21 de março de 2019

Graceland, a casa de Elvis Presley em Memphis

A mansão de Graceland, onde Elvis Presley morou entre 1957 e 1977
Elvis morou em Graceland de 1957 até sua morte, em 1977

Graceland, o lar definitivo de Elvis Presley,  reúne tudo que um fã gostaria de encontrar. Lá estão as memórias domésticas de Elvis, preservadas na extravagante mansão, seus carros e aviões e uma vasta e minuciosa coleção de documentos e objetos que percorre toda a vida e carreira do Rei do Rock.

Até mesmo o túmulo de Elvis está em Graceland, no Jardim da Meditação que ele mandou construir para seus momentos de reflexão.

Não é à toa que 650 mil pessoas atravessam os famosos Portões Musicais de Graceland todos os anos para uma jornada sentimental — um mergulho na trajetória de um dos maiores ícones do Século 20, o cara branco com voz de negro que encarnou o Rock’n’Roll.

Os portões musicais de Graceland
Os famosos Portões Musicais de Graceland
Sempre tive uma relação meio contraditória com Elvis Presley. Eu o conheci como a estrela de filmes bobos que passavam na sessão da tarde, nos anos 70, e como o coroa meio gordo em trajes espalhafatosos, cantando para plateias acomodadas.

Foi John Lennon — fã de carteirinha dele e meu guru pra quase tudo na vida — quem me mostrou o outro lado, o Elvis visceral, o excelente cantor, o ídolo que ajudou a quebrar inúmeros tabus, inclusive vários em que ele mesmo acreditava.

Na minha visita a Graceland, encontrei esses dois Elvis. E ambos me comoveram profundamente.

Veja como organizar sua visita a Graceland, a casa de Elvis, e o que você vai encontrar por lá:

Casa de Elvis Presley em Graceland, Memphis
A mansão de Graceland foi construída em 1939
Um pouquinho da história de Graceland
Aberta ao público em 1982, cinco anos após a morte de Elvis Presley, Graceland é a segunda casa mais visitada dos Estados Unidos, atrás apenas da Casa Branca.

Todos os anos, 650 mil pessoas visitam o lar de Elvis e o complexo de museus dedicados ao ídolo e integrados à propriedade. 

Mas a história de Graceland começou bem mais pacata. No Século 19, ela era apenas uma fazenda da comunidade de Whitehaven, nos arredores de Memphis.

Somente em 1939 Graceland ganharia sua famosa mansão em estilo colonial sulista, com direito a um pórtico e colunas coríntias na entrada principal.

Mapa de Graceland
Mapa do complexo de entretenimento de Graceland. À esquerda, a mansão. Do outro lado da pista ficam a bilheteria, portaria, os aviões, museus e lojas
Elvis Presley comprou Graceland no começo de 1957. Ele mal tinha esquentado o lugar na primeira casa própria que pode comprar para a família, no ano anterior, quando percebeu que a confortável, mas singela moradia de Audubon Drive, em East Memphis, não iria oferecer a privacidade e o sossego que a estrela em vertiginosa ascensão precisava.

Localizada numa área ainda semi-rural e distante do burburinho de Memphis, na época, Graceland foi comprada por US$ 100 mil (cerca de US$ 1 milhão, em valores atuais).

A vasta propriedade (5,6 hectares ou 56 mil metros quadrados) e a mansão de 1.600 metros quadrados estavam destinadas a ser o refúgio onde Elvis viveria com os pais, Vernon e Gladys, mas também uma espécie de clube privê onde ele pudesse reunir amigos e parentes para aproveitar as comodidades que o dinheiro pudesse pagar.

Bilheteria e acesso a Graceland
O acesso a Graceland é pela área dos museus, do lado Oeste do Elvis Presley Boulevard
Desde a compra até a década de 60, Elvis gastou mais de US$ 500 mil (alguns milhões, em valores atualizados) em reformas, para dotar Graceland de sua decoração extravagante e de todos os “brinquedos” que ele julgava indispensáveis.

Piscina, quadras de tênis e squash, estúdio de gravação, stand de tiro, um haras, salas de jogos, de TV e a famosa Jungle Room e seu Jardim da Meditação, onde hoje está sepultado, são alguns dos acréscimos que Elvis fez à propriedade.

