13 de julho de 2005

Passeio de barco no Danúbio - o coração do Leão e a curva do rio

Castelo de Schönbühel, na Wachau

Música deste post: O Barquinho, Nara Leão

Cerca de 80 quilômetros a Oeste de Viena, o Rio Danúbio começa a fazer uma curva para o Norte e se estreita, para correr entre penhascos e colinas sobre os quais, ao longo dos séculos, foram sendo plantados castelos, mosteiros e vinhedos.

Esse vale é a região perfeita para um passeio de barco no Danúbio. Conhecido como Wachau, ele que se estende por 40 quilômetros e é uma das paisagens mais bonitas da Áustria. Em cada uma de suas extremidades, uma pérola: Melk, a sudoeste, e Krems, a nordeste.

Zarpando de Melk: a primeira visão da Abadia
E, entre as duas, numa curva acentuada do Danúbio, está uma cidade que planejei conhecer desde criancinha, a pequenina Dürnstein, com apenas 900 habitantes.

Não é que eu fosse assim tão boa em geografia. Encasquetei com Dürnstein muito antes de saber onde ela ficava ou como se chamava. Para mim, ela era apenas o lugar da masmorra onde Ricardo Coração de Leão foi trancafiado, na volta da Terceira Cruzada.

Pois Dürnstein foi o ponto alto do meu passeio de barco no Danúbio, um programaço muito fácil de fazer para quem está em Viena. Veja as dicas:


A Abadia de Melk
➡️ Como organizar um passeio de barco no Danúbio
Eu saí de Viena de trem para Melk, com uma baldeação em Sankt Pölten, onde fiz conexão para a Wachau.

De Westbanhof (a principal estação ferroviária de Viena) partem trens em vários horários para Sankt Pölten, de onde saem conexões regionais para Melk, Krems e Dürnstein. Consulte horários e preços no site da ÖBB, a companhia de trens austríaca.

Os passeios de barco entre Melk e Krems, com paradas em Dürnstein, podem ser feitos diariamente, de abril a setembro.

A passagem do barco custa cerca de € 25,50 (só ida) ou € 29,50 (ida e volta).

Os horários podem ser consultados nos sites das companhias Brandner Schiffahrt e DDSG.


Dizem que Umberto Eco usou a Abadia de Melk
 como inspiração (locação e quase personagem)
 para criar a abadia de seu romance
 O Nome da Rosa
➡️ A Abadia de Melk
Em uma viagem de trem entre Viena para Salzburgo, eu tinha ficado muda de encanto ao ver a famosa Abadia de Melk pairando sobre a paisagem, na beira de um penhasco.

Ao chegar a Melk, a Abadia me pareceu ainda mais linda, olhando pra mim lá do alto. A Abadia de Melk tem quase mil anos de idade, embora sua aparência atual, barroca,  tenha sido dada por reformas do Século 17.

A abadia de Göttweig (à esquerda) e as cidades desfilando
 pelas margens do Danúbio

Os barcos têm uma ampla área aberta
pra a gente sentar e se deleitar com a paisagem do Danúbio
➡️ Roteiro do passeio de barco no Danúbio
Meu barco zarpou de Melk pontualmente ao meio-dia. Logo depois da partida, sobre uma rocha 40 metros acima do leito do Rio Danúbio, está o  Schloß (castelo) Schönbühel, outra das visões espetaculares desse passeio de barco. O castelo foi construído no Século 12.

A paisagem da Wachau é simplesmente um escândalo. Enquanto o barco desliza pelo rio, a gente vai avistando as  montanhas, ruínas de castelos, vilarejos, aldeias, as cúpulas em formato de cebola nas torres as igrejinhas... E muitos vinhedos, cuja visão começou a me inspirar planos diabólicos para a hora do jantar 😊.

Os vilarejos seguintes na rota do barco são Aggstein, Spitz e Weißenkirche. Depois deles, começamos a entrar nos domínios da terrível família Kürnriger, que, segundo dizem, foram uns tremendos tranca-rua, na Idade Média. Esse clã tinha por hábito aprisionar os viajantes em suas fortalezas e, no caso de recusa do pagamento do resgate, atirava-os dos  penhascos, sem dó.

O Castelo Kuenringer dá calafrios até hoje
O castelo onde Ricardo Coração de Leão ficou prisioneiro fica mais adiante, pairando sobre Dürnstein.

A fortaleza pertencia ao Duque Leopold V von Babenberg, com quem Ricardo aprontou uma gracinha na Terra Santa. Leopold vingou-se capturando o rei inglês que voltava da Cruzada e recebendo uma fortuna como resgate.

O Castelo de Dürnstein, lá no alto, foi o local de cativeiro do rei inglês Ricardo Coração de Leão

O  Castelo de Dürnstein, foi a primeira visão que tive da cidade, ainda encoberta pela curva fechada do Danúbio. Talvez em homenagem à beleza da cidade, o tempo feio -- tinha chegado a chuviscar -- dissipou-se inteiramente quando o barco contornou o cotovelo de rio.


A chegada a Dürnstein, com destaque para a abadia barroca 
➡️ A fofíssima Dürnstein 
Dürnstein é exatamente o que a gente imagina que seja um vilarejo medieval. Construída no alto da escarpa, a cidade é alcançada, desde o atracadouro, por um túnel escavado na rocha, iluminado por  lampiões. É como um filme da Sessão da Tarde.

Lá em cima, meia dúzia de ruas estreitas, uma bela abadia, a Rathaus (prefeitura) de conto de fadas e a igreja barroca debruçada sobre o rio.

O túnel de acesso a Dürnstein. Na imagem da esquerda, a fumaça
 do meu cigarro deu um tom ainda mais lúgubre à passagem 😉
O mais divertido foi ver que não fui a única a visitar Dürnstein  por conta de Ricardo Coração de Leão.

O grande homenageado da cidade é Jean Blondel, o amigo do rei que teria percorrido longas distâncias, cantando sob todas as torres de castelos que encontrou pelo caminho, até localizar o Coração de Leão prisioneiro em Dürnstein.

Blondel dá nome a restaurantes, antiquários, pousadas e o que mais você imaginar em Dürnstein...

Uma loja de lembrancinhas e uma pousada
que homenageiam o bardo Blondel
Tão pequena, Dürnstein pode ser vista em um par de horas, mas, se os hotéis não estivessem lotados, eu teria passado a noite na cidade, para ter tempo de explorar melhor os arredores e as ruínas do castelo.

Sem opção de acomodação, tive que me conformar em seguir, três horas depois de chegada, de volta para Melk.

A "muvuca" na principal (e única) rua de Dürnstein
Mas Dürnstein é tão pequenininha que essas três horas me permitiram ver um bocado dela.

Deu tempo de ver a Abadia, a prefeitura e a igreja barroca, cuja torre é um dos cartões postais mais famosos da região. Mas bom mesmo foi almoçar  olhando a curva do Danúbio, num sossego indescritível.

O acesso à abadia. À direita, o teto decorado dessa passagem
A igreja da Abadia de Dürnstein
➡️ Danúbio de bicicleta
Impressionante é a quantidade de ciclistas de passagem por Dürnstein. As duas margens do Danúbio, no trecho da Wachau, são ciclovias muito concorridas, nos fins de semana.

Essa é outra forma bastante popular de ver as belezas da Wachau. Dá para pedalar às margens do Danúbio cumprindo todo o percurso feito pelo barco, entre Melk e Krems.

A distância entre as duas cidades é de cerca de 35 km. Planejando direitinho, dá para ir de bike e voltar de trem.

Muitas pousadas de Melk emprestam ou alugam bicicletas aos hóspedes.

Dürnstein não tem como ser mais fofa
A torre e o portão da Rathaus (prefeitura) de Dürnstein
➡️ Onde se hospedar em Melk
Gasthof Goldener Stern
 Sterngasse 17

Pertinho do ancoradouro e da Abadia de Melk, esta pousada é herdeira de uma estalagem do Século 15 e tem um restaurante muito bem reputado — onde comi um pato inesquecível, acompanhado do vinho da região. 

Pesquisando para atualizar este post, vi que a Gasthof Goldener Stern passou por reformas e suas acomodações agora estão mais chiques.

Em 2005, eu me senti a própria Cachinhos Dourados invadindo os aposentos dos ursinhos, quando entrei no meu quarto na pousada: a janela, emoldurada por uma cortina delicada, debruçava para os telhados antigos e os móveis rústicos eram fofos.

Na época, paguei  € 35 pela diária no apartamento single, com banheiro privativo.

A simpática Melk. À direita, detalhe da fachada
 de uma igreja da cidade

Em abril de 2006, eu retomei a trilha de Ricardo Coração de Leão, numa breve visita à Normandia. Um pouquinho dessa história também está contada aqui na Fragata.

O Danúbio em Dürnstein
A Áustria na Fragata Surprise

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário