18 de fevereiro de 2016

Hospedagem em Foz do Iguaçu: San Martin Resort & Spa

Hotel San Martin:
a 400 metros da portaria do Parque das Cataratas
Se você quer ficar perto da natureza e se desconectar da muvuca, escolha um hotel em Foz do Iguaçu na área da Avenida das Cataratas. Fora do centro da cidade, essa região tem vibe é bem relaxada, com opção de hospedagem mais sossegada, cercada de área verde e diversas opões de lazer.

Para minha temporada de carnaval em Foz do Iguaçu, escolhi hotel San Martin Resort & Spa, que estava oferecendo tarifas razoáveis e tinha todas as características que eu estava buscando: próximo do Parque das Cataratas (400 metros) e do Aeroporto (2,8 km), cercado de verde e reputado como um local tranquilo — não esqueçam que nos dias de Momo, no Brasil, há sempre a possibilidade de irromper um baile de Carnaval nos locais mais insuspeitos.

Os jardins do hotel 


No geral, gostei do San Martin, embora ache que o hotel fica devendo em alguns quesitos, principalmente na cozinha e na proposta geral dos quartos, que não têm qualquer integração com a exuberância do verde que cerca o hotel — na verdade, meu apartamento poderia estar em qualquer hotel mediano de centro de cidade grande —, o que acho um desperdício.

A sala de estar, integrada ao bar, é agradável e confortável
O San Martin não é um hotel novo, mas está bem conservado. Ele já estava de pé nos anos 70, quando a construção da Hidrelétrica de Itaipu atraiu não só um grande contingente de trabalhadores para viver em Foz do Iguaçu, mas também o vai e vem de executivos, burocratas e dirigentes de órgãos públicos.

Talvez venha daí a cara circunspecta dos apartamentos do hotel, que surpreendem por não ter uma varandinha voltada para toda aquela área verde.

As áreas comuns internas são
 bem integradas ao verde que cerca o hotel


O San Martin Resort & Spa mantém áreas comuns muito confortáveis, com decoração sóbria e elegante, e muito bem integrados o verde ao redor.

Os mobiliário desses ambientes é discreto, mas confortável e o piso de tábuas não só reforça o ar classudo, mas revela bom senso: carpete na umidade de Foz do Iguaçu seria mesmo caso para internação 😊.

Os quartos standard são muito pequenos. Uma coisa que chama a atenção é a falta de varandas nos apartamentos
☑️ O apartamento do San Martin Resort & Spa
Além da falta de varanda (que é comum aos quartos de todas as categorias), os apartamentos standard do San Martin são bem espartanos: camas, mesas de cabeceira, uma bancada de trabalho sem cadeira (?!), sobre a qual fica a TV e onde está embutido o frigobar.

Além disso, o quarto dispunha de um banco para apoiar a mala e um armário de bom tamanho, que acomoda o cofre. O quarto tem uma cama de casal e outra de solteiro e espaço mínimo para circulação.

O armário com cofre e o banheiro, que é amplo, mas meio antigão
Dois ângulos da bancada de trabalho: sem cadeira, fica impossível
As camas, travesseiros (vários, o que é ótimo) e os lençóis são de boa qualidade e bem confortáveis.

O banheiro é bem amplo, com boa bancada para organizar as necessaires e uma banheira tamanho M, onde fica o chuveiro. Não experimentei as amenidades de toalete, mas as toalhas espessas eram ótimas.

A TV exibe alguns canais a cabo (poucos) e o WiFi gratuito funciona direitinho no apartamento e nas áreas comuns do hotel.

O maior trunfo do hotel é sua vasta área verde 
☑️ Opções de lazer no San Martin Resort & Spa
Apesar do nome, o San Martin não é um resort — aquela categoria de hospedagem em que é quase dispensável sair do estabelecimento, dada a oferta de atividades e a variedade de restaurantes e bares.

O hotel fica dentro de uma vasta área verde bastante agradável, mas muito pouco aproveitada. Tem um parque infantil, campo de futebol, quadras de vôlei e de tênis. Movimento, porém, você só vai encontrar em torno da piscina.

O San Martin tem uma área de mata preservada que pode ser explorada por uma trilha de cerca de 1,5 km, pavimentada de pedras. A caminhada leva até à beira do Rio Iguaçu, onde há um pequeno (mesmo) mirante.

Se for fazer a trilha, não esqueça o repelente e não se assuste com os lagartões nativos que aparecem para fazer companhia aos caminhantes.

O acesso à piscina

A área da piscina é agradável, mas não é grande. Na lotação do feriadão de Carnaval, a quantidade de guarda-sóis não dava conta da demanda. A solução era arrastar a espreguiçadeira para a sombra das árvores, mas deu tudo certo 😊.

☑️ O Spa do San Martin
Gostei muito do Spa do San Martin. Apesar de ficar integrado ao corpo do hotel, o lugar é muito sossegado, com arquitetura de muito bom gosto.

Cheguei a marcar uma massagem lá, mas cheguei tarde de um passeio e desisti. Usei a jacuzzi, que fica em frente a um pequeno jardim interno, bem relaxante. Enquanto a gente descansa na aguinha bem morna, dá pra pedir bebidas ao serviço de bar. Combina com gin tônica.

Esses serviços são pagos a parte. Para usar a sauna, a jacuzzi e a piscina fria o preço é de R$ 30, sem limite de tempo. A massagem tem preços variados, dependendo da duração.

O parque infantil e, ao fundo, o campo de futebol
Uma trilha com cerca de 1,5 km corta uma área de mata pertencente ao hotel
A trilha leva a um pequeno mirante na margem do Rio Iguaçu
☑️ As refeições no San Martin Resort & Spa
Este é o quesito onde o San Martin realmente decepciona. O café da manhã é muito fracote, com poucas alternativas e sem criatividade.

São poucas opções de frutas, sucos e frios e os pães e bolos são industrializados. A opção quente é a onipresente combinação de ovos mexidos, salsicha com molho de tomate e linguiça frita que se vê em praticamente todos os hotéis do planeta. 

Um ponto a favor: o café é de verdade, forte e saboroso — eu tenho uma implicância incontornável com aquela aguinha rala que os hotéis mundo afora adotaram para satisfazer o paladar americano.

Os pratos oferecidos no serviço de quarto (que funciona só até às 23 horas) na piscina e no bar também deixam muito a desejar em termos de variedade e sabor, girando em torno das frituras e sanduíches. 

O que eu menos gostei: o café da manhã
O serviço de bar na beira da piscina é a alternativa
quando o restaurante está fechado
☑️ San Martin Resort & Spa
Rodovia das Cataratas, km 21 - Parque Nacional - Foz do Iguaçu

Diárias no apartamento single, categoria standard, na casa dos R$300, com café da manhã. O hotel também oferece diárias em regime de meia pensão (café/jantar), na casa dos R$ 380 para o mesmo tipo de apartamento.

Há um serviço de translado gratuito do aeroporto até o hotel (mas não do hotel para o aeroporto) que precisa ser agendado com 48 horas de antecedência.

Férias no Brasil: pra onde viajar em julho

Mais sobre esta viagem
Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário