domingo, 5 de fevereiro de 2017

Roma:
As delícias do Mercado Central de Termini

O Mercado de Termini é uma novidade saborosa
Roma não seria eterna se, vez por outra, não cunhasse alguma novidade para se somar às maravilhas que vem colecionando ao longo de seus mais de três mil anos de aventuras. Inaugurado em outubro de 2016, o Mercado Central de Termini (Mercato Centrale a Roma Termini) é a notícia da hora para quem gosta de comer e bebericar muito bem a preços justos.

O espaço segue o conceito que já faz muito sucesso nos mercados da Ribeira, em Lisboa, e de San Miguel e San Antón, em Madri: em um ambiente despojado, chefs reputados oferecem comida com personalidade, aliando a inventividade à tradição. Enfim, a já consagrada “comida de mercado do Século 21”. Da tripa ala romana ao sushi, o lugar é uma festa. Claro que eu não poderia deixar de ir conferir, né?


Logo na entrada, uma padaria e confeitaria de dar água na boca
O Mercado Central está instalado em uma área da estação conhecida como Cappa Mazzoniana, alusão à imensa coifa de mármore que domina o espaço onde, em outros tempos, eram preparadas as refeições para os vagões restaurantes que partiam de Termini.

A obra é assinada pelo bolonhês Angiolo Mazzoni, um dos mais prolíficos arquitetos de obras públicas na Itália, na primeira metade do Século 20, e autor do projeto original do maior terminal ferroviário do país — entusiasmado fascista, ele caiu no ostracismo com o fim da 2ª Guerra e não completou a obra de Termini.

A famosa coifa
São quase 2 mil metros quadrados de área distribuídos entre o térreo, o mezanino e o primeiro andar. No térreo estão reunidos 15 boxes com diversas especialidades — pizzas, massas, queijos, frutos do mar, chocolates... Tudo muito fresquinho, preparado geralmente na cara do freguês e degustado em mesas coletivas com 500 lugares. Também dá para abastecer a despensa com delícias italianas. No primeiro andar funciona um restaurante.

Assim como seus equivalentes em outras capitais europeias, o Mercado Central de Termini também aproveita um espaço que esteve meio abandonado, contribuindo para revitalizar uma área que viveu décadas de degradação e má fama — já contei aqui na Fragata como a área da estação está mais bacana. Tanto que não tive dúvidas em me hospedar lá (veja o post sobre a hospedagem em Termini).

Qual o tamanho da temporada em Roma pra dar tempo de experimentar todos esses queijos?
As opções
O “elenco” do Mercado Central foi escolhido com base em uma curadoria (como o Mercado da Ribeira) e cada boxe está a cargo de um especialista renomado. Tem uma padaria/pastelaria (que também serve pizza al taglio), balcões dedicados às carnes, frutos do mar, frituras (já provou supplì?), pizzas, café, vinhosmassas, chocolates, sorvetes, queijos, trufas e hambúrgueres. Tem até um boxe de comida vegana e vegetariana, pra não deixar ninguém de fora da farra.

Faço questão de mostrar os frutos do mar em plano geral e em close 😅


O que eu provei no Mercado Central de Termini

Deixei de citar três boxes no parágrafo acima para poder detalhar melhor o que fez a minha felicidade no Mercato Centrale.

O balcão especializado em alcachofras e cogumelos.
À direita, a perfeição de um carciofo alla giudia
Comecei pelo balcão de carciofi (alcachofras) e funghi (cogumelos). As alcachofras são responsabilidade de Alessandro Conti, representante da quarta geração de uma família de especialistas neste que é um dos ingredientes mais encantadores da cozinha romana — os leitores frequentes da Fragata estão carecas de me ver suspirando as delícias dos carciofi alla giudia, herança da comunidade judaica na cidade. Tracei duas imensas flores de alcachofras bem fritinhas no azeite, como manda a tradição. E flutuei, claro 😋

Cada alcachofra custou € 4.A taça de vinho que você vê na foto custou € 5.

Olha as alcachofras esperando por mim
Como secondo piatto, lá fui eu para o balcão de trapizzini comandado por Stefano Callegari. O trapizzino é uma invenção genial: um cone de massa de pizza bem crocante, serve com "embalagem" para  maravilhas tipicamente romanas — quem já tentou comer qualquer coisa com caldo na informalidade de um mercado ou de um estacionamento de food trucks sabe do que estou falando...

Trapizzini com recheio de trippa alla romana 
Pode ser frango à caçadora, língua ensopada, polpeta ao sugo, berinjela à parmigiana... Pra ser bem castiça, eu escolhi tripa alla romana – a receita local de dobradinha, que leva tomate e ganha uma farta cobertura de pecorino, na hora de servir. Tem gente que torce o nariz, mas não sabe o que está perdendo. É meu prato favorito da culinária da cidade.

Os trapizzini custam € 4, independentemente do recheio que você escolher.

Para a sobremesa, escolhi o boxe de especialidades sicilianas de Carmelo Pannocchietti. Matei a saudade da ilha com algumas fatias de frutta candita, limões e laranjas cristalizados à moda da Sicília que quase me fazem chorar, de tão gostosos. 

E dá pra saborear tudo sentadinha, confortavelmente. São 500 lugares 
Dicas práticas
O Mercado Central de Termini fica na Via Giolitti nº 36. De frente para a estação, na Piazza del Cinquecento, é a rua que segue o lado direito do terminal. São cerca de 200 metros do metrô até lá. Funciona das sete da manhã à meia noite.


Uma tentadora vitrine de sobremesas e a Cappa Mazzoniana
Se você também curte mercados (eu adoro!), experimente esses



Um passeio por Veneza em um dia de sol

Mais sobre Roma
Informações gerais

Comer e beber
Onde comer em Roma

Passeios
A Basílica de São Paulo Extramuros
5 passeios em Roma: receita de paixão
Roteiro pela Roma Antiga: Coliseu, Fórum, Palatino, Campo Marzio e Fórum Boário
Atrações gratuitas na cidade
Via Giulia, a rua mais bonita de Roma
A Boca da Verdade
Da Piazza Venezia ao Vaticano Roteiro para um passeio a pé por Roma
Cada igreja é um museu - com entrada grátis
Trastevere, minha casa em Roma

Roma em chamas - quando o futebol descamba para o tumulto

A Itália na Fragata Surprise
Campânia: HerculanoNápoles e Pompeia
Costa Amalfitana: AmalfiRavello e Sorrento
Emília-Romanha: Bolonha e Ravena
Sicília: AgrigentoCastelmolaPalermo e Taormina
Toscana: FiésoleFlorençaLucaSan Gimignano e Siena
Vêneto: Burano e Veneza

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.

Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

3 comentários:

  1. Oi, Cyntia. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    ResponderExcluir
  2. Esse post é de dar água na boca. Fiquei curiosa pra saber um pouco mais do mercado, se vende produtos típicos, pães, etc.

    ResponderExcluir