quarta-feira, 15 de junho de 2011

Itaguaí:
os últimos dias de uma enseada

Traineiras na Ilha da Madeira: hora marcada para acabar
Tem coisa mais triste que uma paisagem com hora marcada para acabar? Nas águas calmas da Baía de Sepetiba, uma bela enseada da Ilha da Madeira faz contagem regressiva para substituir traineiras multicores e aves marinhas por um gigantesco terminal portuário, previsto para movimentar 20% de todo o minério exportado pelo Brasil.

O Porto Sudeste, da empresa LLX, tem inauguração prevista para o início de 2012. As obras já deixam sua marca na paisagem. A enseada, tão bucólica há um ano, já está devidamente carimbada pelas estruturas de concreto que vão sustentar atracadouros e esteiras para o transporte de minério.

Esse horizonte vai mudar... 
A águas tranquilas da Baía de Sepetiba são exatamente a causa de sua perdição: abrigadas pelos recortes do litoral, são o espaço perfeito para os grandes terminais portuários que começam a se concentrar em torno do Porto de Itaguaí. A área, popular entre os piratas em séculos passados, vive agora um frenesi econômico que não combina com garças nem traineiras.

O impacto ambiental e social de todas essas transformações é violento. Na véspera dessa visita à região, os pescadores locais haviam realizado um grande protesto contra a Companhia Siderúrgica do Atlântico, denunciando a poluição que ameaça a sobrevivência das comunidades dedicadas à pesca artesanal. O preço dos imóveis disparou e é grande a pressão para que os moradores vendam suas casas, cobiçadas pelos funcionários das grandes companhias que se instalam na região.

O céu cinzento desta quarta-feira combinava perfeitamente com as reflexões que eu remoia, parada num píer, de frente para o mar. É desconcertante, em pleno Século XXI, ver a pujança econômica tão divorciada da preservação ambiental. As esteiras de minério e as chaminés podem ser de última geração, mas deixam no ar um forte cheiro da velha e devastadora Revolução Industrial.

Saem as traineiras, chegam os cargueiros 
Enquanto a paisagem não acaba, porém, vale saciar o estômago e a alma com os deliciosos camarões do Restaurante Visual, a principal atração turística da Ilha da Madeira. As mesas do píer são imbatíveis, debruçadas sobre o mar pontilhado de barquinhos multicores, camarote para as piruetas das garças, fragatas e gaivotas que ainda andam por aqui.

Restaurante Visual - Rua João Cruz Neto nº 652, Ilha da Madeira, Itaguaí. Fone 2688-6860. Todos os dias, das 11:30h às 18 horas. Os pratos de camarão são o carro chefe do lugar, como o “Camarão à Visual”, com palmito e purê de batata gratinado. As porções, para duas pessoas, são gigantescas, mas a comida é tão gostosa que você nem vai perceber.

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

2 comentários:

  1. Que legal que veio parar aqui!
    Meu passeio de fim de semana cim família é na ilha, já tivemos uma casa em frente a praia e sofremos muito com estas "obras".
    Pegando um barquinho na ilha você ainda encontra praias intocáveis! Fui na semana anterior ao carnaval novamente. Bju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa dica, Luana. Vou voltar ao Rio em maio e, quem sabe, não pego esse barquinho para um passeio. Acho essa região linda. Bjo

      Excluir