domingo, 25 de novembro de 2007

Fiésole,
um balcão sobre a Toscana


Fiésole, além de linda, tem uma vista espetacular para a Toscana
Com cinco dias inteirnhos na cidade, vou poder ver Florença de perto. E de longe, também: o ônibus n° 15 pára bem na porta do meu Bed&Breakfast e segue até Fiésole, uma vizinha encantadora, no alto de uma das colinas em torno de Florença, a 7 quilômetros de distância.

Só o caminho até lá já valeu a passagem (não a do ônibus, mas a da Air France, que me trouxe à Itália, via Paris). O dia não estava nada esplendoroso, mas os verdes, os castanhos, os dourados e os vermelhos de pinheiros, videiras e tudo o mais vão nos embalando, enquanto o ônibus faz uma curva (suave) atrás da outra, colina acima.


O ladeirão
Trinta, talvez quarenta minutos e desço na praça central de Fiésole, lutando para o vento não levar meu guarda-chuva. Lá em baixo estão os campos e, adiante, Florença, linda vista do alto. A praça não tem grandes atrativos além da vista, então, eu respiro fundo para encarar a inacreditável-- quase amalfitana-- ladeira que leva à Igreja de San Francesco.

Seria um trocadilho infame demais dizer que o caminho é de tirar o fôlego. Por sorte, a ladeira em questão tem vários jardinzinhos debruçados sobre o abismo, que oferecem descanso e vistas espetaculares.

Claustro de San Francesco
Só as madonnas da igreja de San Francesco
 já valeriam a visita a Fiésole
Lá no alto, a Igreja e o Convento de San Francesco não têm a opulência das construções florentinas. Mas a igrejinha amarela guarda tesouros: pinturas pré-renascentistas adornam o altar, as paredes laterais e a sacristia.

No convento, um claustro muito simples, com a área central tomada por uma horta de folhagens meio revoltas. Tudo tão quieto e tão bonito que chega a dar um aperto na garganta.


A chuva despencou com vontade. Ótima desculpa para ficar por ali, sem pressa de descer-- até porque, no aguaceiro, a ladeira estaria um quiabo...

De Florença a Fiésole
Há uma trilha que pode ser percorrida a pé, mas lembre que é uma tremenda subida. O ônibus n° 7 sai de Piazza San Marco a cada meia hora. Para ver o itinerário e as paradas, consulte www.ataf.net


A Itália na Fragata Surprise
Campânia: HerculanoNápoles e Pompeia
Costa Amalfitana: AmalfiRavello e Sorrento
Emília-Romanha: Bolonha e Ravena
Sicília: AgrigentoCastelmolaPalermo e Taormina
Toscana: FiésoleFlorençaLucaSan Gimignano e Siena
Vêneto: Burano e Veneza


Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário