20 de janeiro de 2020

"Tapear", comer e beber em Barcelona - 15 dicas


Barcelona: doces de Escribà, tapas com vermute em El Nacional, pão com tomate e mariscos com cava no Mercado da Boqueria
Docinhos de Escribà, tapas com vermute em El Nacional (no alto), pão com tomate a qualquer hora e farra de mariscos com cava no Mercado da Boqueria: comer e beber em Barcelona é bom demais!

Tapear, comer e beber em Barcelona são atividades que rivalizam com as espetaculares atrações de pedra e cal da capital catalã.

A cidade — que consegue ser muito cosmopolita, na mesma medida em que preserva suas tradições — oferece opções gastronômicas com todos os sotaques, do autêntico catalão ao restaurante tailandês inesquecível.

Barcelona: Confeitaria Caelum, no Bairro Gótico, e a Vermuteria La Guapa, no Eixample
Vitrine da Confeitaria Caelum, no Bairro Gótico, e a Vermuteria La Guapa, meu "bar da esquina" no Eixample

Se sabe variar no cardápio, Barcelona também sabe contemplar todos os tipos de bolso. Claro, ela não é uma cidade barata, mas dá pra dizer que as opções de tapas, refeições e bebidas vão na mesma pegada da diversidade local — pelo menos um quinto dos barceloneses são adotados de outras partes do mundo.

E não esquecemos que beber e ir de tapas em uma cidade que se orgulha de sua boemia vai sempre muito bom.

Veja minhas dicas de lugares onde comer, beber e petiscar em Barcelona — sem ir à falência:



Onde tapear, comer e beber em Barcelona






➡️ Comer e beber no Eixample

⭐Petit Bangkok
Carrer de Balmes 106, Eixample
🕒 Abre de terça a sábado, das 13h às 16h e das 20h às 23h

Gente, como eu almocei bem no Petit Bangkok. O restaurante tinha sido super recomendado por meus amigos Ivan Santana e Paulinha Quintela, que moraram uma temporada em Barcelona, e pela minha irmã Giselle, que almoçou lá com eles.

Camarões com abacaxi do restaurante Le Petit Bangkok, em Barcelona
Camarões com abacaxi do Petit Bangkok: deliciosos

E eles falavam tão bem do lugar — e eu sou tão apaixonada por comida tailandesa — que eu tive que ir lá.

Quer comida deliciosa a preços escandalosamente pagáveis em Barcelona? O Petit Bangkok é o seu point.

Pedi kao ob sap parod, camarões com abacaxi e curry, acompanhados de arroz (€ 9,50). Quando o prato chegou, cheguei a duvidar que daria conta — cheguei sem muita fome, pois tinha feito um tapeo em El Nacional um pouco antes. Pois, olha, estava tão gostoso que não ficou nem um grãozinho de arroz pra contar a história.

Restaurante tailandês Le Petit Bangkok, em Barcelona
O Le Petit Bangkok é simples e muito concorrido

Os preços dos pratos do Petit Bangkok ficam sempre na casa dos €10/€ 12. O cardápio tem arrozes, pratos com macarrão e woks. Você pode escolher o molho e a quantidade de pimenta do seu prato.

O restaurante da Carrer de Balmes é bem simples e pequeno. Costuma ter uma filazinha (nada de assustador) pra quem chega sem reservas, como foi meu caso — esperei cerca de 20 minutos, mas essa é a vantagem de quem está sozinha: mesa pra uma pessoa aparece rapidinho. Para jantar, é bom fazer reserva pelo site do Petit Bangkok.

Além da casa da Carrer de Balmes, há outras duas unidades em Barcelona, na Carrer Vallirana nº 29,
em El Farrò, Gràcia, e na Carrer de Ávila nº 87, em Poblenou.


Mexilhões do Restaurante Pilar, em Barcelona
Mexilhões do Restaurante Pilar, boa surpresa escolhida ao acaso

⭐Restaurante Pilar
Carrer de Valéncia nº 113, Eixample 
🕒 Funciona de terça a sábado das 13h às 16h e das 20h às 23:30h. Aos domingos, abre só para o almoço, das 13h às 16h.

Eu só queria uma mesa ao ar livre, onde eu pudesse ler, fumar e bebericar à vontade e esse restaurante piscou pra mim, paradinho do outro lado da rua do meu hotel. Pois foi um feliz encontro.

Veja minhas dicas de hospedagem em Barcelona

A casa é bem elegante, mas a mesinha na calçada me apeteceu muito mais, ainda mais que eu não estava com aquela fome de jantar e decidi pedir tapas de frutos do mar para acompanhar o vermute e a leitura. E, gente, as navajas e os mexilhões estavam de chorar de gostosos.

Navajas, marisco típico da Espanha
Sou completamente fã das navajas, marisquinho bem espanhóis

Eu sou completamente fã das navajas, mariscos que até hoje só encontrei na Espanha, bicho de concha comprido — o formato lembra mesmo uma navalha — e saborosos que só eles. E mexilhões, bem, mexilhões são uma das provas da existência dos deuses.

Pois o Restaurante Pilar prepara os bichos muito bem. As porções de frutos do mar custam entre € 4 e 46—os polvos são mais caros, na casa dos €12.

Carquinyolis, biscoitos típicos da Catalunha
Os carquinyolis com moscatel foram o grande encerramento de uma ótima noite

E quando eu pensei que a farra tinha acabado, o garçom me sugeriu encerrar com os carquinyolis, biscoitinhos duros de amêndoa, típicos da Catalunha. Devem ser mergulhados no vinho doce moscatel antes de mordidos e levam qualquer um ao paraíso.

Os carquinyolis são a versão catalã dos popularíssimos cantucci com vin santo daToscana. E tão maravilhosos quanto.

A casa  tem menus a preço fixo para almoço (€ 13,90) e jantar (€ 23,50).


El Nacional, complexo gastronômico em Barcelona
El Nacional, um centro gastronômico no Passeig de Gràcia

⭐El Nacional
Passeig de Gràcia nº 24 Bis, Eixample
🕒De domingo a quinta, abre do meio-dia às 2h da manhã. Às Sextas e sábados, funciona das 12h às 3h da madrugada.

El Nacional é um complexo gastronômico no coração da passarela modernista de Barcelona, o Passeig de Gràcia, e combina perfeitamente com um passeio para ver algumas das obras arquitetônicas mais bonitas da cidade.

El Nacional, complexo gastronômico em Barcelona
A decoração de El Nacional não faz feio diante das belezas do bulevar modernista de Barcelona

Até porque a cenografia de El Nacional, instalado em uma antiga garagem, é caprichadíssima em repetir a estética que celebrizou as construções do Eixample, em geral, e do Passeig de Gràcia em particular.

O requinte modernista de El Nacional está em todos os detalhes — mais de uma pessoa me recomendou: “Não deixe de ver o banheiro”. O feminino, pelo menos, é um espetáculo, mesmo.

El Nacional, complexo gastronômico em Barcelona
Quer bar ou restaurante? Tem vários para escolher


El Nacional, complexo gastronômico em Barcelona

Mas, como diria Adoniran Barbosa, naquele velho comercial: nós viemos aqui pra beber ou namorar o Modernismo Catalão?

Felizmente, em El Nacional dá pra beber, namorar o modernismo, tapear ou fazer uma refeição mais robusta, de acordo com a inclinação do freguês.

El Nacional, complexo gastronômico em Barcelona
Farrinha básica de mariscos e vermute


O lugar é meio que um eataly catalão (sem o empório) onde funcionam quatro restaurantes — La Brasseria é especializado em carnes, La Llotja é especializado em peixes, La Taperia, como o nome já diz, é a área dos beliscos, e La Parada é a delicatessen para refeições rápidas.

Também funcionam quatro bares onde se senta ao balcão e se esbalda nas especialidades de cada um — ostras, coquetéis, embutidos e cervejas.

El Nacional, complexo gastronômico em Barcelona
El Nacional foi instalado em uma antiga garagem

El Nacional, complexo gastronômico em Barcelona
Até o banheiro entrou na cenografia

Foi assim que fiz minha farrinha no El Nacional: equilibrada em um tamborete, cercada por uma bela decoração modernista e me deleitando com unas copitas de vermute de Tarragona, ostras e mexilhões. Gastei cerca de € 20 e fui muito feliz.

