quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Istambul: duas dicas de hospedagem


Para uma pausa de tantas maravilhas, que tal relaxar nos
 Jardins Gülhane? Meu hotel era do ladinho

Dois bairros de Istambul disputam a preferência dos turistas para hospedagem: Taksim, região mais descolada e com pegada mais ocidental, e Sultanahmet, o Centro Histórico, com compreende algumas subdivisões, como o Serralho, o entorno do Palácio Topkápi, onde me hospedei nas quatro noites que passei na cidade.

Ficar no Centro Histórico é ótimo. Eu estava a cinco minutos de caminhada de todas as principais atrações da cidade e a uma quadra da parada do bonde que vai até Kabatas, o porto turístico, à beira do Bósforo. Sultanahmet é cheia de restaurantes e lojinhas, e muito bem policiada.

Na volta da Grécia, precisei dormir mais uma noite em Istambul, já que meu voo, da Turkish Airlines, tinha conexão na capital turca, antes de seguir para Guarulhos.

As belas fachadas de Sultanahmet
Em casos assim — e eles podem se repetir, pois a Turkish está oferecendo ótimas tarifas para diversas cidades da Europa —, recomendo a hospedagem perto do Aeroporto Internacional Ataturk, pois ele fica longe da cidade e não vale a pena ir até o centro só para dormir.

Em Sultanahmet, fiquei hospedada no Hotel Agan, simples e decente. Na área do aeroporto, fiquei em um hostel bacanão, o Han Hostel Airport North, a apenas cinco minutos do terminal aéreo.

Veja a minha avaliação dessas duas experiência de hospedagem:

Hotel Agan
Ebussuud Cadesi. Safettinpasa Sok.No:4. Diária para uma ou duas pessoas a €70.

A fachada e a recepção do Agan

O hotel é simples, mas o apartamento tem aqueles confortinhos básicos, tipo TV a cabo, ar condicionado (não dá para viver sem isso em Istambul, em setembro), secador de cabelo e telefone.

O WiFi gratuito funcionava muito bem no apartamento e nas áreas comuns. A rua do hotel é barulhenta à noite, lotada de restaurantes, mas a janela dupla abafava o ruído. O Agan tem um restaurante no térreo, com mesinhas ao ar livre, bem razoável.

O quarto e o salão onde é servido o café da manhã

A equipe do hotel é simpática (um dos garotos da recepção, a cara de Neymar, com cabelo moicano e tudo, era meio metido a paquerador, mas do tipo educado). No térreo do hotel funciona uma agência de turismo que providenciou a minha ida para Tróia numa agilidade impressionante: decidi fazer o passeio às oito da noite e embarquei às seis da manhã, sem qualquer contratempo.

Eles também providenciam uma van para o Aeroporto Atatürk que custa €5. É uma pechincha, comparado ao transfer privado que contratei na chegada, por €25. Infelizmente, esse serviço só é oferecido no trajeto Cidade-Aeroporto (não dá para contratar do Ataturk para o Centro). A empresa que eles usam é a Yume Airport Transfers, que funcionou bem direitinho.

O café da manhã do Agan, incluído na diária, é bem típico, com chás, iogurtes, azeitonas e queijos locais. O bufê de frutas era bem sortido (pêssegos inesquecíveis). Os americanos reclamava a falta de ovos mexidos e outras gordurebas, mas eu aprovei.


Han Hostel Airport North
Degirmenbahce Caddesi, Turgut Reis Sokak, No:3, Yenibosna, diária a €39

A fachada e a recepção

Na volta da Grécia, meu voo chegou de Atenas às 23 horas em Istambul e a conexão para São Paulo só saía às 10:45h da manhã. Desta vez, escolhi este hostel bem perto do aeroporto, a cinco minutos de táxi do Atatürk (uma corridinha de 10 Liras Turcas, ou R$ 10).

O bar, na área externa, e área de circulação. O Han Hostel é moderno e muito bem cuidado

Meu quarto tinha TV e banheiro privativo

Se não fosse a distância do Centro da cidade, o Han Hostel seria uma super pedida para qualquer estadia em Istambul.

Novíssimo e confortável, oferece Wi-Fi gratuito, academia de ginástica, cozinha em todos os andares, lounge com TV, sala de jogos, lanchonete, lockers e lavanderia.

Os apartamentos têm banheiro privativo, ar condicionado, uma mesinha de trabalho, TV de tela plana e luz de leitura (luxo supremo, para mim...).

Recomendadíssimo para quem precisa dormir perto do aeroporto.


Viajar sozinha: visita às mesquitas
Viajar sozinha: Istambul sem neuras
Museu de Arqueologia de Istambul
Santa Sofia e a Cisterna
Os palácios de Topkápi e Dolmabahçe

Troia
Uma visita inesquecível aos cenários da Ilíada

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.


Navegue com A Fragata Surprise
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário