22 de janeiro de 2019

Dicas de Nashville - como organizar sua visita

Coutri Music Hall of Fame, Nashville
Hall da Fama da Música Country, museu que preserva as memórias do maior patrimônio de Nashville
Chegou a hora de compartilhar aquelas informações práticas essenciais para quem está planejando visitar a deliciosa capital da Country Music. Organizei neste post as dicas de Nashville que vão facilitar sua vida tanto na organização da viagem quanto durante sua estadia.

A melhor época para visitar Nashville, o clima na cidade, a melhor região para se hospedar, preços e segurança: com essas informações, fica muito mais fácil, né?

Eu amei Nashville e recomendo a cidade pra todo mundo — até pra quem, como eu, não tem o Country entre seus estilos musicais preferidos.

Quem chega de Nova Orleans, como foi o meu caso, pode até estranhar o jeitão da cidade — a atitude cowboy básica é menos sorridente e mais fechada. Mas bastam algumas horinhas pra cair a ficha e a gente entrar no clima.

E que clima! Nashville é uma festa sem hora para acabar. Uma farra de Country, Bluegrass, Rock’n’Roll, Blues e o que mais você quiser ouvir e dançar.

Então, aproveite minhas dicas de Nashville e que comece o baile 🎸🍺🎵🎵.

Arquitetura moderna em Nashville
A ponte de pedestres John Seigentahler refletida em um dos muitos exemplares da arquitetura contemporânea de Nashville
 Melhor época para visitar Nashville
Para quem vai a Nashville pela música, como foi o meu caso, qualquer época vale. Os shows ao vivo nos animados e dançantes honky tonks e nas casas mais “sérias” — onde o público assiste sentadinho e se espera silêncio durante as apresentações — rolam todos os dias do ano.

Alguns eventos, porém, fazem a cidade ferver. Vale a pena ficar de olho neles, seja para evitar a lotação e os preços mais elevados desses períodos, seja para aproveitar o clima animadíssimo que eles propiciam.

Nissan Stadium, Nashville
Antes de ir, cheque a programação cultural e esportiva de Nashville. Quem sabe você não assiste um jogo dos Tennessee Titans no Nissan Stadium
O mais famoso desses eventos é o CMA Music Festival, que em 2019 será entre 6 e 9 de junho. Pertinho de Nashville (a 100 km), tem o Bonnaroo Music and Arts Festival (nos arredores de Manchester, Tenessi), marcado para 13 a 18 de junho.

Uma boa fonte de informações é o calendário de eventos de Nashville — grandes shows, competições esportivas, exposições de arte...

Acompanhe também a agenda da Country Music Association. Além da do CMA Fest e da cerimônia de entrega dos cobiçados Country Music Awards (o equivalente ao Oscar para esse estilo musical), a associação promove várias atividades ao longo do ano.

Outono em Nashville
Na minha passagem pela cidade, em novembro, encontrei os legítimos vermelhos e amarelos de um outono - mas o frio era de invernão brabo
Clima em Nashville

Do jeito que o planeta anda louco, o melhor que você faz é sempre consultar a previsão do tempo no seu destino na hora de arrumar a mala — a quantidade de surpresas climáticas que já tive em viagens daria um livro... 

Por exemplo: peguei muito frio (inesperado para o começo de novembro) em Nashville. Antes de embarcar, a previsão prometia temperaturas na casa dos 10ºC na cidade durante minha estadia.

Pois esses 10 graus não compareceram ao encontro: a maior parte do tempo, os termômetros ficaram perto de zero, caindo até os congelantes -4ºC em uma das noites...

Por sorte, sou precavida, tinha agasalhos mais poderosos na mala e o frio não atrapalhou em nada minha temporada em Nashville. A friaca fora de hora surpreendeu muito até os locais e era um assunto de destaque nos noticiários da cidade.

Ryman Auditorium
O Ryman Auditorium (à direita) é um dos templos da Musica Country
Mas, para efeito de planejamento, é bom saber que o inverno em Nashville pode ser cruelmente frio e os verões (junho, julho e agosto) podem nos brindar com temperaturas acima dos 30º C.

A temporada mais chuvosa em Nashville vai de março a maio — mas julho também é conhecido como um “mês chorão”.

É importante saber, também, que o Tenessi, onde fica Nashville (by the way, a cidade é a capital desse estado), faz parte da “alameda dos tornados”, sendo regularmente atingido por essas assustadoras ventanias rodopiantes.

A primavera (especialmente abril e maio) é a temporada de tornados nas planícies do Sul dos Estados Unidos, tempo de alerta nos estados do Tenessi, Alabama, Georgia, Louisiana e Mississípi.

Novembro também é um mês que merece atenção, considerado a “segunda temporada” de tornados no Tenessi. Pouco antes da minha chegada a Nashville, a cidade esteve em “estado de atenção” para a chegada de um tornado, mas nada aconteceu. A última vez que Nashville foi atingida por um tornado foi em 1998. 

Riverfront Park, Nashville
Riverfront Park, bem em frente ao meus hostel
Melhor região para hospedagem em Nashville

Para quem viaja de carro, pode ser interessante dar uma checada nos preços dos hotéis fora do Centro de Nashville. A área em torno do aeroporto, a 15 km de Downtown, tem uma grande concentração de hotéis de redes conhecidas.

Antes de decidir, porém, faça a conta: os estacionamentos no Centro de Nashville chegam a cobrar US$ 20 por 8 horas de uso (veja todas as opções seguindo o link). E lembre-se que o motorista não vai poder beber e levar o carro de volta ao hotel.

Se escolher se hospedar fora do Centro, evite as áreas de Dickerson Road e Trinity Lane, ao Norte. Essas regiões aparecem em diversos fóruns de viajantes como as mais perigosas de Nashville.

Lower Broadway, Nashville
Lower Broadway: quanto mais perto daqui você se hospedar, melhor
Se você não estiver viajando de carro, sua melhor opção de hospedagem é em Downtown. E o quanto mais perto da Lower Broadway (entre a 1ª e a 5ª avenidas), melhor. Assim vai dar para fazer o honky tonk hopping até mais tarde sem se preocupar com a volta para o hotel.

The Gulch, o bairro descolado de Nashville, pode ser boa opção para quem quer curtir as noites nos bons bares, restaurantes e casas de música da área. Além de alguns hotéis, essa é a melhor aposta para quem vai alugar acomodações por plataformas como Airbnb ou HomeAway.

Por falar nesse tipo de plataforma, é bom saber que Nashville vive uma dura controvérsia sobre o efeito dos alugueis por temporada em seus bairros. As regras mudam constantemente e o estado do Tenessi está discutindo uma nova legislação. 

A tendência é que nos bairros residenciais permaneçam liberados apenas os alugueis de quartos em imóveis também ocupados pelos donos.

Johnny Cash Museum, Nashville
Quem gosta de música pira no museu dedicado a Johnny Cash 
  Preços em Nashville
Minha estadia em Nashville valeu cada centavo investido. Amei e repetiria a qualquer hora. Mas é bom avisar que a cidade não é uma pechincha. Há algo de novaiorquino nos preços da cidade...

Comparada com Nova Orleans e Memphis, as outras duas cidades do meu roteiro musical pelos Estados Unidos, Nashville me pareceu mais cara, especialmente nos quesitos hospedagem e ingressos para atrações. Os preços nos bares e restaurantes, porém, são bem parelhos nas três cidades.

No transporte público, novamente Nashville desponta como mais cara. A passagem de ônibus custa US$ 1,70. Em Nova Orleans o bilhete custa US$ 1,30 e em Memphis, apenas US$ 1. As tarifas de Uber me pareceram similares nas três cidades.

Os preços dos hotéis em Nashville estavam salgadíssimos nas três noites que passei na cidade (cheguei sexta, dia 9/11, e fui embora na segunda, 12/11 de 2018). Não encontrei nada abaixo de US$ 200 a diária na região de Downtown, que é onde vale mais a pena se hospedar.

Museu do Country Music Hall of Fame, Nashville
Os ingressos para as atrações de Nashville são mais caros que a média, mas não pense em deixar maravilhas como o Country Music Hall of Fame fora da sua agenda
Pensei que fosse por causa da imensa afluência de turistas naquelas datas — atraídos pelo jogo dos Nashville Titans contra os New England Patriots (time de Tom Brady, marido de Giselle Bündchen) pela Liga Nacional de Futebol Americano, no domingo, e pela entrega do Oscar da Música Country, os Country Music Awards, na quarta-feira seguinte.

Mas repeti a pesquisa com várias datas aleatórias e a conclusão é que é muito difícil conseguir uma diária de Hotelem Downtown Nashville pagando menos de US$ 220.

Eu acabei me hospedando no Nashville Downtown Hostel (excelente, para um hostel), em um quarto privativo com banheiro compartilhado, pagando US$ 150 a diária. Adorei o lugar e recomendo — normalmente, acomodações como a que ocupei custam US$ 120 por noite.

Comparação entre hospedagens em Memphis e Nashville
Duas acomodações pelos mesmos US$ 150: à esquerda, meu quarto fofinho em Memphis. À esquerda, o quarto do hostel em Nashville
Para você comparar, em Nova Orleans, fiquei no charmoso Lamothe House Hotel, pagando US$ 140 a diária. Em Memphis, meu pouso foi no ótimo Holiday Inn Downtown, que estava na mesmíssima faixa de preço do hostel de Nashville.

Os ingressos para museus e atrações em Nashville também são bem mais caros do que nas outras cidades desse roteiro musical. 

Para ver o Johnny Cash Museum, desembolsei US$ 19,95, cinco centavos de dólar a menos do que custa o ingresso para uma excelente apresentação de Jazz, ao vivo, no Preservation Hall de Nova Orleans.

Para ver o Country Music Hall of Fame, em Nashville, o preço é US$ 25,95. Já no também excelente Blues Hall of Fame de Memphis, o ingresso custa US$ 10.

Fort Nashborough, Nashville
O primeiro encontro entre um europeu caçador de peles e um indígena: a imagem é excessivamente romantizada (pra dizer o mínimo), mas Nashville sabe ser cordial com os visitantes
Segurança em Nashville
As regiões de Nashville que interessam aos turistas são perfeitamente seguras e bem policiadas, dia e noite. Eu andei por Downtown e The Gulch com a maior tranquilidade, inclusive tarde da noite, sem jamais me sentir em qualquer tipo de risco.

Nashville aparece em 17º lugar no ranking das cidades menos seguras dos Estados Unidos. Além de algumas áreas barra pesada fora do Centro, outro elemento que contribui para as estatísticas de violência na cidade (1.138 ocorrências para cada 100 mil habitantes em 2017), são as brigas de bar.

Armas de fogo em Nashville
O estado do Tenessi tem uma legislação das mais tolerantes com a posse e o porte de armas de fogo, mas elas não entram em museus, teatros e na maioria dos bares
Observar as regras básicas do bom senso é a melhor receita para ficar fora de confusões em qualquer lugar do mundo. Em Nashville, não é diferente. Eu estava sozinha na cidade, dancei e me esbaldei nos honky tonks, bebi moderadamente e adorei tudo.

Não exagere no álcool, preste atenção à bolsa e evite quebradas escuras à noite.

➡️ Meu roteiro musical nos EUA
Os Estados Unidos na Fragata Surprise
Piece of cake: é simples e rápido fazer o visto americano em Brasília
Miami
Nova York
Orlando

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.


Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário