9 de janeiro de 2019

Dicas de verão: praias de Salvador

Praia de Piatã, Salvador
Verão em Salvador: sombra, acarjé e água na temperatura perfeita, logo ali na maré
Pra entrar no clima: 🎵🎵 Quem vem pra beira do mar - Dorival Caymmi

O verão na minha terra é uma estação especial. Aquele céu azul e a luminosidade que banha a cidade nessa época, concordam os cientistas, são privilégios de pouquíssimos pedacinhos do planeta. E não há lugar melhor pra celebrar e aproveitar essa beleza do que as praias de Salvador.

Ir à praia em Salvador é a opção de lazer mais democrática que há. Pobres e ricos, sarados e gorduchos, jovens e maduros, todo mundo vai. E ninguém fica reparando nas dobrinhas da cintura alheia.

A praia pode ser uma diversão barata ou cara. Pra quem estende a canga em qualquer canto da areia e leva a nota de  R$ 5 para a água de coco presa no elástico do biquini, é uma pechincha.

Pra quem se refestela nas barracas e chiques do Flamengo em diante, pode ser um investimento. O que não pode é ficar de fora desse prazer.

Praia do Flamengo, Salvador
Quer praia sem muvuca — e com pocinhas 🧡🧡 — sem sair da cidade? Dê um pulo na Praia do Flamengo quando a maré estiver baixa
Entre o Subúrbio e a Praia do Flamengo, Salvador tem mais de 50 quilômetros de orla marítima, cerca de metade deles banhados pela Baía de Todos os Santos. Do Farol da Barra em diante (na direção de Itapuã), vêm as praias oceânicas, banhadas pelo Atlântico, onde o mar costuma ser mais agitado.

Infelizmente, nem todos os 50 km de praias de Salvador são próprios para o banho de mar. A contaminação é mais frequente no interior da baía, mas também chega à orla oceânica.

Antes de escolher seu pedacinho de beira-mar na cidade, convém consultar o boletim de balneabilidade das praias.

Quando estou em Salvador, costumo estender minha canga e dar meus mergulhos em três praias ótimas: o Porto da Barra, Piatã e em algum canto do complexo Stella Maris/Flamengo.

A avaliação e dicas sobre elas estão aqui neste post, assim como várias informações práticas pra você aproveitar o lazer mais refrescante de Salvador.


Praia de Piatã, Salvador
Piatã com a maré baixa: piscina com marolas
Veja também> Dicas de verão - onde beber e petiscar em Salvador

Praias em Salvador
⭐ Coqueiral de Piatã
Entra ano, sai ano — desde que me entendo por gente — e a praia de Piatã continua oferecendo um dos melhores banhos de mar de Salvador.

Na maré baixa, Piatã é uma piscina com marolas. Na maré alta, se não for março, o sacolejo das vagas é perfeitamente encarável pra quem tem um mínimo de prática.
A faixa de coqueiros que abriga a praia do burburinho da Avenida Otávio Mangabeira já foi mais densa e natural, mas ainda está lá.

A faixa de areia de Piatã é bastante larga — tem lugar pra todo mundo — acompanhando a curva discreta do mar que forma uma enseada larga. No canto esquerdo (para quem olha da areia) há um maciço de pedras que forma a “fronteira” com a vizinha Praia de Placafor. Evite esse pedacinho, pra não correr o risco de se machucar nas pedras.

Vista aérea do Litoral de Salvador
Aquele triângulo no centro da foto é o Coqueiral de Piatã visto da janelinha do avião
Mesmo após a proibição das barracas, Piatã é uma das praias de Salvador com mais oferta de serviços. Os barraqueiros driblam o banimento se organizando sob coberturas improvisadas e conservando as bebidas em isopores. Eles alugam cadeiras (R$ 5) e guarda-sóis (R$ 10) e até servem petiscos.

➡️Como chegar à Praia de Piatã
Tem um estacionamento em esquema Zona Azul na altura da Praia de Piatã, entre a Avenida Otávio Mangabeira e o coqueiral. 

São 350 vagas — em um fim de semana de verão, vai ser preciso madrugar para achar lugar, mas fui em dia de semana e estava bem tranquilo.

As tarifas da Zona Azul em Salvador são de R$ 3 (até 2 horas de uso), R$ 6 (até 6 horas) e R$ 9 (até 12 horas).

Praia de Jaguaribe, Salvador
Paisagem do busú a caminho da Praia de Piatã (na altura de Jaguaribe)
Se você estiver hospedada na Pituba, as linhas de ônibus 1001, 1003, 1005, 1007, 1018, 1030, 1053 e S043 seguem por toda a Avenida Otávio Mangabeira, da Orla da Pituba até Piatã (e além).

Da Pituba à Praia de Piatã (trajeto de 10 km), o uber fica na casa dos R$ 18.

Para quem está na região do Iguatemi, Caminho das Árvores, Itaigara e Stiep, tem ônibus na Avenida Tancredo Neves.  

Praia do Flamengo, Salvador
Entardecer na Praia de Stella Maris
⭐ Stella Maris/ Praia do Flamengo
Se você quer uma praia sem muita muvuca, esse é seu point. Afastadas do Centro de Salvador, com larga faixa de areia e bastante extensas, as praias da área de Stella Maris e Flamengo são garantia de que você sempre vai encontrar seu lugar ao sol sem aglomerações.

A região de Stella Maris/Flamengo começa adiante do Farol de Itapuã e do trechinho conhecido como Pedra do Sal. São cerca de 6 km de praias limpas (campeãs no índice de balneabilidade em toda a cidade), facilidade de estacionamento e baixa "densidade populacional" nas areias.

O nome Stella Maris vem de um hotel que não chegou a ser inaugurado (o empreendimento faliu antes de acabar a construção) e a área começou a ser desbravadas pelos banhistas nos anos 60, quando era quase uma aventura chegar até lá. A Praia do Flamengo é um prolongamento, que ganhou o nome de um loteamento.

Quando a maré está alta, o mar costuma ser meio nervosinho na região Stella Maris/Flamengo. É bom tomar cuidado e escolher bem o trecho onde vai mergulhar, para evitar correntes, trechos mais fundos que aparecem do nada e outros perrengues — se o pedacinho de mar estiver vazio, evite. Siga os locais, que eles sabem onde é seguro.

Na maré baixa, a Stella Maris/ Flamengo oferecem aguinha cristalina, levemente fria e com ondinhas moderadas. E pra quem gosta (eu!), tem até pocinhas formadas entre as muitas pedras.

No quesito serviços, o esquema em Stella Maris/ Flamengo é o mesmo da Praia de Piatã. Alguns barraqueiros oferecem até pratos mais elaborados para quem quer beliscar — geralmente fornecidos por restaurantes próximos.

Praia do Flamengo, Salvador
Praia do Flamengo
Os preços é que não animam: R$ 20 uma casquinha de siri, R$ 25 a porção de batata frita... Fique na água de coco, que é mais em conta

➡️ Como chegar às praias de Stela Maris/ Flamengo
Afastada do Centro, essas praias só são opção para quem está de carro — a não ser, é claro, que você esteja hospedada perto — pois o transporte público até lá não é muito prático.

Encontrar vaga para estacionar não é difícil, ainda que nos dias mais movimentados você não consiga parar o carro de cara para o gol.

Pra você ter uma ideia das distâncias, a Praia do Flamengo está a 30 km do Centro Histórico de Salvador, a 33 km da Barra e a 20 km da Pituba.
Praia do Porto da Barra, Salvador
Muitas tentam, mas quem fica com o título de melhor praia urbana do Brasil é o inimitável Porto da Barra
⭐ Porto da Barra
O problema de nascer e crescer em Salvador é que a gente fica muito luxenta com essa história de praia. 

Já tomei banho de mar em vários lugares do mundo e meu critério e avaliação é sempre o mesmo: “Chega ou não chega aos pés do Porto da Barra?” — o Caribe e a Grécia, por exemplo, tiveram que suar um pouquinho pra me seduzir 😂😂.

O Porto da Barra é uma zona. É uma prainha pequena, escondida por uma balaustrada vários metros acima do nível do mar — o vento nem sempre circula e o calor aperta com o sol a pino — que fica impraticável de tanta gente em qualquer fim de semana do ano (até com tempo nublado) e em todos os dias do verão.

Praia do Porto da Barra, Salvador
Não vou mentir pra você: se chegar ao Porto da Barra no verão antes das 16 horas, é assim que a praia vai estar
O Porto tem quantidades industriais de ambulantes de todos os ramos de comércio — legais e ilegais. Tem caras batendo um baba (jogando futebol) a meio metro das criancinhas que fazem castelinhos na areia molhada. Gente que sacode a areia da canga na sua cara. E tem fartas fontes sonoras, nem sempre tocando algo que se possa ouvir sem querer beber veneno.

(Por falar em areia, leve sempre uma canga ou uma toalha pra sentar, mesmo nas cadeirinhas para aluguel).

Sim, o Porto é uma zona. Mas quando você entra no mar, caríssima amiga, constata que é perfeitamente possível ir para o céu sem precisar morrer.

A água límpida, em um inimitável tom de verde-azulado, tem aquele movimento calmo-ondulante dos paraísos líquidos.

E a temperatura da água do Porto da Barra deveria ser adotada como padrão mundial: é fresca, sem ser fria. Puro conforto amniótico.

Praia do Porto da Barra, Salvador
Foto feita quando eu curtia o conforto amniótico, longe desse insensato mundo que começa lá na areia
O Porto da Barra é a melhor praia urbana que eu conheço no Brasil, apesar da inegável excelência da Praia da Conceição, em Fernando de Noronha, e da Praia do Bessa, em João Pessoa — o Arpoador, no Rio de Janeiro, também é um espetáculo, mas só quando São Pedro joga umas caixinhas de Rivotril na maré, porque já basta o banho gelado, não sou obrigada a, ainda por cima, levar caldo de onda malcriada 😀😀.

➡️ Porto da Barra - modo de usar
Se quiser escapar de todas as provações e ir direto ao filé do Porto da Barra, deixe para chegar à praia lá pelas quatro da tarde, nos dias de semana de verão. A muvuca terá sumido e o mar será (quase) todo seu.

Como o sol se põe de frente para o Porto, não tem risco de uma sombra malvada esfriar seu programa. E você ainda vai ver um pôr do sol de chorar, de tão lindo...

➡️Como chegar ao Porto da Barra 
O Porto é super central é facílimo de chegar. Se você estiver hospedada na Barra, vá a pé.

Se seu pouso for no Centro Histórico, Vitória ou Campo Grande, qualquer ônibus que desça a ladeira da Barra (linhas 1001, 1030, S004 e S043) te deixa "na porta".

Se você vem do Rio Vermelho, Ondina, Pituba ou Amaralina, as linhas 0711, 1030 e 1052, que fazem o trajeto pela Avenida Manoel Dias da Silva (Pituba) e seguem pela beira-mar passam pelo Porto da Barra.

Porto da Barra, Salvador

Na dúvida, faça como os baianos: pergunte e peça ajuda aos outros passageiros do busú (ônibus). Avisar ao motorista pra onde está indo também é boa providência.

Da Pituba ao Porto (12 km), o uber fica na casa dos R$ 20.

 Não é fácil estacionar no Porto da Barra. São apenas 30 vagas de Zona Azul (9 na Rua Barão de Sergy e 21 aos pés do Forte de São Diogo). Além do mais, depois das mudanças feitas no trânsito pela prefeitura, andar de carro por ali ficou confuso.  


Praia do Flamengo, Salvador
Cadeiras e guarda-sóis para aluguel na Praia do Flamengo
➡️ Como funcionam as barracas de praia em Salvador
Afinal, Salvador tem ou não tem barracas de praia? A resposta é sim e não. Desde 2010, as barracas de praia como conhecemos no passado, com estruturas de alvenaria, pias, cozinhas e até banheiros estão proscritas das areias da cidade por razões ambientais.

Os baianos, porém, continuaram indo à praia e querendo cerveja gelada, petiscos, cadeirinhas e guarda-sóis. E os barraqueiros, sem apoio da prefeitura, continuaram precisando comer, vestir, morar e sustentar suas famílias.

Com oferta e demanda, o que temos hoje em Salvador, pelo nono verão consecutivo, é um esquema mambembe de atendimento: os comerciantes se improvisam sob tendas desmontáveis, usam caixas de isopor para manter as bebidas geladas e usam fogareiros para fritar petiscos.



Mais passeios bacanas
Salvador: 7 lugares pra ver a Baía de Todos os Santos
Uma tarde no bairro boêmio do Rio Vermelho
Bonfim, Ribeira e Santo Antônio, três clássicos que não saem de moda
Além do Pelourinho: dois passeios bacanas no Centro Histórico
Salvador: um café e um museu para ver o mar (e o pôr do sol)
Salvador: uma tarde no Solar do Unhão

Todas as dicas de Salvador - post índice 

Mais sobre a Bahia na Fragata Surprise
Recôncavo Baiano

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.

Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook 

Nenhum comentário:

Postar um comentário