19 de outubro de 2019

Cabo Verde: o que fazer na Ilha do Sal

Atrações na Ilha do Sal, Cabo Verde
Vale a pena se afastar um pouco dos encantos praianos e descobrir outras atrações da Ilha do Sal
Vamos ser sinceras? O melhor da Ilha do Sal são as praias, a gastronomia e o dolce far niente. Quando me perguntam o que fazer na Ilha do Sal, minha resposta é sem rodeios: “Nada, de preferência”.

Qualquer atividade que vá além de aproveitar aquele banho de mar inigualável me parece um desperdício de ócio e prazer.

Mas reconheço que nem todo mundo fica feliz apenas passando os dias mergulhado em água salgada, como picles na salmoura — eu mesmo tenho uma certa compulsão de fazer coisas, mesmo estando diante de paraísos amnióticos como as águas de Cabo Verde.

Píer de Santa Maria, Ilha do Sal, Cabo Verde
No píer de Santa Maria é possível contratar excursões, alugar barcos e descobrir o que mais está acontecendo na Ilha do Sal
Daí a utilidade desta minha listinha de passeios na Ilha do Sal. Eles podem ser feitos aos pouquinhos ou concentrados em um tour chamado “Volta à Ilha” que contempla as principais atrações — vai ter muita beira mar e água salgada no roteiro, mas você ao menos terá aquela ilusão de virtude de ter desgrudado na espreguiçadeira e explorado o território.


Passeando pela Ilha do Sal você vai encontrar uma paisagem muito árida – uma forma diferente da natureza fazer poesia — vai ver salinas, piscinas naturais formadas por erupções vulcânicas, observar tubarões, visitar um porto pesqueiro e vai boiar na cratera de um vulcão.

Veja as dicas:

O que fazer na Ilha do Sal


Localidades na Ilha do Sal

Praia de Santa Maria, Ilha do Sal, Cabo Verde
Santa Maria: 8 km de praias com o mar desta cor. Quem resiste?
⭐Santa Maria
A vila de Santa Maria e sua vizinha, a Ponta Preta, são as localidades mais conhecidas e turísticas da Ilha do Sal.

Santa Maria é uma delícia de cidadezinha, com 17 mil habitantes e boa infraestrutura para o turismo — hotéis, pousadas, restaurantes, apartamentos para aluguel por temporada, comércio, bancos, casa de câmbio e vida noturna.

O melhor de Santa Maria são seus 8 km de praias, consideradas as melhores da Ilha do Sal. Foi em Santa Maria que fiquei hospedada e super recomendo.

Veja como foi minha experiência: Hospedagem na Ilha do Sal, Cabo Verde

⭐Ponta Preta
A Ponta Preta é uma continuação de Santa Maria e é a área onde estão concentrados os resorts mais elegantes e mais caros da Ilha do Sal e também os beach clubes mais famosos, como o Bikini Beach. É um promontório a 2 km de Santa Maria, famoso por suas dunas. Dá para chegar lá caminhando pela praia.

Enseada de Murdeira, Ilha do Sal, Cabo Verde
Murdeira: pioneira nos condomínios de veraneio
⭐Murdeira
Essa enseada que parece traçada com um compasso, de tão perfeitamente redondinha, está 10 Km ao Norte de Santa Maria e foi uma espécie de pioneira entre os núcleos turísticos da Ilha do Sal.

Foi lá, no início dos anos 90, que foi construído um “condomínio de férias” voltado para o público europeu, ainda antes da chegada dos resorts a Santa Maria e Ponta Preta. Mesmo em julho, temporada animada na Ilha do Sal, Murdeira estava sossegadíssima no dia em que estive lá.

A grande atração nesse pedacinho da Ilha do Sal é a Reserva Natural de Baía da Murdeira, refúgio de tartarugas e aves marinhas.

Vila de Palmeira, Ilha do Sal, Cabo Verde
O Porto de Palmeira é o mais movimentado da Ilha do Sal
⭐Palmeira
Uma passada pela vila pesqueira de Palmeira é a oportunidade de ver a vida cotidiana na Ilha do Sal. O movimento local se concentra em torno do cais, onde diariamente os pescadores locais vendem seu produto.O tour Volta à Ilha faz uma paradinha por lá, geralmente combinada com o almoço.

Com cerca de 1,5 mil habitantes, localizada a 22 km ao Norte de Santa Maria, Palmeira é o principal porto da Ilha do Sal — de lá partem barcos para outras ilhas de Cabo Verde, como São Nicolau e Boavista.