Entre os milhões de visitantes que já prestaram sua homenagem à vida, à arte e à lenda de Elvis Presley em Graceland há uma lista enorme de figuras tão legendárias quanto o Rei do Rock, como os Beatles Ringo Starr e Paul McCartney (que deixou uma paleta de guitarra sobre a lápide de The Pelvis).

Detalhe da sala de estar de Graceland
Detalhe da sala de estar da mansão de Graceland. No porta retrato, os pais de Elvis, Gladys e Vernon
Os três reis que formaram com Elvis o "Quarteto de 1 milhão de dólares" — Johnny Cash, Carl Perkins e Jerry Lee Lewis também estiveram em Graceland.

Entre outros visitantes ilustres, vou citar Bob Dylan, o rei do Blues BB. King, Paul Simon (que batizou seu álbum de 1986 de Graceland), Muhammad Ali, os Beach Boys, James Brown, Ray Charles, Joe Cocker, Roy Orbison, Jimmy Page e Robert Plant (do Led Zeppelin) Johnny Ramone (dos Ramones), o mago Keith Richards e o pessoal do U2.

Escadaria de Graceland decorada para o Natal
Escadaria de acesso ao segundo do piso da mansão, área fechada ao público
O que ver em Graceland
O tour em Graceland começa pela imponente mansão. Com 23 aposentos — oito dormitórios e inúmeras salas — apenas o térreo e o subsolo da casa estão abertos ao público.

O segundo andar, onde ficava a suíte de Elvis, não pode ser visitado. Dizem que é para impedir cenas mais fanáticas no banheiro onde o Rei do Rock caiu morto, na noite de 17 de agosto de 1977.

Mas o que se vê na mansão de Graceland já é muito — e muito revelador.

Decoração de Natal na sala de jantar de Graceland
Em novembro, a mesa já estava posta para a ceia de Natal
A decoração de Graceland é kitsch no úúúrtimo, varrida por um tsunami de dinheiro traduzido em douramentos, espelhos, mármores, vitrais, candelabros, cristais, cores e estampas.

➡️ O ritmo e o roteiro da visita à mansão de Elvis são ditados pela narração no audioguia, que é informativa, minuciosa e bem contextualizada.

➡️ Visita à mansão de Elvis
O primeiro ambiente visitado na mansão de Graceland é a sala de estar, com seu famoso sofá branco com quase 5 metros de extensão e um aparelho de TV.

Sala de estar de Graceland
A sala de estar e o famoso sofá de 4,6 metros de largura

Sala de estar de Graceland e, ao fundo, a sala de música
Os vitrais decorados com pavões separam a sala de estar da sala de música. Aparentemente, Elvis curtia essas aves, que aparecem em vários detalhes da decoração de Graceland
Atrás de um vitral decorado com pavões multicores fica a sala de música, com um piano e mais um aparelho de TV — essa era uma mania de Elvis e vai ser difícil você identificar um cômodo de Graceland sem uma televisão.

A visita a Graceland prossegue com uma breve passada pelo dormitório que foi ocupado pelos pais de Elvis, onde a decoração foi reconstituída para reproduzir a aparência do quarto antes da morte de Gladys Presley, em 14 de agosto de 1958.

Até algumas roupas da mãe de Elvis estão penduradas em ganchos, perto da porta do banheiro.

Dormitório dos pais de Elvis Presley em Graceland
O dormitório ocupado pelos pais de Elvis 
Prosseguindo no roteiro sugerido pelo audioguia, o visitante passa ainda pela sala de jantar — que na primeira quinzena de novembro já estava arrumada para a “ceia de Natal” — e pela cozinha, impressionantemente moderna para um espaço concebido no começo dos anos 60.

Jungle Room de Graceland
A "exótica" Sala da Selva
A grande estrela do pavimento térreo de Graceland é a extravagante — pra dizer o mínimo e com suavidade — Jungle Room, ou “sala da selva”, com uma cascata em uma das paredes, móveis entalhados em forma de crocodilos, estampas selvagens... Dá enxaqueca, só de lembrar.

O ambiente era um dos orgulhos de Elvis, que se encarregou pessoalmente do, digamos, design da sala, que também ganhou equipamentos de gravação. 

Sala de jogos de Graceland
Elvis mandou forrar a sala de jogos todinha com esse tecido estampado. Foram precisos mais de 300 metros de pano para completar a decoração 
O tour pela mansão de Graceland se encerra com a visita ao porão, onde Elvis montou sua versão caríssima de man's cave, super equipada.

Lá estão a sala de jogos e uma sala de TV com três aparelhos, que ele adorava ligar simultaneamente para assistir três canais ao mesmo tempo.

➡️ Pavilhão dos Troféus de Graceland
Saindo da mansão de Graceland, a próxima parada será em uma construção de madeira, nos fundos da casa, onde ficava o escritório de Vernon Presley, pai de Elvis, e um estande de tiro que o astro mandou construir.

De lá, a próxima parada é no Pavilhão dos Troféus, onde Elvis guardava suas coleções e lembranças.

Árvore genealógica dos Presley, no pavilhão dos Troféus de Graceland
A árvore genealógica dos Presley, no Pavilhão dos Troféus
A exposição nesse anexo de Graceland hoje se concentra nas memórias familiares, como a árvore genealógica dos Presley, uma maquete da casa onde ele nasceu, em Tupelo (Mississippi), móveis e objetos pessoais.

Particularmente cultuada por Elvis, sua coleção de distintivos honorários de diversas forças policiais está preservada em um quadro exibido com destaque.

Sala de jantar da mansão de Graceland decorada para o Natal
A sala de jantar, já no clima do Natal em Graceland
Também chama a atenção a vitrine onde está exposto o traje usado por Elvis em seu casamento com Priscilla Bealieu, em 1967, o vestido de noiva dela e o berço da única filha do casal, Lisa Marie Presley.

➡️ Quadra de squash
Saindo do Pavilhão dos Troféus, não deixe de visitar o espaço onde Elvis instalou uma quadra de squash, contígua a uma confortável sala de estar equipada com um bar e um piano.

Piano tocado por Elvis em sua última sessão musical, em Graceland
A sala de estar ao lado da quadra de squash. Neste piano, Elvis fez música pela última vez
Foi nesse espaço que Elvis passou sua última noite, em companhia de alguns amigos, tocando piano e cantando — as músicas citadas pelos presentes são Blue Eyes Crying in the Rain e Unchained Melody — antes de passar mal e morrer no banheiro de sua suíte, no corpo principal da mansão de Graceland.

Jardim da Meditação, em Graceland
Jardim da Meditação, onde Elvis gostava de pensar na vida
➡️ Jardim da Meditação
A última parada no tour pela área da mansão de Graceland é no Jardim da Meditação, espaço que Elvis mandou construir logo que comprou a propriedade e onde gostava de ficar sozinho para pensar na vida.

O jardim, com um espelho d’água e imagens religiosas, era o seu favorito em Graceland e foi o escolhido pela família para abrigar o túmulo do cantor.

Túmulo de Elvis Presley em Graceland
O túmulo de Elvis, entre as sepulturas de Vernon e Minnie Mae
Ao lado da sepultura de Elvis agora estão as Vernon Presley, seu pai, Gladys Presley, sua mãe, e Minnie Mae Presley, sua avó (Vernon, morto em 1979, e Minnie Mae, falecida em 1980, sobreviveram a Elvis e continuaram a viver em Graceland após a morte do cantor).

No Jardim da Meditação também foi colocada uma placa lembrando Jesse Garon Presley, irmão gêmeo de Elvis que nasceu morto, 35 minutos antes do cantor, em 8 de janeiro de 1935.

Museus dedicados a Elvis Presley em Graceland
O complexo de museus de Graceland é uma viagem cheia de detalhes pela arte e pela carreira de Elvis Presley

Os museus de Graceland
O complexo de museus de Graceland é enorme e tem um acervo que parece inesgotável. As exposições levam a gente pela mão pelos diversos aspectos da carreira de Elvis, com destaque para sua discografia, carreira cinematográfica e os shows que marcaram sua última década de atividade.

Como seria de se esperar, em Graceland está reunida a maior coleção de lembranças de Elvis de todo o planeta.

Cadillac que pertenceu a Elvis Presley no Museu de Graceland
O Cadillac que Elvis transformou em bar

Cadillac que pertenceu a Elvis Presley exposto no Museu de Graceland

Os maiores destaques são os trajes de palco de Elvis, os famosos macacões recobertos de pedrarias que marcaram a última fase de sua carreira, figurinos usados nos filmes, uma gigantesca coleção de discos de ouro e de platina...

Uma das sessões é integralmente dedicada à passagem de Elvis Presley pelo Exército.

Exposição de discos de ouro e platina conquistados por Elvis Presley
Muitos discos de ouro e platina e uma sessão dedicada à passagem de Elvis pelo Exército
Os carros, motos e lanchas de Elvis também ganharam uma ala especial, com destaque para seu Cadillac cor de rosa.

No meio disso tudo estão várias lojas de souvenir e a tentação é grande 😁.

Discos de ouro e platina conquistados por Elvis Presley expostos no museu de Graceland

Os aviões de Elvis
A última etapa da minha visita foi ao pátio onde estão estacionados os dois aviões de Elvis Presley.

A aeronave maior é o Lisa Marie, um Convair 880, comprado em 1975. Originalmente, esse tipo de avião comportava até 88 passageiros.

O Lisa Marie,um dos aviões de Elvis expostos em Graceland
O Lisa Marie, um dos aviões de Elvis. Abaixo, o menorzinho Hound Dog II

Hound Dog II, avião de Elvis Presley exposto em Memphis

Ao comprá-lo, Elvis mandou adaptar o Lisa Marie para dotá-lo de todo o conforto que o Rei do Rock insistia em ter em suas viagens.

O avião tem sala de estar, sala de refeições, dormitórios e um bar. A reforma custou mais de US$ 880 mil (mais de US$ 4 milhões em dinheiro de hoje)

O aviãozinho menor é o Hound Dog II, um Lockheed JetStar usado para viagens mais curtas.

Interior do avião Lisa Marie, que pertenceu a Elvis Presley
O interior do avião Lisa Marie

Maquete da casa onde Elvis Presley nasceu, em Tupelo, Mississipi
Maquete da casa onde Elvis nasceu, em Tupelo
Como organizar a visita a Graceland
Se você sua visita coincidir com os períodos mais movimentados em Memphis, como maio e agosto, é muito prudente comprar os ingressos para Graceland com antecedência (clique para a bilheteria online).

Estacionamento em Graceland
O estacionamento em Graceland é gratuito e muito espaçoso
➡️ Na chegada a Graceland, o acesso é pela área dos museus, onde também fica a bilheteria. Depois de atravessar a portaria, procure o ponto de embarque das vans que fazem o transporte até a mansão, que fica do outro lado da pista.

➡️ Para ganhar um poster de Graceland, grátis, faça check-in no Facebook quando chegar à propriedade. Basta se apresentar no guichê de orientação aos visitantes para receber o brinde.

➡️É permitido fotografar todos os ambientes de Graceland, sem o uso de flash ou tripés. É proibido gravar vídeos na mansão, museus e lojas.

Cozinha de Graceland
A cozinha de Graceland 
➡️Ingressos para Graceland: qual modalidade escolher

Graceland oferece quatro tipos diferentes de ingressos, com preços que começam em US$ 41 e chegam aos US$ 179.

A modalidades variam de acordo com as atrações incluídas no bilhete, a inclusão de refeições e outras comodidades.

➡️ Todos os passes para Graceland permitem entrar e sair do complexo quantas vezes o visitante desejar, ao longo do dia de validade de bilhete, até o horário de encerramento das visitas.

Sala de TV de Graceland
Sala de TV: Elvis deixava os três aparelhos ligados, cada um sintonizado em um canal diferente
➡️ Para estender a visita a Graceland por mais de um dia, é possível comprar um ingresso complementar, válido apenas para dias consecutivos.

Um dia adicional custa US$ 17, dois dias custam US$ 27 e três dias adicionais saem por US$ 37.

➡️ Esse tipo de ingresso adicional só está disponível nas bilheterias de Graceland.

Escritório de Vernon Presley em Graceland
O escritório de Vernon Presley
➡️Tipos de ingresso para Graceland

Ultimate VIP Tour
Preço: US$ 179
Tempo estimado para a visita: a partir de 4 horas
O que inclui: Tour pela mansão de Elvis com acompanhamento de guia, visita aos aviões de Elvis, acesso irrestrito aos museus, voucher para uma refeição no restaurante Vernon’s Smokehouse, acesso a um lounge privativo para relaxar entre as atrações e acesso a uma “Exposição VIP”.

Exposição em Graceland lembra a carreira cinematográfica de Elvis
Uma parte da exposição é dedicada à carreira cinematográfica de Elvis. Entre 1957 e 1969, ele estrelou 31 longas-metragens
Elvis Entourage VIP
Preço: US$ 99
Tempo estimado para a visita: 4 horas
O que inclui: tour pela mansão com audioguia, visita aos museus e acesso fura-fila às atrações incluídas no pacote e ao transporte entre a propriedade e ao complexo de museus. Para ver os aviões, é preciso pagar um adicional de US$ 5.

Fachada posterior da mansão de Graceland
A fachada posterior da mansão de Graceland
Elvis Experience Tour
Preço: US$ 61
Tempo estimado para a visita: 3h30 a 4 horas
O que inclui: visita à mansão com audioguia e acesso aos museus. Os aviões de Elvis podem ser visitados com o pagamento adicional de US$ 5.

Trajes de palco de Elvis Presley exibidos no museu d Graceland
Os famosos macacões com pedrarias e as capas que Elvis usava no palco são destaques na coleção de vestuário exposta em Graceland
Graceland Mansion Only Tour
Preço: US$ 41
Tempo estimado para a visita: 2 horas
O que inclui: como o nome já diz, essa modalidade dá acesso somente à mansão de Elvis, com acompanhamento de audioguia. Também permite acesso aos aviões mediante o pagamento do adicional de US$ 5.

Ingresso para Graceland
Backstage Pass: meu ingresso para as principais atrações de Memphis
➡️ A modalidade de ingresso para Graceland que eu escolhi
Para visitar Graceland, comprei um Backstage Pass, ingresso combinado que dá acesso à propriedade de Elvis, ao Sun Studio, ao Rock’n’Soul Musem e ao Stax Museum. Custou US$ 84.

O Backstage Pass inclui a visita a Graceland na modalidade Elvis Experience Tour, mas com acesso aos aviões.

Distintivos de policial honorário colecionados por Elvis Presley
Elvis adorava sua coleção de distintivos de forças policiais
Se tivesse comprado os ingressos separados, teria pago US$ 66 para ver Graceland (US$ 61 do ingresso + US$ 5 para ver os aviões), mais US$ 14 para a visita ao Sun Studio, mais US$ 10 para ver o Rock’n’Soul Museum e outros US$ 10 para visitar o Stax Museum, um total de US$ 100.

Mesmo considerando que não tive tempo de ir ao Stax Museum, minha economia foi de US$ 6.

O traje usado por Elvis no casamento, o vestido de noiva de Priscilla Presley e o berço de Lisa Marie no pavilhão dos Troféus de Graceland
Lembranças de família: o traje usado por Elvis no casamento, o vestido de noiva de Priscilla Presley e o berço de Lisa Marie, no Pavilhão dos Troféus
➡️ Audioguia em Graceland
O audioguia de Graceland é bem chique: um iPad cheinho de informações. Além do áudio com a narração, tem muitas fotos e textos complementares sobre a história da propriedade, a carreira e a vida de Elvis e detalhes sobre cada ambiente visitado.

➡️A narração do audioguia está disponível em português. E também em inglês, espanhol, francês, italiano, alemão, mandarim, japonês e holandês.

Bar no porão da mansão de Graceland
O bar contíguo às salas de sinuca e de TV no porão da mansão de Graceland
➡️ Horários da visita a Graceland
Graceland está aberta à visitação todos os dias do ano, exceto nos feridos de Ação de Graças (4ª quinta-feira de novembro) e Natal.

O horário de abertura é sempre a partir das 9h. O horário de encerramento, porém, varia de acordo com a época do ano, geralmente às 16 horas no inverno e às 17 horas nos demais meses.

Antes de marcar sua visita, cheque os horários de abertura de Graceland no período da sua viagem.

Arquivo de documentos sobre Elvis Presley conservados no museu de Graceland
Arquivos de documentos sobre a vida e a carreira de Elvis
A visita gratuita ao Jardim da Meditação, onde estão os túmulos de Elvis, de seus pais e de sua avó é permitida todos os dias (menos Ação de Graças e Natal), das 7:30h às 8:30h.

Se quiser evitar as grandes multidões, o site oficial de Graceland avisa que o períodos de menor movimento é sempre o turno da tarde, a partir das 14 horas.

Se você escolher essa opção, lembre-se que terá no máximo 3 horas para ver tudo. Dá tempo, mas é meio apertado.

Capa decorada com pedrarias usada por Elvis Presley em seus shows

➡️Acessibilidade em Graceland
Alguns ambientes de Graceland não são acessíveis a pessoas em cadeiras de rodas. O porão da mansão, onde ficam as salas de jogos e de TV, e os aviões de Elvis não dispõe de rampas. Os demais espaços são adaptados para pessoas com dificuldade de locomoção.

Como chegar a Graceland
A entrada de Graceland fica no nº 3717 do Elvis Presley Boulevard, 15 km ao Sul do Centro de Memphis.

Micro-ônibus gratuito que liga o Centro de Memphis a Graceland
O micro-ônibus gratuito que leva os visitantes a Graceland parte da porta do Rock'n'Soul Museum
O melhor jeito de ir até lá é com o ônibus que sai do Rock’n’Soul Museum, em Beale Street, bem no Centro de Memphis. Esse transporte é gratuito, basta apresentar seu ingresso de Graceland para embarcar no transporte.

➡️ O shuttle bus, como dizem os gringos, circula entre o Rock’nSoul Museum, o Sun Studio e Graceland das 10:30h às 18:30h, passando de hora em hora em cada um desses pontos.

O trajeto entre Beale Street e Graceland dura cerca de 20 minutos.

➡️ Se você vai de carro próprio a Graceland, é bom saber que lá tem um estacionamento bem espaçoso — e gratuito.

Móveis da mansão de Graceland
Vitrine no Pavilhão dos Troféus exibe móveis da suíte compartilhada por Elvis e Priscilla em Graceland
➡️  É possível ir do Centro de Memphis a Graceland de transporte público. O ônibus da Linha 42, que tem ponto inicial na esquina da Avenida Madison com a Cleveland Street, passa na porta da casa de Elvis.

A viagem de transporte público até Graceland dura cerca de uma hora. É uma opção que só faz sentido para quem não tenha ingresso e não possa usar o shuttle bus gratuito — por exemplo, quem está indo a Graceland apenas para visitar o túmulo de Elvis, que tem entrada liberada das 7:30h e 8:30h da manhã.

Logomarca adotada por Elvis Presley para seus negócios
A logomarca dos "empreendimentos Elvis" estampada na cauda do avião Lisa Marie: TCB + raio significa "Taking care of business in a flash" (algo como "Cuidando dos negócios sem perder tempo"). Ele usava esse desenho em abotoaduras, anel e vários acessórios
➡️ O uber funciona bem em Memphis e pode ser uma alternativa de transporte até a casa de Elvis. Além disso, há um ponto de táxi na entrada do estacionamento de Graceland, bem pertinho do local de embarque/desembarque do micro-ônibus gratuito.



➡️ Meu roteiro musical nos Estados Unidos

4 comentários:

  1. Sonho visitar Graceland❣
    🎶🎸🎶👑🎶🎸🎶

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena. Aliás, uma viagem a Memphis é peregrinação que todo roqueiro merece fazer :)

      Excluir
  2. Esqueceram de mencionar a piscina e as baias de Graceland.Quem morreu em 1979 foi o pai de Elvis,Vernon Elvis Presley e não o avó como foi mencionado
    Já estive em Graceland 2 vezes em 1992 e em 2012.Lugar imperdível de se conhecer principalmente se for um Dan de Elvis Presley como eu de se 9 começo de sua carreira.Estou com 70 anos!
    Amei ter essas experiência incríveis que jamais ezquecerei...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade: Vernon morreu em 1979, Minnie Mae morreu em 1980.

      Excluir