sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Toledo, a cidade da tolerância

Tem coisa mais linda que o céu da Mancha sobre Toledo?
Com quase dois mil anos de história, Toledo é um dos grandes encantos da Espanha. Pertinho de Madri (70 km), a cidade é um dos passeios mais frequentes, em esquema bate e volta, de quem visita a capital espanhola. Eu passei décadas sonhando com essa visita e só posso lhe dizer que Toledo merece muito mais que um dia de sua vida.

Com mais de dois mil anos de história, a "cidade tolerante" acolheu, em plena Idade Média, séculos e séculos de conhecimento, traduzindo obras do do grego, do árabe e do hebraico e preservando importantes estudos científicos e filosóficos, reflexões sobre as grandes dúvidas humanas que estavam banidas do Ocidente pelo obscurantismo religioso. 

Toledo, cujas muralhas abrigaram a convivência das três grandes religiões monoteístas em plena era da Reconquista Cristã, quando a Espanha lutava para expulsar os mouros e voltar a ser católica e européia. Tem coisa mais fascinante do que uma cidade que foi sinônimo de luzes e diversidade em pleno Século 12?



Cresci sentindo um enorme orgulho de Toledo, como se eu fosse parte dela: a cidade é a terra do meu bisavô transgressor: aristocrata que brigou pela República, militante abolicionista, escritor de pasquins. O velho Chico de Paula chegou menino a São Paulo e escolheu as Arcadas do Largo de São Francisco como cenário de seu ativismo. Mas sua alma foi sempre toledana. 

Eu já esperava uma cidade linda, mas quando o ônibus contornou a última curva da estrada, eu me vi diante de Toledo e o fôlego falhou. Talvez tenha sido o céu da Mancha, tão azul-tropical – o cúmulo da rebeldia  no inverno espanhol – ou a majestade da cidade, no alto da montanha, pairando sobre a terra manchega cor de areia, numa curva dramática do Rio Tejo. 

O interior da Igreja de San Ildefonso e um de seus  ricos altares laterais 
Vista de longe a cidade é uma descarga elétrica. De perto, é uma vertigem. As portas medievais convidam a entrar no emeranhado de ruas muito íngremes, ladeadas pelas belas fachadas medievais, que sobem rumo à Catedral e ao Alcázar, as duas construções mais impressionantes no perfil da cidade.

Haja perna para tanta ladeira e tanta vontade de ver cada cantinho dessa cidade! Tem sempre uma pracinha sossegada com uma vista matadora ou uma rua tortuosa coberta de preciosidades arquitetônicas.

Quer comprar uma armadura? As muralhas da cidade e a paisagem de La Mancha ao redor inspiram o nosso "Quixote interior"


O maior espetáculo de Toledo está guardado numa igrejinha do Século XIV. Sob a torre mudéjar de San Tomé, está El Entierro del Señor de Orgaz, o quadro de El Greco que mereceria peregrinações a pé até a cidade.

Um outro templo é a porta para o céu: cercada de tanto espetáculo, a Igreja de San Ildefonso atrai visitantes com um argumento insofismável: o campanário e o frontão, abertos ao público, de onde se descortina a mais linda vista da cidade. A escadaria é íngreme, mas a beleza, lá em cima, compensa cada degrau.

O interior da Igreja de Santa Maria la Blanca, uma antiga sinagoga
Mas é em Santa Maria la Blanca, a antiga  Sinagoga de Ibn Shushan, do Século 11 – a mais antiga da Europa ainda de pé, perfeitamente preservada e considerada uma obra prima da arquitetura mudéjar – que a gente tem a verdadeira sensação de estar pairando sobre a terra.

O exterior de Santa Maria, caiado e singelo, não nos prepara para a beleza de seu interior, os arcos mudéjares em forma de ferradura, decorados com motivos de plantas, as paredes brancas refletindo a luz dourada que a gente não sabe direito de onde vem.

A catedral de Toledo, do Século 13, é uma das grandes obras góticas de toda a Espanha


Não bastassem todas as minhas razões intelectuais e afetivas, a visita a Toledo já se justificaria pela secular tradição da cidade na fabricação de marzipans. Eu sou simplesmente viciada neste doce, feito de amêndoas e açúcar. Nem preciso contar o tamanho do farnel que me acompanhou de volta a Madri e, de lá, para Salvador -- era tanto, mas tanto marzipan que até sobrou para presentear a família.

Como ninguém é de ferro, o mergulho nas belezas da cidade foi seguido de um ataque básico de consumismo, induzido pela interminável oferta de artesanato árabe, antiguidades, quinquilharias, faiança e peças adornadas com a típica e preciosa filigrana toledana.

Uma tentação de Toledo: as lojinhas de artesanato e antiquários. Cuidado pra não compra demais :)
Dicas práticas

Como chegar

A maioria das pessoas vem a Toledo num bate-e-volta, desde Madri, mas a cidade merece muito mais que um único dia de visita.  Chegar aqui é fácil: pouco mais que uma hora de ônibus (mais barato) ou cerca de 30 minutos de trem -- com saídas de hora em hora, da Estação de Atocha.

O bilhete ida e volta de trem custa cerca de € 15, confira os horários no site da Renfe. Os ônibus da Continental saem da Estação Méndez Álvaro (linha 6 do Metrô). (Atualização em 15/06/2013: consulte o site da Alsa para ver os horários e preços.

Santa Maria la Blanca
Calle de los Reyes Católicos 4. Diariamente, das 10h às 18:45h. No inverno (outubro a abril, fecha uma hora mais cedo). Entrada: € 2,80.


Igreja de San Ildefonso
Plaza Padre Juan de Mariana. Localizada no ponto mais alto da cidade, esta igreja do Século XVII é o camarote perfeito para ver Toledo e a paisagem de La Mancha. Seu interior também merece atenção, especialmente os belos entalhes dos altares folheados a ouro. De segunda a Sábado, das 10h às 18h. Domingos, das 11:30h às 14h e das 15h às 18h. Entrada: € 2,80.

Igreja de San Tomé
Calle de San Tomé. O quadro de El Greco está logo na entrada e, sozinho, já justificaria a visita à cidade. A igreja está a berta diariamente, das 10h às 18h e a entrada custa € 2,80.

Mais sobre Toledo

A Espanha na Fragata Surprise
Madri
Andaluzia: CádisCórdobaGranadaRonda e Sevilha
Catalunha: BarcelonaGirona Tarragona
Galícia: Santiago de CompostelaCaminho de Santiago e cidades da rota


A Europa na Fragata Surprise

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

4 comentários:

  1. Estou lendo tudo sobre madri e arredores. Anotei todas as dicas! Bjs Cândida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Cândida. Ainda vem mais posts sobre Madri por aí. E não deixe de ir a Toledo, a cidade é um sonho! E aproveite muito a viagem :)
      Bjo

      Excluir
  2. Estive em Toledo em maio deste ano, na festividade de corpus cristhi, a cidade estava super movimentada, muitos turistas e a cidade toda decorada. Foi o desfile mais bonito que vi na minha vida, a passagem da custódia foi de encher a alma. A cidade é fascinante bem como foi descrita na matéria acima. Recomendo muito o passeio a Toledo , conhecer a riqueza cultural .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toledo é tão linda que já tenho data pra voltar lá, Patrícia. Agora em janeiro/17, vou ter o prazer de rever a cidade.

      abs

      Excluir