quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Recife - dica de hospedagem em Casa Forte

A pousada está instalada em um simpático casarão
Vai para Recife e quer fugir dos preços inflacionados dos hotéis de Boa Viagem? Experimente ficar mais longe da praia, em uma área menos turística e com uma pegada de “vida de verdade” como o simpaticíssimo bairro de Casa Forte. Foi lá que me hospedei, agora no começo de setembro e aprovei demais a experiência.

Minha referência mais forte do Recife sempre esteve naquela região — herança das deliciosas férias de infância e adolescência na casa dos meus tios, em Parnamirim, que está colado a Casa Forte. Nesta visita à cidade, dedicada a um épico-lúdico-etílico encontro com os primos pernambucanos e paulistas, a ideia era ficar perto de onde mora todo o ramo recifense da família e a escolha do bairro assentou como uma luva.

Fiquei hospedada na Pousada Casa Forte, instalada em um casarão com um gostoso jardim e a dois passos de comércio, bares e restaurantes. Veja como foi minha experiência:

O jardim, meu cantinho favorito na pousada
A vizinhança
A origem de Casa Forte é um antigo engenho de cana-de-açúcar do Século 16. Na época da ocupação holandesa, a área foi palco de uma famosa batalha entre pernambucanos e invasores, vencida pelos locais. O bairro, banhado pelo Rio Capibaribe, é apontado como um dos mais verdes do Recife e ainda preserva muitos casarões antigos — alguns deles têm clara influência do colonial inglês, adornados com belíssimos lambrequins. A Praça de Casa Forte, coração do bairro, tem paisagismo de Burle Marx.

A pousada fica na principal rua do bairro (a 17 de Agosto, data da batalha na guerra contra os holandeses), a cerca de 300 metros do Shopping Center Plaza Casa Forte, em uma área muito bem servida de bares, restaurantes e comércio.

Nosso quarto (triplo)
As acomodações
Se você faz absoluta questão de hotel chique e novinho, a Pousada Casa Forte não é pra você. A casa é antiga, as instalações são simples e sem frescura, mas muito acolhedora e com o conforto básico que se exige de uma hospedagem despojada.

Meu grupo ocupou três quartos da pousada. Eu dividi um triplo com minha irmã e meu sobrinho, um apartamento enorme, com uma cama de casal, duas de solteiro, sofá, mesa de trabalho e frigobar. O banheiro também era bem espaçoso. O único item de tolete oferecido é o sabonete e o secador de cabelo precisa ser pedido na recepção. 

Ar-condicionado, TV e WiFi grátis fazem parte do pacote.

As áreas comuns da pousada

O café da manhã
O frigobar fica vazio, para o hóspede guardar o que trouxer da rua. Se você não quiser fazer mercado, a pousada providencia cervejas, refrigerantes e outras bebidas, cobrados no final da estadia. O café da manhã, incluído na diária, oferecia muitos itens regionais, era simples e saboroso.

A recepção funciona 24 horas. A equipe da pousada é toda muito gracinha, garantindo um atendimento eficiente e extremamente simpático, daqueles que dão a sensação de que você está hospedada na casa de amigos. 

O salão do café da manhã, com vista para o jardim
Das instalações, o que mais curti foi o jardim, que fica na parte de trás do casarão, onde a gente sempre começava e terminava os dias em conversas infinitas.

Se você está procurando um lugar básico, barato e muito simpático pra se hospedar no Recife, acho que vai curtis a Pousada Casa Forte. O endereço é  Avenida 17 de Agosto nº 735, Casa Forte. As diárias no triplo saíram por R$ 325. No duplo, por R$ 220.

Mais sobre a cidade
Onde comer (e beber) muito bem em Recife
Recife: 4 passeios bacanas



Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter    Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário