segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Um bate e volta a Tarragona

O anfiteatro romano da bela Tarragona, 
uma das melhores memórias da Catalunha
Pertinho de Barcelona, a pequena Tarragona é um dos grandes encantos da Catalunha. Construída numa elevação à beira de um mar muito verde, a cidade teve grande importância no período romano, como comprovam as construções ainda de pé, como o Anfiteatro, o Fórum e o Circo.

Naquela época, ela se chamava Tarraco e foi escolhida como exílio por Cipião (vencedor de um dos meus maiores heróis, Aníbal Barca, de Cartago), amargurado com as ingratidões de Roma. Também foi em Tarragona que Julio César aquartelou-se, no início da guerra civil cujo desfecho consolidaria seu poder.

Se você vai a Barcelona, coloque Tarragona no seu roteiro, nem que seja para um bate e volta (opção bem viável, pois a distância é curta). Siga as dicas e descubra essa pequena preciosidade catalã.



Os principais legados romanos a Tarragona podem sem visitados em algumas horinhas: comece pelas  muralhas (o Paseo Arqueologico), depois vá ao Fórum e ao Circo Romano (considerado um dos mais preservados da Europa). Depois, desça até o Anfiteatro. Nos arredores da cidade há ainda um Aqueduto bem preservado.

O passeio pelas muralhas e o Circo Romano
Outro monumento de visita obrigatória em Tarragona é a Catedral. O edifício do Século 12, com elementos românicos e góticos, abriga um impressionante conjunto de peças sacras.

A fachada principal foi alterada no Século 14 para ganhar uma imensa roseta. O portal é adornado com esculturas de profetas e a porta de entrada tem uma configuração curiosa, dividida em duas folhas por uma imagem da virgem com o menino Jesus. De cair o queixo...

A catedral Medieval de Tarragona é belíssima
Mas nem tudo é reverência à pedra e cal em Tarragona. A "parte profana" da visita foi um inesquecível banquete catalão num restaurante próximo à Catedral, chamado Taller de Cuina (Oficina de Cozinha, na rua Merceria, 34), onde eu comi as melhores alcachofras da minha vida (claro que os carcioffi alla giudia de Roma são hors-concours), mexilhões perfeitos e uma vitela de arrancar suspiros.

Alcachofra gratinada
A sobremesa foi um creme catalão (que é o créme brulée original) com frutas vermelhas. Inesquecível!.

Como chegar
Tarragona está a 100 quilômetros de Barcelona e a estrada para lá segue a Costa Mediterrânea, passando pelo balneário de Stiges, o que rende um bom passeio de carro. Quando fui até lá, preferi o trem. Há linhas mais rápidas, partindo da Estació de Sants, mas adorei pegar uma linha regional na Estació de França, e viajar num trem que corre boa parte do tempo à beira mar. A diferença do tempo percurso no trem expresso e no regional é de apenas 20 minutos. O preço também é parecido: €6 e €5, respectivamente.

A Espanha na Fragata Surprise
Madri
Andaluzia: CádisCórdobaGranadaRonda e Sevilha
Castela e La Mancha: Toledo
Catalunha: Barcelona e Girona 
Galícia: Santiago de CompostelaCaminho de Santiago e cidades da rota


Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

4 comentários:

  1. Oi Cyntia, vou a Tarragona no final de março e vim espiar as tuas dicas! :) Uma gracinha de post!! Beijo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tarragona é muito fofa, Cris. Acho que merece mais que um bate e volta. E vou aguardar as suas dicas, porque eu ainda pretendo voltar por lá. Beijo

      Excluir
  2. Vou neste final semana. Te contarei na volta! :) Beijo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou curiosa. Tomara que o dia esteja lindo, como estava quando eu fui. Beijo

      Excluir