domingo, 18 de novembro de 2012

Atenas: a Ágora Antiga

A Ágora era o espaço onde atenienses exerciam a atividade política, comercial e religiosa, desde o Século VI a.C. O Templo de Héfesto (ao fundo), nos limites da Ágora Antiga, é o mais conservado entre os templos antigos de Atenas
A Estoa de Átalo, do Século 2 a.C., foi reconstruída nos anos 50 do Século 20 para sediar o Museu da Ágora. As stoae ("colunatas") eram espaços públicos destinados ao comércio e outros negócios. Este importante Ágora Ateniense foi construído por Átalo, rei de Pérgamo, na Ásia Menor (hoje Turquia)
A Ágora Antiga (ou Ágora Ateniense, para diferenciar da vizinha Ágora Romana, construída na época do Imperador Augusto).
Na imagem, o Templo de Héfesto (1), a igreja bizantina dos Santos Apóstolos (2) e as colunas do Odeon de Agripa (3). A Estoa, que não coube na imagem, fica à direita
Vale a pena visitar o Museu da Ágora, na Estoa de Átalo. O acervo é composto de peças escavadas na área, com estátuas, oferendas aos templos e elementos decorativos dos efifícios...
... como essa cabeça de Tritão que adornava a entrada do Odeon de Agripa. Os Tritões, na mitologia clássica, eram filhos de Poseidon e Anfitrite, divindades marinhas que habitavam o fundo do mar
Peças arqueológicas encontradas na área, em processo de estudo
 e catalogação. À direita, uma biga em terracota exposta
 no Museu da Ágora
Cercada pelo burburinho dos bairros turísticos de Pláka e Monastiráki, a Ágora Antiga é um espaço sossegado, com vista privilegiada para a Acrópole. Mas nem pense em fazer piquenique: é proibido entrar com comida ou bebida aqui. A exceção é para as garrafas de água, indispensáveis no calorão de setembro
Além de ver o acervo do museu, a visita à Estoa permite ter uma ideia mais clara de como eram os edifícios gregos da Antiguidade. A gente fica tão acostumada a ver suas ruínas que quase acredita que eram construções abertas e sem paredes, mas as colunatas funcionavam como uma espécie de "varanda" em torno da parte fechada dos edifícios
A igreja bizantina dos Santos Apóstolos, 
construída sobre os restos de um antigo templo

O Odeon de Agripa, construído no ano 15 a.C., era um teatro com capacidade para 1.000 pessoas. Pouco resta do edifício, destruído por um incêndio, no Século 3 d.C. Essas estátuas dos Tritões adornavam a entrada do Odeon e dão uma ideia da grandiosidade da construção

O edifício mais comovente da Àgora é o Templo de Héfesto (Vulcano, para os romanos), com 2.500 anos de idade — erguido sob o governo de Péricles, na idade de ouro da Democracia Ateniense. A construção está bem preservada e também é conhecida como Theseion, pois acreditava-se que os restos mortais de Teseu, o vencedor do Minotauro, estavam guardados no templo

Informações práticas
A Ágora Antiga tem várias entradas. A mais utilizada fica no final da Rua Adrianou, perto da Estação Thisio do Metrô. Está aberta ao público diariamente, das 8h às 15 horas. O ingresso custa €4, mas a entrada para a Ácrópole (€12) também é válida aqui. Prefira ver a Ágora logo cedo, pois mesmo com todo o verde da área, o sol consegue ser inclemente, no verão. Não esqueça o protetor solar e um chapéu.




Mais sobre Atenas:
Hospedagem em Atenas
Dicas de transporte em Atenas e arredores
Como curtir Atenas
A Acrópole
O Museu da Acrópole 
O bairro de Thisio, um dos pedacinhos mais gostosos de Atenas
Cinema ao ar livre em Atenas (com vista para a Acrópole)
O Templo de Zeus Olímpico
Museu de Arqueologia de Atenas

A Grécia na Fragata Surprise:
Cidade de Rodes: a memória dos cruzados e a herança otomana  


Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário