14 de novembro de 2019

Barcelona: Sagrada Família, a lagosta lisérgica

interior da Basílica da Sagrada Família
Basílica da Sagrada Família: a provocação mais bonita que já vi

Atualizado em 14/11/2019
Música deste post: A Whiter Shade of Pale,  Procol Harum 

- Que filho da mãe!!

OK, concordo que a linguagem não é das mais polidas — ainda mais que a frase escapou no interior de um templo religioso... Entretanto, o que mais eu poderia dizer, diante das colunas com olhos de ET e das estrelas que se agarram ao teto como mariscos na rocha, no interior da Basílica da Sagrada Família?

Vitrais da Basílica da Sagrada Família
Vitrais de um altar lateral

Quando a gente vai visitar uma obra de Antoni Gaudí, já vai esperando o belo-desconcertante. A Sagrada Família, porém, é um desafio (eu ia dizer "provocação"), daqueles de mãos-nas-cadeiras e batidas de pezinho.

A Basílica da Sagrada Família é a atração mais visitada de Barcelona: todos os anos, 4,5 milhões de pessoas percorrem o belíssimo templo projetado por Gaudí — sem contar a multidão que mantém a construção permanentemente sob cerco, num frenesi de paus de selfie, poses e resfôlegos.

Interior da Basílica da Sagrada Família

Ela é, também uma das coisas mais lindas que eu já vi na vida. Uma beleza atrevida que me foi arrebatadora. Uma atração imperdível meeeeesmo em Barcelona.

Veja as dicas pra quando você for e as minhas impressões sobre esse espetáculo by Antoni Gaudí:


Baldaquino e Crucifixo da Basílica da Sagrada Família
O Crucifixo coberto por um baldaquino com mil possibilidades de interpretação: é uma água-viva? Um paraquedas? Oficialmente, é uma representação do Espírito Santo, inaugurada em 2010



Basílica da Sagrada Família


A Basílica da Sagrada Família é o que eu imagino que aconteceria se Guilherme de Baskerville* tivesse jogado o chá de lírio de Berlinque** no caldeirão de sopa da Abadia: gótico-lisérgico, com direito àquelas cores meio cítrico-neon.

(Guilherme de Baskerville, vocês sabem, é o frade franciscano que investiga as estranhas mortes em uma Abadia do Século 14 em O Nome da Rosa, de Umberto Eco.

O chá de lírio de Berlinque — tirem as crianças da sala — era a poção que um hippie da ilha de Itaparica oferecia a deus e todo mundo que quisesse ficar doidão, um clássico dos anos 70).

Interior da Basílica da Sagrada Família
Deslumbrantemente celestial ou celestialmente deslumbrante?

Eu só conhecia a Sagrada Família por fora — as filas de Barcelona exigem uma resignação que eu não possuo e na primeira visita à cidade eu fiquei só na contemplação do exterior da igreja.

Mas muito antes de vê-la cara a cara, já tinha a maior simpatia, principalmente por aquelas torres, iguaizinhas às dos castelinhos que a gente faz na praia, deixando escorrer a areia molhada, como glacê de bolo.

Fachada da Crucificação, Basílica da Sagrada Família, Barcelona
Repare a diferença nas fotos da Fachada da Crucificação feitas em 2011 (esq) e 2019. A construção avançou bastantinho

Um deslumbramento em permanente mudança
Visitei a fulgurante obra de Gaudí na minha segunda viagem a Barcelona, em março de 2011. Voltei agora, em outubro de 2019 e reparei várias diferenças nas feições externas da igreja. E ela ainda vai mudar muito, até ser concluída.

Sim, a Sagrada Família ainda está em construção — desde 1882.

Entrada do Claustro da Basílica da Sagrada Família, Barcelona
Detalhes da entrada do Claustro da Basílica

Alguns visitantes ficam desapontados com isso, mas é sempre bom lembrar que a Catedral de Notre Dame, em Paris, levou 200 anos para ficar pronta — e provavelmente foi uma catedral express entre suas contemporâneas, que levaram muito mais tempo do que isso em obras.

A data prevista para a "inauguração" da Sagrada Família é 2026, ano do centenário da morte de Gaudí.

Basílica da Sagrada Família, Barcelona
Pra fotografar a Sagrada Família de corpo inteiro, é preciso se afastar bastante. Imaginem quando a torre principal, de 172 metros, estiver construída

Até lá, serão construídas mais 10 torres — atualmente, já há oito torres concluídas, mas o projeto determina 18, representando os 12 apóstolos, os quatro evangelistas, a virgem Maria e Jesus Cristo.

A torre representando Jesus será a mais alta, com impressionantes 172,5 metros de altura.

Torres da Basílica da Sagrada Família
As torres da Sagrada Família em março de 2011

A futura igreja mais alta da Europa
E não é qualquer cara que projeta um colosso desses — a igreja mais alta da Europa, quando ficar pronta. Ao observador leigo ou casual, Antoni Gaudí, por sua estética que beira a alucinação, parece que estava de brincadeira.

Mas quem entende do riscado faz sempre questão de destacar a imensa capacidade técnica. Por trás daqueles traços lúdicos ao limite da farra infantil, tinha um engenheiro genial, como atestam os estudiosos. Não é à toa que ele desenvolveu uma técnica construtiva original, eficaz e brilhante.

Fachada da Crucificação na Basílica da Sagrada Família
Detalhes da fachada da Crucificação 

Quer dizer, as soluções estruturais que ele inventou para a Sagrada Família são uma espécie de Cúpula de Bruneleschi do Século 19. É, tem mais essa...

O que eu vi na Sagrada Família
Entrar na Sagrada Família foi o maior choque que a contemplação de uma obra de arte já me provocou. O "Que filho da mãe!" lá da abertura deste texto não é gancho pra pegar leitor, não.

Porta da Caridade, na Fachada da Natividade da Sagrada Família, em Barcelona
Na Fachada da Natividade, a Porta da Caridade tem gravada toda a genealogia de Jesus Cristo

Foi isso que eu falei, ao entrar na igreja — na verdade, a versão hard core da expressão. E bem alto.

É que obras de arte têm dessas coisas. Às vezes, provocam o mesmo prazer meio incomodado que a gente sente quando aperta aquele nozinho de músculo em cima da costela, depois de dormir de mau jeito.

Interior da Sagrada Família, em Barcelona
Eu vi o fundo do mar nos traços de Gaudí

A Sagrada Família seria "fácil" se Gaudi fosse ateu. Seria um equivalente arquitetônico a uma cena de Buñuel — e nem é muito difícil imaginar a Vanguarda Armada Revolucionária Menino Jesus fazendo uma reunião clandestina na cripta do templo.

Mas Gaudi era devotíssimo. Ainda assim, o cara já começa a pirraça colocando o claustro do lado de fora da igreja...

Torres da Basílica da Sagrada Família, em Barcelona
As torres da Sagrada Família, em 2019

A lagosta lisérgica
Já li em um monte de lugares que a ideia de Gaudí foi representar uma floresta no interior da Sagrada Família. O gênio que me perdoe, mas o que eu vi, ao entrar na obra de arte, foi um ambiente marinho-lisérgico.

Sério: é como se eu tivesse tomado um LSD e entrado no cenário de Viagem ao Fundo do Mar, um seriado que eu amava assistir quando era criança — a diferença fundamental é que a TV dessa época era em preto e branco, mas minha memória é em cores, sempre.

Detalhe da fachada da Basílica da Sagrada Família, em Barcelona

Olhando para o teto da Sagrada Família, era inevitável a sensação de estar numa cena do seriado passeando sob a barriga de uma daquelas lagostas gigantescas que sempre tentavam detonar o Seaview, o submarino do Almirante Nelson.

Se eu gostei? Amei. A Sagrada Família é arrebatadora. Mas, cá pra nós, acho que a delicadeza nunca foi tão desaforada.

Plaça de Gaudí, em frente à Sagrada Família, em Barcelona
A Plaça de Gaudí, parque em frente á Sagrada Família, fica movimentadíssimo nos fins de semana

Leia também: Roteiro do Modernismo em Barcelona - o Passeig de Gràcia


⭐Basílica da Sagrada Família
Carrer de Mallorca nº 401, Eixample. Metrô Sagrada Família (Linhas 2 e 5).


A igreja ocupa um quarteirão. A bilheteria fica na Carrer de Sardenya. O acesso à basílica é pela Carrer de la Marina (Fachada do Nascimento). As saídas da estação do metrô estão na Carrer de Provença.

➡️Horários: A Basílica da Sagrada Família pode ser visitada todos os dias o ano. De novembro a fevereiro, das 9h às 18h. Nos meses de março e outubro, o encerramento é às 19h.

De abril a setembro, as visitas vão das 9h às 20h. Nos dias 25 e 26 de dezembro e em 1º e 6 de janeiro, o encerramento é às 14 horas. 

Interior do templo Expiatório da Sagrada Família, em Barcelona
A floresta de Gaudí

➡️Os Ingressos a partir de € 17, dependendo da modalidade. A entrada que permite a subida às torres custa € 32). Compre sua entrada com antecedência aqui.

No subsolo da Basílica funciona um museu muito interessante, com maquetes, projetos e plantas da construção.





Roteiros por Barcelona

Mais passeios e atrações em Barcelona


Gastronomia em Barcelona

Hospedagem em Barcelona - Gràcia e Eixample
Transporte em Barcelona: como chegar e como circular pela cidade

A Espanha na Fragata Surprise
A Europa na Fragata Surprise

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 

10 comentários:

  1. Ela é realmente linda, uma das poucas igrejas do mundo que eu não liguei de pagar pela entrada. A fila me incomodou também, mas depois fiquei feliz por ter enfrentado o desafio.

    Tem quem diga que a Sagrada Família é um cenário de A Pequena Sereia. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabia sobre essa história da Pequena Sereia, mas com certeza tem algo de marinho naquela arquitetura, Rafael. Acho que nunca fiquei tão feliz de ter encarado uma fila na minha vida. Abs

      Excluir
    2. Cyntia, foi um dos lugares mais lindos e encantadores que conheci...emocionante...as lágrimas rolaram.
      Gostaria apenas de deixar uma dica...como em muitos monumentos na Europa...é possível comprar as entradas pela internet. Além de não pegar fila alguma..economiza um tempão para aproveitar melhor a viagem. Giovanna

      Excluir
    3. Pois é, Gigi, mas eu sou meio chata com essa história de comprar ingresso com antecedência, acho que amarra muito o roteiro e gosto de poder mudar de planos. Só em situações indispensáveis, como na visita à Alhambra, compro a entrada antes...

      Excluir
  2. qdo fui, parecia que Osaka td estava dentro da igreja!
    tinha mais japoneses que turistas! rs
    mas a impressão que me passou foi que, Galdi, fez uma obra pra mostrar o quão gde pode ser a criatividade humana, inves de quão pequenos somos diante dos céus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vc tem razão, Marcelovich. A Sagrada Família é fascinante exatamente por exaltar o humano.

      Excluir
  3. Amei! Adorei qdo vc falou que o teto parece a barriga de uma lagosta. Nem tinha pensado nisto. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eram muitas referências visuais, Cris. Prova que Gaudi inspirou e continua inspirando muitos criadores. Uma obra maravilhosa e instigante -- como Barcelona toda, aliás :)

      Excluir
  4. Almirante Nelson e Kowalski, novos tripulantes da Fragata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas fala se não era um grande seriado?? Melhor que ele, só o Túnel do Tempo :)

      Excluir