28 de janeiro de 2019

O que comer e beber em Nashville

Café Lula, no Ryman Auditorium de Nashville
O charmoso Lula Café, no Ryman Auditorium, templo da música Country
Nos últimos anos, Nashville vem vivendo um boom gastronômico, com a abertura de muitos restaurantes elogiados e culinárias variadas ao alcance de locais e visitantes. Eu aproveitei pouco essa cena, muito louvada em diversos fóruns de viajantes: meu grande objetivo na cidade era ouvir muita música e experimentar restaurantes não foi uma prioridade.

Mas, já que eu tinha que comer e beber em Nashville, aproveitei para provar alguns pratos típicos da cidade — da cozinha sulista, de um modo geral — e trazer as dicas para vocês.

Depois de experimentar as maravilhas da culinária de Nova Orleans, imaginei que não ia achar muita graça na culinária de Nashville, mas estava enganada.

Além do famoso barbecue, uma instituição no Tenessi, gostei muito do hot chicken (frango picante) e até do frango com waffles, clássico prato de café da manhã.

Muffin de chocolate do Café Lula e caldeirão de mariscos do Joe's Crab Shak
Dando um tempo das frituras: ótimo muffin de chocolate amargo do Café Lula e o caldeirão de frutos do mar do Joe's Crab Shack, rede de restaurantes especializada em caranguejos e outros frutos do mar
Eu não sou muito fã de frituras, presença constante nos cardápios típicos de Nashville. Mas a cidade tem uma boa oferta de restaurantes para garantir a variedade.

No capítulo beber em Nashville, eu fui mais aplicada. O estado do Tenessi é um grande produtor de Bourbon e eu fiz as honras a diversas marcas locais. Afinal, nada combina mais com a diuturna farra da capital da Country Music.

Veja minha dica de pratos típicos de Nashville que experimentei e recomendo. Os restaurantes que experimentei estão marcadinhos no mapa, no final do post.

O que comer em Nashville
⭐Barbecue 
O churrasco é uma instituição do Tenessi e um orgulho gastronômico de Nashville. Ainda que você não encontre braseiros ao ar livre assando animais inteiros — como aquele que fez Elizabeth Taylor desmaiar em Assim Caminha a Humanidade (Giant, 1956) — vai se deparar com carnes preparadas na brasa em grande parte dos cardápios da cidade.

Sanduíche de Barbecue da Broadway Brewhouse, Nashville
Só eu mesma pra ir a uma cervejaria e pedir vinho... O sanduíche de porco assado (pork barbecue) da Broadway Brewhouse é delicioso
Em Nashville, o mais comum é encontrar o barbecue dentro do pão — yankees adoram colocar qualquer comida no pão, né? — em sandubas obscenamente pantagruélicos e escoltados por variados acompanhamentos.

O difícil é escolher a carne do barbecue, porque eles assam praticamente tudo que tenha quatro patas ou até mesmo duas, como os frangos — é impressionante como se come frango em Nashville... 

Enquanto você decide se seu barbecue vai ser de brisket (peito de boi lentamente defumado em forno a lenha), porco, frango ou outros cortes bovinos, eu vou ali, correr na ciclovia que passa do ladinho aqui de casa, para queimar as calorias desse parágrafo.

As casas mais famosas de Nashville para provar o barbecue são a Peg Leg Porker, a Edley's Bar-B-Que e a Jack's Bar-B-Que.

➡️ Eu comi um excelente sanduíche de porco assado desfiado (pork barbecue) na Broadway Brewhouse (317 Broadway, entre a 3ª e a 4ª avenidas). Custou US$ 9,90.

⭐ Whiskey Sauce 
Como sói acontecer no Sul dos EUA, prepare-se para entrar em crise existencial na hora de escolher o molho para seu churrasco ou outros pratos típicos de Nashville.

O pessoal de lá leva a coisa muito a sério — aparentemente, cada família tem sua receita especial de molho algumas delas viraram o grande atrativo de restaurantes especializados em barbecue. Geralmente, são misturas bem apimentadas.

Um tipo famoso de molho — e sem pimenta — é feito à base de Bourbon (eles chamam de uísque, mas eu me recuso). A receita leva ainda ketchup, suco de limão, molho inglês, vinagre, melaço de cana e, se possível, gotinhas de liquid smoke (fumaça líquida), produto que dá sabor defumado à mistura.

Frango apimentado no Nudie's Honky Tonk, Nashville

⭐Hot Chicken
Esse prato é o acarajé e o feijão com arroz de Nashville: estava em todos os cardápios que vi—e não foram poucos.

O Frango frito, muitíssimo picante, crocante e sequinho é bom demais. O segredo, dizem, são as toneladas de pimenta caiena usadas na receita — quando bater a sensação de estar com um maçarico aceso na garganta, lembre-se que essa variedade meio prima da pimenta malagueta é louvada por suas inúmeras propriedades medicinais.

A catedral do hot chicken em Nashville é o restaurante Hattie B’s (112 19th Avenue South), cuja receita online do prato sugere nada menos do que sete colheres de sopa de pimentas várias para cada frango preparado na casa.

➡️ Como eu não queria sair da farra musical, substituí a visita ao Hattie B's pelo hot chicken do Nudie's Honky Tonk (409 Broadway, entre 4ª e a 5ª avenidas). Talvez não seja tão bom quanto o famoso, mas os shows estavam demais! 😉

The Diner, cafeteria 24 horas em Nashville
The Diner, para um café da manhã bem Nashville
⭐Chicken and waffles
A ideia de comer frango frito com waffles e mais um dilúvio de maple syrup por cima—ainda mais no café da manhã — me pareceu tão exótica quanto a perspectiva de botar leite condensado na feijoada.

Em Nashville, porém, esse é um popularíssimo desjejum. Eu já sou a pessoa mais chata do mundo pra comer de manhã — muito café preto e nada mais. Imaginem encarar um desafio bizarro desses... Mas a curiosidade antropológica (risos) falou mais alto.


Moral da história? Waffle é bom de qualquer jeito e o docinho discreto do maple syrup casa muito bem com o toquezinho picante do frango frito. Gostei.

➡️ Para um café da manhã bem "nashvileano", experimente The Diner (200 3rd Avenue South, esquina com Demonbreun Street), onde eu provei o chicken and waffles, mas as opções são imensas.

A casa tem cinco ambientes (cafeteria no 1º andar, cocktail lounge no 2º,  restaurantes no 4º e 5º andares e um oyster bar no terraço do 6º pavimento). A cefeteria funciona 24 horas.

Southern biscuits
Southern Biscuits: ô, coisa boa...
⭐Biscuits
Ah, sim, por falar na chata pra comer no café da manhã, essa entidade não se manifesta na presença de southern biscuits, esses pãezinhos deliciosos que já tinham ganhado a minha devotada afeição em Nova Orleans.

Os biscuits do Sul dos EUA estão na categoria dos quick breads (literalmente, “pães rápidos”), áceis de preparar em curto tempo. O tipo de fermentação desse tipo de pão o deixa muito aerado (fofinho) por dentro e com uma casquinha delicada.

Em Nashville, os biscuits são fáceis de encontrar. Quentinhos, com manteiga ou geleia, acompanham divinamente um bom café.


O que beber em Nashville

Bourbon, uísque típico do Tenessi

Bourbon
Não é uísque, mas é quase — e eu gosto. Francamente, nada falou melhor ao meu paladar na farra dos honky tonks de Nashville que os shots de bourbonn produzidos, geralmente, bem pertinho da capital da Country Music.

O Tenessi é um grande produtor de bourbons, entre eles os mundialmente famosos Jack Daniel’s (meu preferido) e Jim Bean.

A tradição do Sul norte-americano na produção de bourbons remonta à colonização europeia. De lá para cá, a cultura consagrou a imagem do hillbilly (caipira) com seu bacamarte, destilando uísque à luz do luar em um alambique improvisado.

Esse personagem existiu e ainda há resquícios dele, mas a produção de moonshine (uísque clandestino) é crime. Vender e comprar a bebida também é ilegal. Deixe o consumo da produção clandestina para os integrantes da Família Buscapé.

A Família Buscapé, desenho animado de Hanna & Barbera
Os desenhos animados d'A Família Buscapé fizeram muito sucesso nos anos 60 e 70 satirizando hábitos das comunidades rurais dos Apalaches. Na imagem, Shag, o caçula, aparece com o clássico vasilhame de moonshine
O uísque americano é geralmente produzido a partir do milho, mas há variações à base de trigo, centeio e até cevada (como fazem os escoceses, que têm juízo).

Para fazer jus à designação de Bourbon, o uísque precisa ter pelo menos 51% de milho e ser envelhecido em barris de carvalho — ao contrário do White Whisky, que não passa por envelhecimento e fica bem mais clarinho.

Além disso, para receber o rótulo de Tennessee Whiskey, a bebida tem que passar por um processo de destilação e filtragem conhecido como Lincoln County: o uísque é filtrado em carvão de bordo (maple) antes de ser acondicionado em barris para envelhecer.

Bushwacker
Esse drinque é super recomendado e, dizem, muito popular em Nashville. É servido gelado, talvez por isso eu não tenha visto ninguém bebendo Bushwacker — estava fazendo um frio furioso. 

O Bushwacker é preparado com rum, licor de café (irc!), creme de cacau, leite de coco, leite de vaca (holly cow!!!) e gelo — dá ressaca só de digitar a receita. 

Eu até queria provar, por curiosidade antropológica. Mas acho café com leite — e gelado, como se não bastasse —  uma abominação digna de constar nas escrituras.


➡️ Meu roteiro musical nos EUA

Os Estados Unidos na Fragata Surprise
Piece of cake: é simples e rápido fazer o visto americano em Brasília
Miami
Nova York
Orlando

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.


Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário