20 de maio de 2018

Rio de Janeiro - hospedagem no Aeroporto Santos Dumont

Vista do terraço do Hotel Prodigy: você escolhe se quer namorar o Pão de Açúcar...
Que tal acordar de cara para a paisagem da Baía de Guanabara e tendo como única obrigação escolher entre o Pão de Açúcar e Corcovado para musos de sua contemplação? Tive duas manhãs dessas, no comecinho de maio, e confirmo que a escolha do meu hotel no Rio fez muito bem pra a minha alma.

É que eu finalmente experimentei o Hotel Prodigy do Aeroporto Santos Dumont. Fazia um tempinho que eu estava de olho nele. Toda vez que pegava um voo naquele aeroporto, parava para admirar seu terraço debruçado sobre a Marina da Gloria e ficava imaginando a vista lá de cima. E não é que o bichinho cumpre direitinho o que promete?

... ou o Corcovado e Aterro
A localização do Prodigy, praticamente um anexo do Santos Dumont, é ótima para quem tem compromissos no Centro do Rio ou tem que pegar um voo cedinho partindo de lá. Era bem o meu caso: eu tinha um curso da Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem (RBBV) na Lapa, no domingo, e aproveitei para ir à ópera no Municipal, no sábado à noite. 

O hotel, com preços pagáveis, transporte público na porta e instalações confortáveis, casou direitinho com minha agenda.

Veja como foi meu fim de semana de cara para os cartões postais do Rio e a minha avaliação do Prodigy Santos Dumont:


➡️ Localização do Hotel Prodigy Aeroporto Santos Dumont
Este é o maior trunfo do Prodigy. Quem já pousou ou decolou do Aeroporto Santos Dumont sabe como é especial a paisagem naquele pedacinho da Baía de Guanabara.

O terraço do hotel, no quinto andar, é um senhor mirante diante do qual desfilam o Pão de Açúcar, a Marina da Gloria, o Corcovado, o Aterro do Flamengo e uma boa porção de edifícios do Centro do Rio.

O hotel fica no shopping anexo ao aeroporto
O Hotel Prodigy fica dentro do Bossa Nova Mall, centro comercial anexo ao Aeroporto Santos Dumont. No desembarque, só tive o trabalho de arrastar a minha malinha minimalista (era só um fim de semana, chegando no sábado e voltando na segunda de manhã) até a recepção e, de lá, até meu apartamento, no terceiro andar.

Na volta, foi melhor ainda. Com voo marcado para as 10:30h, acordei depois da 8h, tomei café calma e cheguei pontualmente para o meu embarque.

Bossa Nova Mall. Lá no alto, o terraço do Prodigy
➡️ Instalações e serviços 
O Prodigy tem um bar e um restaurante que funcionam no terraço, onde também ficam a piscina e a academia de ginástica. Só experimentei o bar — é impossível desabar em uma espreguiçadeira diante daquela vista e não querer um drinque para brindar à vida.

A piscina, com traçado de raia de natação, não é muito grande, mas resolve bem. O mobiliário do terraço é muito confortável, com muitos sofás, mesas e espreguiçadeiras com acolchoados, e trechos cobertos, para quem gosta de sombra. Logo na entrada da área da piscina, fica uma cesta com toalhas para os banhistas.

O lobby do hotel e um detalhe da recepção

O mobiliário da área da piscina é muito confortável
Eu não curto muito shopping (na verdade, tenho uma certa alergia), mas reconheço que há uma vantagem em ter um monte de lojas, lanchonetes, banca de jornais e outras comodidades a um passo das minhas acomodações quebra um senhor galho.

Xian, restaurante asiático no terraço do Bossa Nova Mall
➡️ Restaurantes
Como eu disse, não experimentei o restaurante do hotel. Jantei no Xian, que tem acesso para o Prodigy, mas não faz parte das instalações.

É uma casa de cozinha asiática — tem pratos vietnamitas, tailandeses, japoneses...—, com belíssima decoração distribuída por mais de 3 mil metros quadrados, um terraço tão bacana quanto o do hotel e comida danadinha de boa. Não é um restaurante barato, mas valeu a farrinha de despedida do Rio.

O apartamento é compacto, mas muito confortável
➡️ O apartamento do Hotel Prodigy Aeroporto Santos Dumont
Se você viu a vista do terraço e estiver esperando uma mansão ao abrir a porta do seu apartamento, vai se decepcionar: o quarto não impressiona pelas dimensões. É, porém, muito bem dividido, decorado com bom gosto e inteligência, de modo que não senti falta de espaço.

Logo na entrada fica o armário, na verdade um cabideiro aberto, com gaveta e prateleira para sapatos. Ao lado estão o cofre com fechadura eletrônica e o frigobar e, por fim, uma pia com bancada bem grande, boa iluminação, espelho de aumento e secador de cabelos.


A área do chuveiro e do vaso sanitário está separada do apartamento por uma porta de correr.

No dormitório, além da cama de casal muitíssimo confortável (dormi feito um anjinho), com mesinhas e luzes de cabeceira dos dois lados, há uma bancada para acomodar a mala, uma mesa de trabalho diante da janela, com duas cadeiras, e a TV grandona — um dos canais exibe os painéis de chegadas e partidas do aeroporto. Só perde o voo quem quer 😊.

A vista da minha janela
➡️ Transporte 
Além daquela fila gigantesca de táxis que recolhem os passageiros desembarcados no Santos Dumont, o aeroporto agora também tem uma estação do VLT (transporte coletivo sobre trilhos) bem na porta, que quebra um galhão. 

Do Prodigy até a parada do VLT é uma caminhadinha de 300 metros, que você pode fazer por dentro do aeroporto, se quiser evitar o sol forte.

VLT: testei e curti
Eu ainda não tinha usado o VLT carioca e minha estreia foi uma viagem até a Cinelândia — estando tão pertinho, era até falta de educação não dar um pulo no velho Amarelinho e no Museu Nacional de Belas Artes, velhas companhias do tempo em que eu trabalhava ali do lado, na Rua Debret.

Testei o VLT e aprovei: tem maquininha para comprar a passagem em cada estação, painel indicando a chegada do próximo bondinho (e ele chega na hora anunciada!), veículos imaculadamente limpos e ar condicionado tinindo. A tarifa custa R$ 3,80.

Uber Lounge: repare as tomadas nos banquinhos, pra você carregar o celular enquanto espera
Também fiquei feliz em constatar que acabou a agonia para pegar um uber no Santos Dumont. Na parte de trás do Bossa Nova Mall, de frente para o mar (e praticamente na porta do Hotel Prodigy) fica o Uber Lounge, uma área de embarque com banquinhos com tomadas para você carregar o celular enquanto espera seu carro — olha que luxo!

A viagem de uber do hotel/aeroporto até o Theatro Municipal, na Cinelândia, custou R$ 7,50. Até a Lapa, a corrida ficou em R$ 8,80.

➡️ Acesso às atrações
Como eu disse, o Prodigy Santos Dumont tem uma localização excelente para quem vai concentrar suas atividades no Centro do Rio (ou, no máximo, até o Flamengo) e à região do Porto, com seus novos e badalados museus (ainda não fui ao Museu do Amanhã, mas o MAR é muito legal) e aquário.

Vejas essas dicas de passeio pertinho do hotel: Rio de Janeiro - o que fazer na Cinelândia

Hospedagem no Prodigy combina com ópera no Municipal
A localização do Prodigy também combina com passeios de barco saindo da Marina da Glória, visita ao Palácio do Catete, noite na Lapa, shows no Vivo Rio (que é do ladinho), visita ao Museu de Arte Moderna (idem), farras na Fundição Progresso ou no Circo Voador...

Se seus planos estiverem mais para Copacabana/Ipanema/Leblon, o hotel fica meio fora de mão.

Café da manhã: começar o dia com essa vista...
➡️ Café da manhã 
Este é o ponto fraco do Prodigy. O café da manhã é servido no restaurante, com mesas no terraço—começar o dia com aquela vista é um espetáculo — o menu do desjejum é muito variado e fartíssimo, mas... não provei nada verdadeiramente gostoso lá. Não que a comida seja ruim, apenas não tem nada de especial. Experimentei os ovos mexidos, pães, algumas variedades de bolos, frios... Nada me encantou.

Da variedade não dá pra me queixar
➡️ Preço
As tarifas cobradas pelo Prodigy são bem razoáveis, considerando a vista, as instalações e a qualidade das acomodações. O hotel tem quatro categorias de apartamentos. Os preços de uma diária no quarto standard começam em R$ 239

Há ainda os apartamentos da categoria superior (a partir de R$ 269), superior com vista para o mar (R$ 309). Os apartamentos executivos são maiores, com dois ambientes (uma área de estar e o dormitório) e têm diárias a partir de R$ 349. Todos esses preços são para duas pessoas, com café da manhã.

Apartamento superior com vista para o mar
Se você considerar que a hotelaria do Rio de Janeiro costuma ser muito cara — e que hotéis de aeroporto — mesmo os que oferecem cubículos indignos como acomodações — são sempre uma facada, até que esses preços não metem medo.

Eu fiquei duas noites em um apartamento superior com vista para o mar e a tarifa estava em R$ 309.

Lembre-se apenas que as diárias dos hotéis no Rio de Janeiro costumam sofrer variações significativas, de acordo com a época do ano. A temporada mais cara vai mais ou menos de setembro até o Carnaval.

Terraço do Prodigy
O Prodigy oferece acomodações em esquema de day use por períodos de três, seis ou nove horas — boa alternativa para quem tem uma conexão longa e quer dar uma relaxada, tirar um cochilo ou aproveitar a piscina.

Outras dicas de hotéis no Rio
⭐ Novotel Botafogo
Copacabana - Hotel Atlântico Rio
Copacabana - Golden Tulip Regente 
⭐ Golden Tulip Ipanema Plaza

Rio de Janeiro - todas as dicas (post índice)




Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário