sábado, 1 de abril de 2006

Uma arapuca
no Quartier Latin

A única boa lembrança do hotel:
 a foto foi feita da janela do meu "armário"
Tem coisas que a gente sabe que não deve fazer, mas teima e faz. Pois é, resolvi me hospedar no Quartier Latin, em Paris. O bairro é lindo, mas seus hotéis costumam ser são ruins. Os quartos são minúsculos, o atendimento é pavoroso e os preços são exorbitantes.

Já tinha visto esse filme -- em 2003, comprei uma passagem aérea que dava uma noite de hotel de "cortesia" -- e não tinha gostado nadinha.

Mas resolvi repetir a dose e lá fui eu para o Hotel du Mont Blanc, na Rue des Huchettes. Meu “quarto” er um diminuto armário, com um banheiro liliputiano.  Até aí, eu era capaz de suportar.

O problema é lá para as tantas deu defeito no aquecedor. A partir daí, só havia duas temperaturas possíveis no quarto: “forno” ou “frigorífico”— alguém ainda vai inventar um eletrodoméstico que combine as duas funções, mas, pra dormir, é o fim da picada. Ou seria o fim da picada, caso o barulho do elevador me deixasse ao menos tentar dormir.

Reclamar não adianta. Trocar de quarto, nem pensar. Os funcionários do hotel acham com você deveria agradecer ao fato de estar em Paris e suportar os sacrifícios pelo privilégio. E tudo isso por 62 Euros a diária — não é uma fortuna, em Paris, mas é mais do que um albergue decente cobraria.

Depois da noite mal dormida, antecipei a partida para Rouen e, na volta, tratei de tomar juízo e ir me hospedar no Marais. Lá, na mesma faixa de preço, encontra-se coisa melhor, com mais espaço e simpatia.

A evitar: Hotel du Mont Blanc- 28, Rue de la Huchette, Quartier Latin


Hospedagem comentada – índice reúne todos os posts sobre o tema publicados no blog
A França na Fragata Surprise:

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

8 comentários:

  1. oi, Cyntia!
    É engraçado como as experiências com os mesmos lugares variam de pessoa para pessoa. Eu já me hospedei no Hotel du Mont Blanc e gostei bastante! Concordo com o fato dele ser pequeno, principalmente se for para 2 pessoas (pois quando fiquei sozinha, o espaço era até razoável), mas não tive nenhum problema com barulho nem com calefação ou ar condicionado (já estive lá no verão e no outono) e para vc ver como gostei, me hospedei lá mais de uma vez. Na verdade, 3 vezes e caminhando para a quarta...rs
    Concordo que o Quartier Latin tem hotéis com quartos pequenos e preços altos, contudo, sempre me hospedo lá pq o bairro tem seu charme e sempre fui muito bem tratada tanto pelos funcionários dos hotéis (já fiquei no Dacia Luxembourg também

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Karla, não gosto nem de lembrar daquelas noites no Mont Blanc, mas, pelo seu depoimento, vejo que dei um tremendo azar. Fiquei lá em 2006. Foi uma noite infernal, com a calefação travada no máximo (um forno).
    Também adoro o Quartier Latin, um lugar que, para mim, é cheio de referências históricas, cinematográficas e literárias (e como é bom encontrá-las ao acaso, caminhando sem rumo por aquelas ruas estreitas).
    Infelizmente, as duas experiências de hospedagem que tive lá não foram legais. Hoje, prefiro ficar no Marais. E uma das melhores coisas de Paris é voltar a pé do Quartier Latin ao Marais, à noite, rsss

    ResponderExcluir
  3. Vi que meu comentário anterior ficou incompleto...rs...eu quis dizer que sempre fui bem tratada nos hotéis, restaurantes, lojas e atrações.
    Eu tbm adoro andar a pé a noite em Paris, até pq moro no RJ e aqui isso não é muito possível por causa da violência...
    Nunca me hospedei no Marais, mas quando eu voltar a Paris sozinha, virei aqui no seu blog procurar dicas de hospedagem lá pois estou com vontade de me hospedar na outra margem do rio, já que sempre fico na rive gauche.
    beijos
    Karla

    ResponderExcluir
  4. Vc mora no Rio? Que saudade que eu tenho daí... Morei no Rio qdo criança e, recentemente, passei dois maravilhosos anos morando na Rua Paissandu, a mais bonita da cidade :), a duas quadras do Aterro. É uma região bem tranquila e eu fazia quase tudo a pé (faz quase quatro anos que não uso automóvel).
    E esse nosso papo me deu uma vontade louca de voltar a Paris (nem que seja pela motivação altruísta de renovar as dicas do blog, rsss).

    ResponderExcluir
  5. Oi Cyntia !!
    Adorei o seu blog.
    Quando fui para Paris fiquei entre Opera e Pigalle.
    Adorei. Era perto de tudo.
    Também fui passear em Rouen. Mas, não me hospedei. Passei o dia e voltei. Mas, que cidade linda!
    Bjs
    Cláudia Maas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cláudia, eu adoro ficar no Marais, tanto pelo astral quanto pela beleza da arquitetura do bairro. Aliás, já está na hora de voltar a Paris :)

      Excluir
  6. mó sorte a minha! rs
    estive em agosto de 2013, e iamos pegar um hotel no quartier latin, proximo àquela universidade famosa, que o FHC estudou e joga na cara de td mundo! mas no ultimo momento, cancelei as reservas, e ficamos num ibis, perto da Republique!
    Indo pros jardins de luxembrugo, vimos o hotel! nos livramos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até tem hotéis bacanas no Quartier Latin, mas são caros demais. Os com preço mais camarada costumam ser bem ruins...

      Excluir