 
⭐ Vermuteria La Guapa
Carrer del Comte d'Urgell n 146, La Nova Esquerra de l'Eixample

🕒Abre de segunda a quinta do meio-dia à 1h da manhã. Sextas e sábados, do meio-dia à 1:30h da madrugada. Aos domingos, das 12:30h à 1h.


Vermuteria La Guapa, Eixample, Barcelona
La Guapa, o clássico "bar da vizinhança"

La Guapa fica na esquina da minha última hospedagem em Barcelona e me chamou a atenção pela quantidade de gente com cara de “local” que se acotovelava em seu salão apertado ou nas mesas postas na calçada todas as noites.

A animação das conversas era tão atraente quanto o cheiro das tapas que pareciam saltar da cozinha como se houvesse uma trupe de duendes agilíssimos operando lá dentro.

Vermuteria La Guapa, Eixample, Barcelona
O ambiente é fofo e as tapas são de responsa

Se tem duendes, não sei — estava ocupada demais destroçando algumas porções de pão com tomate e diversos tipos de embutidos, como o chorizo que você vê aí na foto, pra checar essa pauta. Mas tudo que eu provei em La Guapa estava gostoso demais.

E aproveite que o lugar é uma vermuteria e experimente o produto da casa, que é muito bom.


⭐Casa Vives
Rambla de Catalunya nº 58, Eixample
🕒 De segunda a sábado, das 8h às 21h. Domingos, das 8h às 15h.

Confeitaria Casa Vives, Barcelona
Casa Vives: aproxime-se com cuidado, ou você não sai mais daí

Sem exagero, o bombom de cereja da Casa Vives é o melhor que já comi na vida — e olha que eu tenho milhagem na devoção a essa delícia de chocolate, fruta e licor. escolhi o de chocolate amargo e flutuei.

O financier (bolinho com farinha de amêndoa) também foi campeão. Parece que eles colocam nuvens na massa, de tão leve.

A Casa Vives é uma confeitaria e padaria com 125 anos de idade. A matriz fica na Carrer de Sants, pertinho do metrô (Estação Plaça de Sants). Mas acho que você vai gostar muito de saber que a casa de chá da família funciona no mesmo quarteirão da Casa Battló (na esquina da Carrer de Aragón com a Rambla de Catalunya).

Confeitaria Casa Vives, Barcelona
Pausa para o café na Casa Vives, êxtase baratinho e minimalista

O cardápio da Casa Vives é um perigo: eu começo a olhar aquilo e já começo a relativizar meu interesse por Gaudí, Miró e companhia — tem que ter disciplina pra não passar o dia admirando e provando cada tortinha, trufa, madeleine, bombons e outras cositas irresistíveis que acenam da vitrine para incautas gulosas tipo eu.

Quando você for ver as maravilhas arquitetônicas do Passeig de Gràcia, estique até a Casa Vives — mas só depois, porque docinhos de responsa desviam qualquer viajante de seu bem intencionado roteiro cultural.

Na visita à Casa Vives que lembrei de anotar e fotografar, fiquei só no financier e no bombom de cereja, com um bom café expresso. Gastei menos de € 5 — pra lembrar que o êxtase também pode ser barato e minimalista.


Pratos do restaurante Udon, em Barcelona
Curry soup e bao no Udon, ótima opção para uma refeição despretensiosa

➡️ Comer e beber no Born

⭐Udon Noodle Restaurant
Carrer de Montcada nº 9, Born
🕒Abre todos os dias da semana, das 12:30h às 23h

A Udon é uma rede com várias unidades na Espanha e em Portugal que serve generosas porções de ramen bem gostosinho, a preços decentes, em ambientes agradáveis.

Almocei no Udon do Born, com localização super conveniente, na esquina da Carrer de Montcada, mas você também vai encontrar o restaurante no Raval e em shoppings como o Arenas (na Plaça d’Espanya) e no Maremagnum, em Port Vell.

Restaurante japonês Udon, Barcelona
Udon: mesas coletivas e decoração moderninha

Restaurante japonês Udon, Barcelona

Os pratos da rede custam sempre em torno de € 11, são enormes — dão conta de uma fome grande ou do apetite de um comilão. Veja o cardápio, endereços dos restaurantes udon e horários aqui.

Pedi a curry soup, que é uma sopa de frango caipira no caldo dashi, com udon e bastante curry. O prato custa € 11,25 e estava bem bom.

Como pedi uma entrada de bao (o pãozinho japonês feito no vapor, que eu amo) e refrigerantes, a conta chegou perto dos € 20, que é a média do que se gasta em uma refeição sem luxos em Barcelona.


Mercado de Santa Caterina, Barcelona
O Mercado de Santa Caterina é pra quem gosta de mercados, mas não quer navegar o tsunami turístico da Boqueria

⭐ Mercado de Santa Caterina
Avinguda de Francesc Cambó nº 16, La Ribera
🕒 Segundas, quartas e sábados, das 7:30h às 15:30h.Terças, quintas e sextas, das 7:30h às 20:30h.

O Mercado de Santa Caterina parece “novo", em comparação à Boqueria. Mas ele é o mercado coberto mais antigo de Barcelona, inaugurado em 1848.

Mercado de Santa Caterina, Barcelona
Santa Caterina foi o primeiro mercado coberto de Barcelona

Mas não é o posto conferido pela antiguidade que o torna interessante. Eu gosto dele porque o Mercado de Santa Caterina é muito menos afetado pelas marés turísticas — que na Boqueria parecem nunca chegar à vazante.

Como aconteceu no Mercado da Boqueria (que ocupa a área da horta do antigo Convento de São José), o mercado do bairro de La Ribera também foi erguido em terreno confiscado à igreja após as chamadas Bullangas de 1835 (saiba mais aqui).

Mercado de Santa Caterina, Barcelona
A ênfase é a venda de produtos frescos. Há apenas quatro espaços que servem comida e bebida no Mercado

Com quase 4 mil metros quadrados, a área interna do mercado parece muito maior, pela ausência de muvuca — mas não de movimento.

Uma reforma de 2005 deu ao Mercado de Santa Caterina os elementos de cartão postal que viraram sua logomarca: a fachada arrojada, que emula barracas de feira, e a colorida cobertura ondulada, um mosaico formado por 325 mil peças de cerâmica.

Mercado de Santa Caterina, Barcelona
A fachada arrojada e a famosa cobertura em mosaico de cerâmica (abaixo) do mercado são bem fotogênicas

Mercado de Santa Caterina, Barcelona

Conseguir enxergar — ou, melhor ainda, fotografar — o famoso telhado do Mercado de Santa Caterina não é tarefa fácil.

Eu consegui o clique que está publicado aqui do alto de um ônibus hop-on hop-off, nem lembro quando. Mesmo assim, haja zoom na câmera 😀.


Mercado de Santa Caterina, Barcelona
Bar Joan: bom lugar para uma pausa

Há quatro lugares onde se pode comer, beber ou tapear no Mercado de Santa Caterina: os bares Joan e L’Univers, a cafeteria La Torna e o reputado restaurante Cuines
de Santa Caterina
.

Nesta visita mais recente a Barcelona, fui ao mercado de La Ribera com o firme propósito de finalmente experimentar o Cuines de Santa Caterina, mas não encontrei lugar. Acabei bebericando vermute e atacando as batatas bravas do Bar Joan. Mas o Cuines que me aguarde...


➡️ Comer e beber no Raval

⭐La Masia
Carrer d'Elisabets nº 16, Raval
🕒 De segunda a sábado, das 9h à 1h da manhã


Bar La Masia, Raval, Barcelona
La Masia: feito pra um bom papo

Este é um clássico bar do Raval, com tudo que eu gosto: alma de boteco, ambiente informal, atendimento eficiente e público com cara de quem vai a bares pra beber e conversar e não para fazer selfies.

Quem me levou a La Masia foi minha amiga Cristina Rosa, que mora em Barcelona há mais de uma década e eu vivo citando aqui na Fragata porque ela simplesmente escreve um blog sobre a cidade que eu considero indispensável.

Se você está planejando uma visita ao Sol de Barcelona e saiba que Cris também é historiadora e guia turística.

Bar La Masia, Raval, Barcelona
O papo tava tão bom que a gente nem lembrou de fazer foto. Vou repetir a de Brasília, tá, Cris? E aí á direita você vê a bebida que foi a minha pedida mais frequente nesta viagem

Mas voltando a La Masia, o lugar é tão estimulante ao papo e tão pouco turístico que eu e Cris até esquecemos de fazer uma foto juntas e sequer lembrávamos o nome do bar pra eu citá-lo aqui na Fragata — tive que passear um bocado pelo Raval com o Google Earth pra achar o lugar 😁, obsessão que só repórter entende.

Se você estiver procurando um lugar despretensioso, barato e simpático, passa no La Masia. A dose de vermute (cês já repararam que essa foi a minha bebida nesta viagem, né?) custa € 2,50 e a porção infinita de batatas bravas custa € 4. Com menos de € 10 por cabeça, eu e Cris fizemos um farrão.


➡️ Comer e beber nas Ramblas


Restaurante El Ramblero de La Boqueria, Mercado da Boqueria, Barcelona
O garçom me salvou de pedir o cardápio inteiro no Ramblero de la Boqueria 😊

⭐El Ramblero de la Boqueria
Mercado da Boqueria, La Rambla nº 91
🕒Aberto no mesmo horário do mercado, de segunda a sábado, das 8h às 20:30h.

Sabe quando você tem aquela crise de dúvida sobre o que pedir—e lamenta não ter nascido camela, pra ter quatro estômagos? Não sei o nome dessa síndrome, mas ela sempre me acomete em lugares como o Mercado da Boqueria.

É meio inevitável que eu passe por lá muitas vezes, quando estou em Barcelona. Às vezes, só pra beliscar (tapear, na língua local). Outras, pra uma refeição completa, como a que fiz no Ramblero da Boqueria, onde consegui o único banquinho que sobrava diante do lotadíssimo balcão — o resto da fila que desculpe, mas olha aí de novo a vantagem de estar sozinha 😊.


Vieiras e camarões servidos no restaurante El Ramblero de La Boqueria, Mercado da Boqueria, Barcelona
Mesmo assim, o pratinho não ficou nada minimalista 

Na hora que fiz o pedido, fui tão exagerada que coube ao atendente me recomendar “calma” e ir escolhendo aos pouquinhos.

Acabei ficando apenas nas vieiras (€ 10 a porção com três), um bicho de concha que me mata de paixão, e nos llagostins de San Carles de la Ràpita, camarões grelhados, enormes e deliciosos (€ 15).

Tudo isso muito bem acompanhado de tacinhas de cava, o espumante catalão.

El Ramblero de la Boqueria tem um cardápio alentado (veja aqui), com preços variados. Serve botifarras ou favas à catalã por € 10, peixes frescos grelhados a € 27. No quesito tapas, o repertório é extenso e tentadoríssimo.

Siga o link e saiba mais sobre o Mercado da Boqueria, a atração turística mais gostosa de Barcelona


Pastisseria Escribá, Ramblas, Barcelona
Escribà, confeitaria com pedigree instalada em um ícone modernista

⭐Pastisseria Escribà
La Rambla nº 83
🕒Diariamente, das 9h às 21h

Eu teria que ir a Escribà nem que fosse pra olhar a bela decoração de suas instalações, um dos marcos modernistas das Ramblas de Barcelona. Mas tenho uma grande notícia: a embalagem é linda, mas o recheio também bate um bolão. Essa é uma confeitaria pra colocar na lista de bons programas em Barcelona.

Pastisseria Escribà, Ramblas, Barcelona
Contemplar a famosa fachada modernista herdada da Casa Figueras é só a primeira alegria em Escribá

É verdade que você vai ver coisas estranhas lá. Tipo gente tomando chá, café e até chocolate no calor de derreter catedrais que estava fazendo em Barcelona em pleno começo de outubro.

Não ligue para a excentricidade alheia. Refresque-se com um delicioso granizado de limón, acompanhado por docinhos vários.

Pastisseria Escribà, Ramblas, Barcelona
O espaço de Escribá nas Ramblas é pequenininho, mas super agradável

O granizado é uma versão local da granitta siciliana, um suco semicongelado (sabe consistência de frozen margarita?). Estava tão bom que eu repeti.

A Pasteleria Escribà foi fundada em 1906 e hoje é tocada pelo mestre confeiteiro Christian, bisneto dos fundadores da casa e super badalado. Seus doces são deliciosos e tão bonitos que até dá pena comer.

Este granizado de limão salvou minha vida 😊
Prove os macarons e depois a gente se fala. O bolo de laranja (sim, Escribà faz joias da confeitaria, mas também serve o caseirão) estava muito bom. Ah, e eu gastei € 12 nessa farra.


⭐Café de l'Òpera
La Rambla nº 74
🕒 Diariamente, das 8h à 1h da manhã


Café de l'Ópera, Barcelona
Café de l'Ópera, meu xodó em Barcelona

Post da Fragata sobre beber em Barcelona tem que falar do Café de l'Ópera, meu grande xodó modernista nas Ramblas, uma lugar onde eu bato o ponto várias vezes a cada visita à cidade.

O Café de l'Ópera tem decoração modernista, serviço profissional, preços decentes e um baita currículo. Basta lembrar que era um dos favoritos de Miró e "escritório" dos integrantes das Brigadas Internacionais durante a Guerra Civil Espanhola — cês já devem ter percebido que eu adoro um antro de vermelhos, né?

Eu já falei muito sobre a história, decoração e encantos etílicos do Café de l'Ópera. Dá uma olhada aqui pra saber mais sobre ele e sobre Escribà: O que fazer nas Ramblas de Barcelona


➡️Comer e beber no Bairro Gótico


Planelles Donat, Barcelona
Tá calor? Caia na orxata de Planelles Donat
⭐Planelles Donat
Portal de l’Àngel nº 27, Bairro Gótico
🕒De segunda a sábado, das 10h às 20:30h


Já falei que estava um calor infernal em Barcelona? Pois é pra isso que existe a orxata de Planelles Donat. Que delícia é essa típica bebida catalã!!!

A orxata (ou horchata, em espanhol) é feita de chufa, uma raiz remotamente aparentada com a batata que os mouros trouxeram para a Península Ibérica. O sabor, porém, lembra amêndoa. É servida geladinha, um bálsamo refrescante no calor da beira do Mediterrâneo.

Planelles Donat, Barcelona
A especialidade da casa é o torrón, doce que eu adoro

Planelles Donat é uma casa muito tradicional e famosa pelo seu torrón (torrone), um doce bem popular na Espanha e que eu adoro. Também faz bons sorvetes. Mas a orxata é imbatível. O copo menorzinho custa € 1,90.

Confeitaria Caelum, Bairro Gótico, Barcelona
Caelum, tipo "o céu no Bairro Gótico"

⭐Caelum
 Carrer de la Palla nº 8, Bairro Gótico
🕒 Diariamente, das 10h às 20:30h

Caelum, em latim, significa céu e foi bem lá que eu me senti nesta confeitaria especializada em doces conventuais, uma arte que que a gente costuma associar a Portugal, mas que também bate um bolão no resto da Península Ibérica.

Confeitaria Caelum, Bairro Gótico, Barcelona
Estou sendo redundante na imagem porque eu acho que você precisa ver isso de perto

Confeitaria Caelum, Bairro Gótico, Barcelona
Uma clara indução a cometer excesso de bagagem 😁

A Caelum fica a menos de 100 metros da fofíssima Plaça de Sant Felip Neri, um dos meus pedacinhos preferidos do Bairro Gótico de Barcelona, e é uma grande pedida para uma pausa durante um passeio na área.

A casa serve outras gostosuras, mas a estrela, mesmo, é a confeitaria conventual. Os docinhos são listados no cardápio da Caelum com a "denominação de origem", apontando o convento responsável pelo pedacinho celestial que você vai provar.

Confeitaria Caelum, Bairro Gótico, Barcelona
Acho que é a primeira vez que eu fotografo e posto um cardápio. Mas este merece

Escolhi  o "coração de marzipã das Clarissas de Ávila", "marrón glacé das Jerônimas de Constantina" e as "gemas das Clarissas de Siruela". Se tem uma coisa que esta pecadora ama é doce de convento...

E paguei apenas € 9 por todo esse pecado da gula, acompanhado de uma taça de vinho moscatel. Grande lugar, esse tal de céu 😉.


➡️ Comer e beber em Gràcia

⭐Café Salambò
Carrer de Torrijos nº 51, Villa de Gràcia
🕒 Segunda a quinta, das 12h á 1h da manhã. Sextas, sábados e vésperas de feriado, até as 3h da madrugada. Domingos, até a meia-noite.

Taí outra farra que deu folga para a blogueira. Não tomei nota de praticamente nada no Café Salambò, palco de uma noitada de responsa com meus amigos Katja Polisseni e Luciano Viana, brasileiros que vivem em Barcelona.

O que posso dizer é que o bar contribuiu para o papo ótimo, que se esticou até alta madrugada.

Café Salambò, Barcelona
Uma noite massa em Barcelona no Salambò

O Café Salambò não foge ao modelo descolado que caracteriza as casas da Carrer de Verdi, suas transversais e a Plaza del Sol, na Villa de Gràcia — uma boa área para procurar bares interessantes em Barcelona sem risco de cair em arapucas turísticas.

O Salambò estava quase lotado na noite de sexta da nossa farra. Digo quase porque a equipe conseguiu descolar a mesinha para três que nos acomodou. 

Imerso na animação da casa, o serviço é eficientíssimo e muito simpático — essa foto aqui do post só aconteceu por lembrança da moça que nos atendia, tão entretidos estávamos em botar a conversa em dia.

Tudo que pedimos estava excelente. Lembro bem dos croquetes de pernil ibérico (€ 1,80 a unidade), tábua de queijos com confit de cebola roxa e uvas (€ 13,90) e os mini-hambúrgueres, cujo preço não anotei. Antes de meter o pé no vermute, experimentei um coquetel à base de gin, hortelã e limão que estava muitíssimo bom.

⭐Buenas Migas
Passeig de Gràcia nº 120, Villa de Gràcia
🕒 segundas, terças e quartas, das 7h à meia-noite. Quintas e sextas, das 7h à 1h da manhã. Sábados, das 8h à 1h. Domingos, das 8h às 24h.


Buenas Migas, café no Passeig de Gràcia, barcelona
Buenas Migas virou meu point para o café da manhã
Quer tomar um ótimo café da manhã em Barcelona sem pagar os olhos da cara? Vá a uma das 15 unidades de Buenas Migas espalhadas pela cidade (veja os endereços no site).

A casa do Passeig de Gràcia virou meu point oficial para o desjejum nos dias em que fiquei hospedada na Carrer Gran de Gràcia — ela fica de frente para os Jardins de Salvador Espriu, onde a “minha rua” se encontra com o bulevar modernista.

O forte da casa são as foccacias (um tipo de pão italiano que fica a caminho da pizza), especialidade de um dos fundadores da rede, que é genovês. Mas eu também recomendo vivamente o scone (pãozinho que é a epítome do belisco britânico) e o cornetto, a versão siciliana dos croissants.

O cardápio vai além do desjejum, com saladas, pratos leves e massas, mas essa parte eu não provei.

Jamais gastei mais do que ‎€ 5 nos meus ótimos cafés da manhã no Buenas Migas. O café expresso custa € 1,35. O cornetto custa € 1,10.


Todas as dicas de Barcelona

Siga o link ou clique nos ícones do mapa pra ver muito mais sobre a cidade.




A Espanha na Fragata Surprise

A Europa na Fragata Surprise

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 

5 comentários:

  1. Dezenas de bons motivos para mais uma ida à Barcelona. Vocês dificulta nossos planos de conhecer novos lugares.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Barcelona é pra voltar sempre e muito, né, Kenneth? :)

      Excluir
  2. Bom, resumindo: pelo post, parece que barcelona é o destino certo para ganhar ums quilinhos a mais. kkkk.

    ResponderExcluir
  3. Oi Cyntia, vi uma postagem sua sobre o MNAC em Bcn e fui cavando na rede até te achar. Eu morei muitos anos em BCn e adoro a cidd. O MNAC pra mim tem a coleção de arte mais esplêndida da cidd. E comer em Bcn eh sempre uma surpresa boa ou uma repetição boa. E vc faz jus a tudo isso, retratando bem a cidd. Parabéns e um abraço. Antes q me esqueça, Sandra, o meu nome eh Sandra.

    ResponderExcluir