sábado, 15 de janeiro de 2011

As melhores compras em Montevidéu e Buenos Aires

Livraria El Ateneo, lugar perigosíssimo pra gente como eu:)
Quando o câmbio está favorável, é muito fácil reconhecer um brasileiro nas ruas de Montevidéu e de Buenos Aires: basta contar a tonelada de sacolas de compras que carregam. No verão de 2011, esse era bem o caso, com o peso uruguaio está valendo R$ 0,083 e o peso argentino cotado a R$ 0,42.

Também adoro umas comprinhas, mas não sou a melhor fonte de informações quando o assunto são as grifes e outlets. Meu barato são os antiquários, livrarias e lojas de CDs. E nesse quesito, Buenos Aires e Montevidéu são uma festa pra mim, pela diversidade da oferta, pela qualidade e pelos preços.

Ateneo: estantes e mais estantes, para a minha perdição
Não que eu ache feio viajar para comprar — alias, o primeiro estímulo que o Homo Sapiens teve para se deslocar pelo planeta foi justamente o desejo de adquirir produtos que não encontrava em seu entorno, fosse caça, peixe ou vegetais. E o comércio, desde a Antiguidade, é o grande motor das viagens. Se eu criticar quem viaja para comprar meu ídolo Marco Polo é capaz de vir me assombrar de noite :)

Mas, com todo respeito às Galerias Pacífico e ao Pátio Bullrich, meus templos de consumo em Buenos Aires são a loja de CDs Notorious e algumas livrarias, como El Ateneo Grand Splendid  que um capricho do destino colocou a pouco mais de meia quadra de distância uma da outra, de modo que eu não consiga escapar de nenhuma das duas.

Instalada em um antigo teatro, a Ateneo Grand Splendid vive disputando o título de livraria mais bonita do mundo
Devo a esta minha última visita a El Ateneo a descoberta de que os argentinos também desconfiam daqueles 6X0 que o time deles aplicou no Peru – resultado que tirou o Brasil da final da Copa de 78. Estou devorando o livro Fuimos Campeones, do jornalista Ricardo Gotta, da equipe do jornal Olé, uma reportagem densa sobre o assunto. Depois eu conto aqui as conclusões.

Mas não foi só meu revanchismo futebolístico que saiu em êxtase do Ateneo: encontrei uma coleção de DVDs, com quatro filmes de Campanella — O segredo de seus olhos, O mesmo amor, a mesma chuva, O filho da noiva e Lua de Avellaneda, todos excelentes —, por 60 pesos argentinos (R$ 25). A cópia do interessante filme uruguaio Whisky me custou $19 (R$ 8). E tem jeito melhor de recordar uma viagem que rever as cidades visitadas em bons filmes?

Livraria Mas Puro Verso, em Montevidéu
Só para não estragar o prazer de fuçar as prateleiras da Notorious, peguei leve na sessão de CDs do Ateneo: encontrei Ey!, disco velhinho e bacaninha de Fito Paez, e Eco, de Jorge Drexler, outro antiguinho que eu sempre adorei, mas não achava para comprar — nunca mais vou escutar Todo se Transforma sem reviver o prazer de ouvi-la no rádio enquanto dirigia entre Montevidéu e Colonia del Sacramento.

Em Montevidéu também fiz uma pequena farra de livros, na boa livraria Mas Puro Verso, que, de pura pirraça, ficava a meia quadra do meu hotel — se isso continua, vou ter que viajar com babá e camisa de força... :). Das aquisições, já devorei e recomendo as memórias da poeta e militante sandinista Gioconda Belli, El país bajo mi piel. Agora, basta ver a capa do livro e já estou de volta à brisa da Plaza Matriz de Montevidéu, onde se pode ler sossegada.

Do estrago que fiz na Nortorious, recomendo expressamente o recém lançado CD New York Meeting, parceria do saxofonista Gato Barbieri com o pianista Carlos Franzetti, o baixista David Fink e o baterista Nestor Astarita.

Endereços
Além de enlouquecer com o conteúdo das prateleiras, é um prazer admirar os detalhes do antigo teatro Grand Splendid

Libreria El Ateneo Grand Splendid
Avenida Santa Fé 1860, Recoleta, Buenos Aires
Depois que foi eleita a segunda livraria mais bonita do mundo, virou atração turística: metade dos visitantes entra, tira uma foto e vai embora. Azar o deles, porque o belíssimo teatro convertido em espaço livreiro tem um acervo imenso — lugar perigoso, pra gente como eu. No antigo palco, funciona um café muito agradável.

Notorious
Avenida Callao 966, Buenos Aires
Esse clube de jazz e loja de discos já teve uma pequena filial na Plaza Serrano, onde passei algumas tardes muito agradáveis, descobrindo o más allá del Tango na música argentina. Vendedores muito bem informados e atenciosos ajudam no garimpo, sem qualquer forçação de barra. Recentemente, passou a abrigar um espaço para o almoço, também.

Libreria Mas Puro Verso
Calle Sarandi, 675, Montevidéu
O belo espaço, com vitrais e escadarias, abriga  um ótimo acervo, especialmente nas sessões de política e história. Tem uma "irmã mais velha", a Puro Verso, na Avenida 18 de Julio 1199 (esquina com Calle Cuareim).


Continue viajando com A Fragata Surprise pela Argentina e pelo Uruguai

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

2 comentários:

  1. OLÁ, SOU SEU NOVO SEGUIDOR.

    TENHO TRES BLOGS DE HUMOR, E PARA ACESSÁ-LOS BASTA CLICAR EM CIMA DO MEU NOME.

    VOCÊ TAMBÉM PODERÁ CLICAR EM CIMA DA CHAVE DO MEU PERFIL E LÁ ESTARÃO OS TRES LINKS DO MEUS BLOGS.

    1-COMO ERA FÁCIL FAZER SEXO:

    A CRÔNICA DESTA SEMANA,

    TENHO CERTEZA VOCÊ VAI GOSTAR É :

    “DIÁLOGOS DE ALGUNS ANOS ATRÁS ENTRE DOIS NAMORADOS!

    O OUTRO BLOG É O

    2-FOTOFALADA E CONHEÇA AS DIVERSAS TRIBOS.

    E POR FIM O :

    3-HUMOR EM TEXTOS, UM BLOG COM MAIS DE 1400 SEGUIDORES

    CUJA CRÔNICA É:

    “MOMENTOS DE UMA VIDA A DOIS”.

    OS BLOGS SÃO DE HUMOR ...E DE GRAÇA !

    UM ABRAÇÃO CARIOCA.

    ResponderExcluir
  2. ainda vou viajar para esses países. vontade não falta :D

    ResponderExcluir