24 de julho de 2005

Caminho de Santiago: a cidade medieval de Tui

Catedral de Tui e Centro Histórico, no Caminho de Santiago
O Centro Histórico de Tui: a catedral fica no ponto mais alto da cidade
Caminho de Santiago. Percurso de hoje: Tui a Porriño- 13 Km

Fazer o Caminho de Santiago significa acordar sempre antes do sol, numa Galícia que está quase sempre sob garoa fininha, em pleno verão.

É importante sair cedo para a caminhada, nem tanto para evitar o sol forte — a garoa alivia o calor—mas, principalmente para chegar cedo ao destino e ter certeza de conseguir lugar nos albergues de peregrinos, que não aceitam reservas.

Hoje foi a minha primeira etapa de verdade no Caminho de Santiago. Ontem andamos apenas três quilômetros entre a estação ferroviária de Valença do Minho, Portugal, até o albergue de peregrinos de Tui, Espanha, do outro lado do rio.

Mas hoje caminhamos 12 km entre Tui e O Porriño. Muitos peregrinos fazem um trecho maior, esticando de Tui a Redondela (29 km) e fazem de O Porriño apenas a parada para o almoço.

Mas se vocês virem a subida inclemente que faz parte da rota entre O Porriño e Redondela, vai concordar comigo que é melhor ir devagar.

Catedral de Tui e Igreja de San Telmo, no Caminho de Santiago
A Catedral de Tui (esq) e a Igreja de San Telmo
O patrimônio medieval de Tui
Antes de pegar a rota, é importante falar um pouco sobre a bela cidade medieval de Tui (nome galego da cidade, chamada de Tuy em espanhol).

Construída sobre uma elevação às margens do Rio Minho, Tui ainda tem a cara da praça fortificada que foi um dia.

Primeiro, como cidadela de resistência e avanço sobre território dominado pelos mouros. Depois, como sentinela na fronteira com Portugal, que começa na outra margem do Minho.

As construções históricas de Tui têm típicas feições galegas, com suas fachadas em pedra nua.

O mais impressionante dos edifícios da cidade é a Catedral de Santa Maria, do Século 12, no ponto mais alto do núcleo urbano.

Como é comum entre as igrejas da época da Reconquista Cristã (a luta contra os mouros), a Catedral de Tui tem um aspecto muito mais próximo de uma instalação militar do que de um templo religioso.

A presença humana em Tui é bem antiga. A cidade está construída sobre um castro, povoação fortificada dos celtas, que já estavam por lá mais de 1.000 anos antes da era cristã.

Ruas medievais da cidade de Tui, no Caminho de Santiago
O início do caminho pelas ruas estreitas de Tui. Os cruzeiros de pedra (dir) estão por toda parte na Galícia
Foi com muita pena que fui embora sem explorar a cidade com mais vagar.

Atravessamos o Centro Histórico de Tui e tomamos o túnel do Convento das Clarissas, uma passagem para fora dos muros da cidade medieval.

Logo adiante fica um lugar especialmente bonito, o jardim da Igreja de Santo Domingo, na periferia de Tui.

Daí, atravessamos um bosque no Vale do Rio Louro, outra área muito bonita e tranquila.

Um cruzeiro de pedra no meio do bosque, com muitas flores deixadas por devotos, chama a atenção para a Ponte das Febres.

Segundo a lenda, foi neste local que morreu de peste, no Século 13, o arcebispo de Tui, posteriormente canonizado como São Telmo, no retorno de uma peregrinação a Santiago.

Ponte sobre o Rio Louro, na saída de Tui, Caminho de Santiago
Ponte sobre o Rio Louro, na saída de Tui
No final do Vale do Louro, o Caminho de Santiago chega a uma rodovia, um trecho muito sem graça que vai levar ao perímetro industrial de O Porriño.

Prepare-se para caminhar entre muros e portões de fábricas, morrendo se saudade do frescor e do verde que ficou para trás.

Antes disso, porém, encontrei uma senhora que pastoreava três cabrinhas: "Peregrina?", quis saber. Confirmei e ela desenhou no ar sinal da cruz. "Boa Viaxe!".

Lá fui eu, com a bênção e a solidariedade da gente simples da Galícia.

Onde dormir em Tui
➡️Albergue de Peregrinos de Tui
Rúa Párroco Rodríguez Vazquez s/n. (Rua da Misericórdia)

O Albergue de Tui tem 40 camas (20 beliches), num dormitório misto. Na noite que passamos lá, éramos as únicas hóspedes.

Fica num edifício antigo, restaurado, no Centro Histórico de Tui, a poucos passos da bela Igreja de San Telmo.

O Albergue de Peregrinos de Tui tem uma cozinha onde os peregrinos podem preparar refeições, sala de estar e lavanderia.



A Espanha na Fragata Surprise
Madri
Andaluzia: CádisCórdobaGranadaRonda e Sevilha
Castela e La Mancha: Toledo
Catalunha: BarcelonaGirona Tarragona
Galícia: Santiago de CompostelaCaminho de Santiago e cidades da rota


A Europa na Fragata Surprise

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter | Instagram | Facebook 

2 comentários:

  1. Olá!!! gostaria de saber como vc descobria os locais onde era possível obter o carimbo... não achei nenhum site falando dos pontos onde é possível obter o carimbo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre perguntava. Bares e restaurantes costumam ter seu próprio carimbo. Mas bastam os carimbos dos albergues como prova, na credencial de peregrina

      Excluir