10 de novembro de 2014

Onde comer em Londres


Um dos mitos mais renitentes do mundo diz que os britânicos não sabem cozinhar e, portanto, seria impossível comer bem na Inglaterra. Eu discordo frontalmente dessa aleivosia: sempre comi bem em Londres — não necessariamente culinária inglesa, é verdade 😊: uma cidade que tem gente de todos os quadrantes da terra (e temperos idem) sempre será uma deliciosa aventura para o paladar. 

Entre castiços hambúgueres de pub e fish&chips aos sabores das muitas colônias de imigrantes estabelecidas em Londres, há opções culinárias para todos os gostos e todos os bolsos. 

Veja o que comer em Londres e dicas de restaurantes e pubs que experimentei nesta minha passagem mais recente por lá. 


Hambúguer de pub e Pimm's pra acompanhar: é o céu!
⭐ Builder Arms Pub
1 Kensington Court (metrô Kensignton High Street) 

Sou louca por hambúrguer de pub e um dos melhores que comi em Londres foi servido neste pub clássico, meio escondido e frequentado basicamente pela vizinhança, um cantinho muito charmoso, a cerca de cinco minutos de caminhada de Kensington Gardens e de uma das entradas para o Palácio de Kensington.


Builder Arms Pub, em Kensington
Eu o descobri o Builder Arms quando fiquei hospedada em Kensington. Este ano, fiz questão de fazer lá a minha primeira refeição na cidade: hambúrguer acompanhado por Pimm's, bebida que é a cara de Londres. A combinação é celestial — se você ainda não conhece Pimm's, leia este post. Desta vez, nossa farrinha para dois custou £29.


Banquetinho em Chinatown
⭐ Pepper Lime
25 Lisle Street, Chinatown (metrô Leicester Square)

Outro dos meus vícios londrinos é comer em Chinatown, antes ou depois do teatro. Desta vez, porém, cheguei com tanta vontade que nem esperei a noite em que iria assistir The Commitments para uma incursão no bairro asiático, que está cercado pela região dos grandes teatros. 

O PepperLime é um restaurante chinês bem pequenininho e simples, mas nosso jantar foi um banquete. O pato com panquecas chinesas de entrada estava sublime. Depois, pedimos porco e tirinhas de filé com legumes, tudo muito saboroso e em porções pantagruélicas. Recomendo. O jantar para dois custou £30.


Shake Shack: ainda prefiro hambúrguer de pub 😊
⭐ Shake Shack
24 The Market Building, Covent Garden (metrô Leicester Square), de segunda a sábado, das 11h às 23h. Aos domingos, das 11h às 22:30h

Não é que eu quisesse trair os meus amados hambúrgueres de pub, mas Bruno estava doido pra experimentar essa famosa casa nova-iorquina que chegou a pouco tempo a Londres e lá fomos nós enfrentar uma fila quilométrica na filial britânica do Shake Shack em Covent Garden.

Covent Garden e as mesas do Shake Shack
O hambúrguer realmente é bem bom, mas não curti muito a longa espera. A experiência talvez seja menos muvucada na baixa temporada. Olhando pelo lado bom, é sempre muito divertido dar uma passada pelo animadíssimo Covent Garden. Prepare-se para gastar em torno de £15 por cabeça para provar o hambúrguer yankee.

⭐ Taormina
19 Craven Terrace (metrô Lancaster Gate)

Você chega ao hotel por volta das 23 horas, verde de fome, o restaurante já fechou, assim como o serviço de quarto e os pubs e cafés da vizinhança. Aí, você caminha meio em desespero pela rua e encontra um último restaurante aberto... Qual a chance da comida ser boa?

Pois é, nós demos a maior sorte com o Taormina, que fica a uma quadra do nosso hotel. Apesar de chegarmos muito tarde (eramos os únicos clientes), fomos atendidos com muita simpatia por um jovem garçom italiano. Escolhi espaguete à carbonara, Bruno foi de bolonhesa e comemos muito bem. Com refrigerantes, a conta foi de £ 26.


Biscuiteers, cantinho sossegado em Notting Hill
⭐ Biscuiteers 
194 Kensington Park Road (metrô Notting Hill Gate)

A uma quadra da muvuca quase apocalíptica do Mercado de Portobello Road, essa casa de chá e de biscoitos artesanais é um oásis de sossego, perfeita para aquele momento em que a gente precisa sentar um pouquinho, curtir o silêncio e tomar um café sem pressa. 

Os biscoitos, bolos, cupcakes e macarrons são tão bonitos que a gente até tem pena de comê-los (não tenha, porque são muito gostosos). Os biscoitos custam em média £3 a unidade. Esse soldadinho gingerbread da foto estava muuuuito bom.


As artes dos Biscuiteers: tão bonitinhas que quase dá pena de comer


Patisserie Valerie
⭐ Patisserie Valerie
48a, Charing Cross Road e vários outros endereços (veja no site)

Essa casa de chá fica bem pertinho de Leicester Square é e uma boa opção para um chá antes do teatro ou do cinema. Essa torta de noz pecã aí da foto até agora arranca suspiros de saudades de Bruno. Eu preferi a tartelette de framboesas (excelente). 


Peixinho frito de responsa...
⭐ Poppies Fish&Chips 
30 Hawley Crescent, Camden Town (metrô Camden Town). Também tem uma loja em Spitalfields (6 - 8 Hanbury Street)

O peixinho frito empanado, acompanhado de generosas porções de batatas fritas, talvez seja o item mais conhecido da culinária inglesa (depois da torta de rim, que todo mundo cita, mas só os heroicos experimentam). É impossível passar por Londres sem provar o Fish&Chips, servido em pubs, trailers, carrocinhas e tabuleiros. 

O fish&chips do Poppies ganhou um concurso online como o melhor da cidade e realmente é bem gostoso. Ótima opção para aquele sabadão na muvuca de Camden Town. O cardápio vai além do prato tradicional e oferece frutos do mar e opções com frango. Fish&Chips a partir de £10.


Haja pimenta: eu pedi um prato malaio, Bruno foi de indiano
⭐ Nazrul
130 Brick Lane

Confesso que entrei neste restaurante mais para fugir da multidão que tomava conta de Brick Lane, no famoso mercado de domingo. O cardápio é quilométrico e oferece pratos de várias cozinhas (Caxemira, Malásia, Ceilão, Madras...). 

Suspeito que o único ponto em comum é a quantidade de pimenta, capaz de deixar esta baiana em lágrimas. Meu carneirinho com abacaxi à moda da Malásia estava razoável. Bruno gostou muito do frango com muito curry. Gastamos £25.

Sanduíche e sopa do Pret a Manger: 
o melhor farnel para o piquenique no parque

⭐ Pret a Manger e M&S Simply Food

Sou fã dessas duas redes de comida pronta que têm lojas espalhadas por toda a cidade. Os sanduíches, saladas e sopas são opções perfeitas para aquele almoço no parque (um dos meus programas preferidos na cidade), tudo sempre fresquinho, saboroso e a preços imbatíveis. Sou particularmente fã dos sanduíches com maionese de camarão (£3) do Pret a Manger. Bruno amou essa sopa de porco que está na foto.

The Swann, "o pub da esquina"
⭐ The Swan
66 Bayswater Road (Metrô Lancaster Gate)

Acho que a primeira regra de sobrevivência em Londres é identificar um pub na vizinhança pra chamar de seu. É lá que você vai tomar o café da manhã, dar uma paradinha para um último drinque, antes de se recolher, ou simplesmente parar para dar um alô, quando a cantoria que vem lá de dentro lhe disser que ainda é cedo pra ir dormir. 

No nosso caso, esse pub era o Swan, na esquina do hotel, onde sempre tinha uma mistura bem dosada de turistas e moradores da vizinhança. O difícil era falar que era brasileira e não ser bombardeada com perguntas sobre o 7x1. Mas nem isso era chato: os ingleses estão tão desesperados com a má fase do time nacional deles que chegavam ao extremo de elogiar a Seleção...



Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.

Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

2 comentários:

  1. Os melhores hambúrgueres da cidade podem ser encontrados no Byron's :), tem várias filiais espalhadas pela região metropolitana de Londres

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Patrick, essa rede eu não experimentei. Mas hambúrguer em Londres é covardia. Ô, coisa boa...
      Bjo

      Excluir