29 de outubro de 2012

Atrações em Istambul: o Palácio de Topkapi e o Palácio de Dolmabahçe

Jardins do Palácio de Dolmabahçe, sede da corte otomana no Século 19
Se você passou a vida toda viajando nos contos das Mil e Uma Noites, vai achar que caiu em uma página dessas belas histórias quando visitar duas atrações imperdíveis de Istambul: o Palácio de Topkapi e o Palácio de Dolmabahçe são dois deslumbrantes testemunhos do luxo e do refinamento da arquitetura e das artes decorativas turcas.

O Palácio de Topkapi (Topkapi Sarayi, ou Palácio da Porta do Canhão”) foi inaugurado em 1475, pouco depois da conquista da então Constantinopla pelos turcos, em 1453. Ele foi a sede da Corte Otomana entre os séculos 15 e 19.

Construído em uma colina próxima à Praça de Sultanahmet — com uma vista impressionante para o Estreito de Bósforo e o Chifre de Ouro — o Palácio de Topkapi é um mundo: o complexo de pavilhões, jardins e fortificações ocupa uma área total que é o dobro do território do Vaticano. 

Pavilhão do Harém no Palácio de Topkapi
No Século 19, a Corte Otomano mudou-se para o Palácio de Dolmabahçe, que tem uma pegada mais Ocidental, mas também é deslumbrante.

Cerca de cinco quilômetros separam os dois palácios. Topkapi fica em Sultanahmet (o Centro Histórico), Dolmabahçe no bairro de Beşiktaş, à beira do Bósforo, ambos facilmente acessíveis com transporte público.

Recomendo que você tente visitá-los em sequência (mas não no mesmo dia), para assistir a um verdadeiro desfile de belezas que percorre quatro séculos de opulência e amor ao detalhe.

Veja as dicas:


⭐Palácio de Topkapi
(Topkapi Sarayi), em Sultanahmet, ao lado da Basílica de Santa Sofia. 
De abril a outubro, as visitas vão das 9h às 19h. No inverno, das 9h às 17h. Fecha às terças-feiras. 
O ingresso para o Palácio custa 40 TL (€ 7,45). Para ver o Harém, é preciso pagar mais 25 TL (€ 4,66).

A rigor, Topkapi é um complexo de pátios, pavilhões, jardins, muralhas e baluartes que já chegou a ocupar toda a ponta do Promontório de Sarayburnu (sarayi = "palácio"), na confluência do Chifre Dourado com o Mar de Mármara e o Bósforo, região que abriga as principais atrações do Centro Histórico de Istambul.

Muralhas de Topkapi. Abaixo, detalhes das portas de acesso ao palácio


Na primeira tentativa, desanimei com a fila para entrar em Topkapi. Na segunda, a muvuca estava bem menor
Topkapi foi construído para expressar a grandeza do novo poder que se assentava na antiga Constantinopla, recém conquistada pelos turcos otomanos e alçada a capital de um império pela terceira vez — depois de ser o centro do Império Romano do Oriente e do Império Bizantino.

Os sultão Mehmet II tomou a cidade em 1453 e tratou de dar à sua corte uma sede condizente.

Tudo é luxo, detalhe e minúcia em Topkapi. Para ver seus impressionantes edifícios, reserve pelo menos umas quatro horas, pois as filas para entrar em cada pavilhão costumam ser longas.

A rotina de Istambul é olhar para cima e ficar maravilhada com a decoração dos forros. Acima, a entrada do harém, a área mais visitada de Topkapi


Aproveite para relaxar nos pátios e jardins deliciosos, cheios de árvores e fontes, que refrescam o ar e oferecem algum sossego. E prepare-se para ficar com torcicolo, de tanto torcer o pescoço para admirar a intrincada decoração dos tetos.

A parte mais concorrida é o Harém, mas tudo Topkapi é absolutamente imperdível.

➡️ Para evitar as filas gigantescas da bilheteria, compre o ingresso no site.

➡️ Portadores do Museum Pass Istambul  entram direto, sem filas e sem ingresso. O passe custa a partir de €85 (com validade para 48 horas) e dá acesso aos principais museus e sítios históricos da cidade.

A riqueza da decoração dos salões no pavilhão do harém


Um dos pátios de Topkapi tem uma vista maravilhosa para o Bósforo
Não deixe de dar uma paradinha para contemplar o Bósforo e a cidade a seus pés, no pátio que dá para o mar. Impossível não se sentir um verdadeiro sultão admirando seus domínios.

Os pátios e jardins fresquinhos são antídotos para as filas intermináveis em Topkapi

Entrada do Palácio de Dolmabahçe
⭐ Palácio de Dolmabahçe
Bairro de Beşiktaş. O melhor jeito de chegar é com o tram até a Estação de Kabatas (no porto turístico) e caminhar cerca de 300 metros. Para quem está em Taksim, o palácio está a uma caminhada ainda mais curta do funicular que desce do bairro.

O horário de visitas é de quarta a domingo, das 9h às 16 horas. 

O ingresso para o tour Selamlik (aposentos oficiais) custa 60 liras turcas (€ 11). O tour pelo Harém custa 40 TL (€ 7,45). Vale a pena comprar a entrada combinada e fazer as duas visitas. Custa 90 TL (€ 17). 

O Istambul Museum Pass não é válido em Dolmabahçe

A torre do relógio, na entrada do Palácio de Dolmabahçe


Construído na primeira metade do Século 19 como nova casa dos últimos sultões do Império Otomano, o Palácio de Dolmabahçe é uma construção é impressionante (dizem que teria custado o equivalente a 35 toneladas de ouro), com diversas alas se desdobrando sobre a margem ocidental do Bósforo, jardins impecáveis e a vista para a Ásia.

O palácio é quase um delírio, uma leitura local do barroco, do rococó e do neoclássico. Seus interiores são a expressão exata da estética turca: a grandiosidade que brota de cada minúcia, o conjunto quase hipnótico extraído da perfeição de cada mínimo detalhe. Pena que é proibido fotografar o interior das construções.


O Portão Imperial, no Palácio de Dolmabahçe: um tremendo cartão de visitas
As regras de visitação do Dolmabahçe são bem chatinhas. Só são permitidas as visitas guiadas (apenas em inglês ou turco), em horários pré estabelecidos e há um limite de 3 mil ingressos por dia.

É preciso escolher entre o roteiro que percorre o harém (a parte privada do palácio) ou o Selamlik, as dependências oficiais.

Detalhe da fachada de um dos pavilhões do palácio

Reserve um tempinho para aproveitar os jardins de Dolmabahçe
Depois das 15 horas, só o tour do Selamlik está disponível. O destaque aqui é o Salão Cerimonial, um compêndio das Mil e Uma Noites, em versão oitocentista.

Outro elemento arrebatador de Dolmabahçe é a Escadaria de Cristal, que parece invenção de algum gênio da lâmpada. Seu corrimão é todo em em latão e cristal bacarat e sobre ela pende um lustre simplesmente impossível, de tão delicado e intrincado nos detalhes.

Dolmabahçe foi o primeiro palácio em estilo europeu em Istambul 
Mesmo não podendo ver o harém, gostei de ter ido ao Dolmabahçe mais para o fim da tarde: o ângulo do sol caindo sobre as águas do Bósforo estava perfeito.

Do lado de fora do palácio, sob árvores centenárias, o Clock Tower Cafe debruçado sobre as águas azuis é o lugar ideal para ver a Ásia ficando cada vez mais dourada pela luz que declina rumo ao crepúsculo.

Dolmabahçe recebe apenas visitas guiadas e os horários são limitados. Mas vale a pena

Dolmabahçe fica à beira do Bósforo, com vista para a Ásia
Mais sobre Istambul
Roteiro em Istambul, a cidade que é tudo ao mesmo tempo, agora
Dicas práticas
Viajar sozinha:Istambul sem neuras

Hospedagem em Istambul - um hotel em Sultanahmet e um hostel perto do aeroporto
Passeios em Istambul
Basílica de Santa Sofia e a Cisterna, beleza além das palavras
Museu de Arqueologia de Istambul
A Mesquita Azul e a Mesquita Nova
O Bazar Egípcio (Bazar das Especiarias)
O surpreendente Museu de História da Ciência e Tecnologia no Islã
Bate e volta de Istambul
Ruínas de Troia, Turquia - o poder da palavra

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.


Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter | Instagram | Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário