centro

Bar e restaurante Cañas y Tapas em Madri
Este vermute esteve em excelente companhia com os petiscos de Cañas y Tapas

Como chegar: Metrô Sol (Linhas 1/azul clara, 2/vermelha e 3/amarela) a 130 metros. Metrô Ópera (Linhas 2/vermelha, 5/verde e R) a 350 metros.

Horários: de domingo a quinta, das 10h às 23:30h. Sextas e sábados, das 10h à meia-noite e meia.

Casa Labra em Madri
O plano original era a Casa Labra, mas boa sorte com a fila nesta tradicional taberna de Madri

O plano original era almoçar na célebre Casa Labra (Calle de Tetuán nº 12), uma das tabernas mais tradicionais de Madri, fundada em 1860. Mas acho que é preciso chegar lá às 6h da manhã pra encontrar um cantinho de balcão — mesa, eu nem falo — tal é o movimento. 

Esperar na longa fila, no sol e com fome, nem pensar. Caminhando pela vizinhança, a 100 metros da Casa Labra estava Cañas y Tapas, que faz parte de uma rede com diversas casas em Madri e também em Barcelona, Toledo e outras cidades.

Bar Cañas y Tapas em Madri
Bar Cañas y Tapas em Madri
Ambiente simpático, bons pinchos e ótima alcachofra

Pois Cañas y Tapas acabou sendo uma boa surpresa, apesar dos preços inflacionados.

Pra começar, pedimos um trio de pinchos (tapas, € 10) ) que estava excelente. Uma das torradinhas estava coberta com ventresca (um tipo de corte do atum), pimentões e molho romesco (típico de Tarragona com amêndoas, alho, tomate e pimenta). A outra com chistorra (linguiça do País Basco), pimentos depadrón e queijo manchego. A terceira, queijo de cabra e cebola caramelizada). Veja na foto que abre este post.

Na sequência, eu pedi as alcachofras a la plancha (€ 13), que estavam bem gostosas. Rose foi de tortilha de batatas (€ 7). Com as bebidas (eu, vermute de grifo, Rose, vinho tinto) água e café, a conta ficou num total de € 50.

Comer e beber em Chueca

⭐Toma Jamón
Plaza de Pedro Zerolo nº 11 Chueca

Bar Toma Jamón em Madri
Os callos com presunto ibérico do Toma Jamón estavam deliciosos

Como chegar: Metrô Chueca (Linha 5/verde) a 300 metros. Estação Gran Vía (Linhas 3/amarela e 5) a 350 metros.

Horários: de domingo a quinta, das 10h à meia-noite. Sextas e sábados, até 00:30h.

Essa vermutería de Chueca foi outra boa surpresa. Ela fica na mesma praça do hostal onde nos hospedamos, na primeira passagem por Madri deste roteiro pela Espanha, Portugal e Grécia e decidimos parar lá para uma refeição mais relaxada, antes de pegar o trem para Ávila.

Bar Toma Jamón em Madri
Bar Toma Jamón em Madri
Esses callos com jamón ibérico estavam deliciosos

Pois foi uma ótima decisão. Os vermutes servidos na casa são ótimos (entre € 3,30 e € 4,40 a dose) e a comida estava muito gostosa. Eu pedi callos a la madrileña com jamón ibérico (€ 10) e o prato estava perfeito. Rose atacou uma salada muito vistosa (€ 10) acompanhada de vinho tinto (€ 4 a taça).

Todos os pratos têm acréscimos de de € 1 a € 2 no preço, para serviço ao ar livre.

Mercado de San Antón em Madri
Mercado de San Antón em Madri
Eu adoro ir aos mercados praticar voyeurismo gastronômico. O Mercado de San Antón é ótimo pra isso

⭐Mercado de San Antón

Calle de Augusto Figueroa nº 24, Chueca

Como chegar: Metrô Chueca (Linha 5/verde) a 80 metros. Metrô Banco de España (Linha 2/vermelha) a 550 metros. Metrô Gran Vía (linhas 1/azul clara e 5/verde) também a 550 metros.

Horários: o mercado funciona de segunda a sábado, das 9:30h às 21:30h. Os bares e restaurantes abrem de segunda a sábado, do meio-dia à meia-noite. Aos domingos, do meio-dia às 19.

Desde que o Mercado de San Miguel ficou impraticável, devido à eterna muvuca, transferi minha afeição mercadeira principal para o Mercado de San Antón. E o bichinho continua sendo uma boa opção para uma refeição despretensiosa no bairro de Chueca.

Antes de escolher o que vou comer e beber, adoro fazer window shopping nos boxes do térreo do mercado, que vendem gêneros frescos, muitos queijos e frios e outas tentações. Só depois desse voyeurismo gastronômico que altera a minha pulsação é que sigo para o primeiro piso e escolher um bar ou restaurante.

Desta vez, a escolhida no Mercado de San Antón foi a Taberna de La Ancha, que faz parte de uma rede tradicional de restaurantes com 100 anos de experiência.

Mercado de San Antón em Madri
Pausa para a tortilha com vermute na Taberna de La Ancha, no Mercado de San Antón
 
A banca é especializada em tortilhas (a partir de € 4), com muitas opções de acompanhamento (pimientos asados, callos a la madrileña, calamares en su tinta, por exemplo). A versão mais cara (pincho de tortilha com trufa) custa € 7.

Eu gostei muito da minha tortilha, temperada com cebola beeeem caramelizada.

Para beber, tem vinho em taça a partir de € 4, que também é o preço da dose de vermute.

Onde comer e beber em Madri

Mercados de Madri: opções gostosas e baratas para comer na capital espanhola

Comer bem em Madri - Mercado de San Miguel e outros lugares bacanas no Centro

O que comer em Madricallos a la madrileña e outras delícias

Todas as dicas de Madri


Espanha na Fragata Surprise

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
X (ex-Twitter) | Instagram | Facebook | Blue Sky

Nenhum comentário:

Postar um comentário