Espargos, capital da Ilha do Sal, Cabo Verde
Espargos vista do topo do Morro do Curral
⭐Espargos
Capital da Ilha do Sal, Espargos fica a cerca de 20 km de Santa Maria e a 3 km do Aeroporto Internacional Amílcar Cabral. Tem cerca de 8 mil habitantes e concentra a maioria dos serviços da ilha, inclusive pousadas baratas, muito procuradas por mochileiros.

Como atração turística, porém, não há muito motivo para a visita a Espargos.

O tour Volta à Ilha faz uma parada em Espargos, no topo do Morro do Curral, de onde se avista toda a cidade.

Vila de Palmeira, Ilha do Sal, Cabo Verde
O peixe fresquinho chega todos os dias à Vila de Palmeira
Passeios e atividades na Ilha do Sal

⭐Tour Volta à Ilha
O tour Volta à Ilha é o passeio mais popular entre os turistas na Ilha do Sal. É uma espécie de “intensivão” que passa pelas principais atrações fora de Santa Maria e é oferecido por rigorosamente todas as agências de turismo que vi por lá.

O passeio ocupa a manhã e a tarde, custa € 20 por pessoa e, geralmente, é realizado em picapes 4x4, que vencem bem o terreno arenoso sempre que o roteiro se afasta do asfalto.

Salina na Ilha do Sal, Cabo Verde
As salinas são a origem do nome e da povoação da Ilha do Sal
Contratei o tour Volta à Ilha com a mesma agência que administrava o apartamento que aluguei na Ilha do Sal, a Guest Plain. Meu guia e motorista foi o competente Mamadou, filho Guiné-Bissau que vive na Ilha do Sal desde adolescente.

O roteiro do tour Volta à Ilha sempre inclui paradas em uma salina, na Kite Beach (onde há uma base de proteção de ninhos de tartaruga e um centro de kitesurf), em Espargos, capital da Ilha do Sal, em Palmeira, na Baía Parda, em Murdeira, na Buracona, culminando com um mergulho na Salina da Pedra de Lume.

Passeio de quadriciclo na Ilha do Sal, Cabo Verde
Muita gente escolhe explorar a Ilha do Sal pilotando um quadriciclo
⭐Passeios de quadriciclo
Algumas agências oferecem roteiros similares ao do tour Volta à Ilha, só que realizado em quadriciclos. Não experimentei, mas achei interessante a ideia: a paisagem desértica da Ilha do Sal combinada com motos (ou quadriciclos, que seja) sugere uma cena muito Mad Max.

Os preços dos passeios em quadriciclo variam, mas chegam perto dos € 100.

Salina na Ilha do Sal, Cabo Verde
Salina: nevou no deserto?
⭐Salinas e mergulho na Pedra de Lume
A ilha do Sal deve seu nome e sua povoação à exploração das salinas naturais formadas ao longo de seu território.

O contraste das salinas muito branquinhas com a terra ocre da Ilha do Sal forma um quadro bem interessante, é como se tivesse nevado no deserto.

Salina da Pedra de Lume, Ilha do Sal, Cabo Verde
O acesso à cratera do vulcão na Pedra de Lume
A mais famosa salina da Ilha do Sal é a Pedra de Lume, que fica dentro de um vulcão extinto. A cratera alagada do vulcão virou uma piscina que faz a alegria dos banhistas, pois a saturação de sal na água não deixa a gente afundar — exatamente como no Mar Morto.

A entrada na Salina da Pedra de Lume custa € 5.

Salina da Pedra de Lume, Ilha do Sal, Cabo Verde
A concentração de sal na água da Pedra de Lume não deixa ninguém afundar
⭐Buracona e Regona
A Buracona e a Regona são piscinas naturais formadas em meio a rochas vulcânicas.

Mais famosa, a Buracona é uma das atrações mais procuradas da Ilha do Sal, especialmente pelo Olho Azul, uma gruta onde o reflexo do sol, pela manhã produz um efeito muito bonito.

A Regona é menos famosa que a Buracona, mas é muito procurada por mergulhadores
No dia que estive na Buracona, o tempo estava feíssimo e nem compensava entrar. Para ver o Olho Azul, programe sua visita entre as 10:30 h e o meio-dia, para pegar o ângulo correto do sol que produz o famoso efeito. O ingresso na Buracona custa € 3.

Muito menos badalada, a Regona fica próxima a sua irmã famosa e atrai praticantes de mergulho e snorkel. Tem entrada livre e não dispõe de estrutura organizada como a Buracona. Mas não se arrisque a mergulhar sozinha, tá?

Ninhos de tartarugas marinhas em Kite Beach
⭐Tartarugas marinhas
Na praia que os turistas apelidaram de Kite Beach (porque virou point de kitesurf), próxima a uma das salinas da Ilha do Sal, há uma base de um projeto de preservação de tartarugas marinhas que recebe visitantes.

O passeio é realizado à noite, quando há chances de assistir às tartarugas desovando ou ao nascimento de tartaruguinhas nos ninhos protegidos no local. A temporada da desova na Ilha do Sal vai de junho a outubro.

As agências locais que organizam o passeio para a observação de tartarugas cobram € 35 por pessoa. Esse preço inclui o transporte (eles recolhem os passageiros nos hotéis e trazem de volta).

Com a água nas canelas, os visitantes procuram os tubarões
⭐Observação de tubarões na Baía da Parda
Nas águas muito rasas da Baía da Parda, é possível chegar bem pertinho dos tubarões-limão, uma espécie que — garantem os locais — é pouco agressiva.

Outros explicam que a ausência de perigo na atividade é garantida pela pouca profundidade da água, o que deixa os tubarões sem ângulo para atacar, ainda que eles queriam.

Com água na altura das canelas, os visitantes caminham sobre as pedras para ver os tubarões-limão.

Cadê o tubarão?
Não é recomendável fazer isso descalça, pois as pedras são bem afiadas. Se você não tiver sapatos apropriados, pode alugar calçados tipo crocs lá mesmo (os ambulantes cobram € por esse serviço) . 

A observação de tubarões pode ser feita o ano inteiro e esse passeio também está incluído no roteiro do tour Volta à Ilha.

Se quiser passar mais tempo para ver os tubarões, é possível contratar uma excursão específica. As agências de turismo locais oferecem o passeio por € 25 por pessoa, com transporte e calçado apropriado incluídos.

Beach club do Hotel Morabeza: conforto à beira-mar

⭐Beach clubs na Ilha do Sal
Pra mim, beach clubs são um tipo metidos a besta das barracas de praia que funcionam nas praias do Nordeste brasileiro. Sempre entendi a praia como um baita espaço democrático de lazer — especialmente onde elas são públicas, como no Brasil e em Cabo Verde. Conforto na praia, sim. Segregação, não obrigada.

Embora tenha alguns beach clubs elitistas, o que mais vi na Ilha do Sal foram espaços mais parecidos com as barracas de praia, ainda que se apropriem da designação mais chique.

Acesso ao beach club do Hotel Morabeza

Na primeira categoria fica o Bikini Beach Club, na Ponta Negra. Na segunda e mais simpática classificação está a estrutura de praia do Hotel Morabeza, um dos estabelecimentos de frente para o “calçadão dos hotéis”, a Oeste do Píer de Santa Maria.

O Beach Club do Hotel Morabeza tem um bom restaurante — comi muito bem lá — e uma estrutura confortável na areia, com espreguiçadeiras confortáveis (que eles chamam de camas), guarda-sóis e serviço de bar. O aluguel da espreguiçadeira/guarda-sol Custa 700 CVE (€ 6,3) por pessoa.

Calçadão dos hotéis, em Santa Maria
Um bom lugar para algumas (ou muitas) horas de pura preguiça, com um livrinho, brisa generosa e água fresca para um mergulho — o mar em frente ao Morabeza é delicioso.

Pra mim, a vantagem de desabar naquelas espreguiçadeiras foi o serviço de bar, porque sombra e espreguiçadeiras eu já tinha à disposição, nas duas praias do Condomínio Porto Antigo, onde me hospedei.  



Mais sobre a Ilha do Sal, Cabo Verde
Viagem a Cabo Verde: Ilha do Sal, paraíso azul
Onde comer na Ilha do Sal, Cabo Verde
Hospedagem na Ilha do Sal, Cabo Verde
Cabo Verde: compras na Ilha do Sal
Como é voar com a Cabo Verde Airlines


Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook 

Um comentário:

  1. Muito legal o seu post, Cyntia! Estou indo pra Cabo Verde daqui um mês e não vejo a hora de conhecer a Ilha do Sal. Tbm vou pra Mindelo e Santo Antão. Na volta, vou passar uma noite num resort só pra ver como é (nunca fiquei num) mas já pressinto que vou gostar mais é de ficar numa pousadinha despretensiosa.

    ResponderExcluir