sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Comer em Roma - sempre uma festa

Roma: um universo de sabores 
Gente, como é bom comer em Roma! Não bastassem os clássicos da cozinha local — carcioffo alla giudia, trippa alla romanna, pasta alla matricciana, saltimbocca alla romana — a cidade ainda oferece delícias de todas as partes da Itália, uma gama de possibilidades que quase me dão taquicardia, na hora de escolher o menu da próxima refeição.

Nessa temporada romana da virada do ano, fiz questão de reencontrar alguns sabores que já fazem parte da minha memória afetiva da cidade e também de acrescentar novas alegrias gustativas ao meu repertório de saudades.

Neste post, listei alguns restaurantes, pratos e comidinhas que experimentei em Roma. Bom apetite pra você 😋.

Restaurantes em Roma


La Fraschetta di Mastro Giorgio
Via Alessandro Volta 36, Testaccio


Meu primeiro jantar dessa temporada romana foi neste restaurante, que fica exatamente embaixo da janela do meu quarto de hotel. O lugar é charmoso, com decoração rústica e atendimento informal. Uma típica casa do Testaccio, bairro que me conquistou pela falta de afetação e ótimos preços.

Fraschetta é a designação de um tipo de osteria característica da região do Lazzio, herdeira das tabernas de estrada na época medieval. Como me explicou uma das atendentes, dar a um restaurante essa designação, em geral, é o modo de destacar a identidade com a cozinha típica romana.

Decoração rústica e boa comida
Então, nada melhor do que começar com uma entrada romana da gema, carciofo alla giudia (alcachofras à moda judaica), um prato surgido no Ghetto e que hoje é um dos emblemas da culinária da cidade — e simplesmente uma das coisas que eu mais amo em Roma.

Carciofo alla giudia e pasta alla gricia

O terraço do restaurante - pena que estava muito frio pra experimentar
Completei a refeição com mais um clássico romano, rigatoni alla gricia. A pasta curta combina divinamente com esse molho simples e rústico, herdado da culinária dos pastores de ovelhas do Lazzio. É preparado com queijo pecorino (feito com leite de ovelha), pimenta-do-reino e guanciale (bochecha de porco salgada e curada, parecida com bacon).

Foi um belo jantar de boas vindas a Roma. Com uma taça de vinho e sem sobremesa, a conta total ficou em € 20 redondos. Não falei que o Testaccio é bom e barato?


Enoteca Capranica
Via in Archivo 104, na Piazza Capranica, Colonna


Entrei pelo vinho, acabei almoçando bem
Este restaurante fica numa pracinha sossegada, entre a Igreja della Maddalena e a Piazza di Monte Citorio, onde está a Câmara dos Deputados. Um refúgio da muvuca que domina a área do Pantheón, a poucos passos de distância.

Melão com presunto de parma e gnochetti al ragù
O lugar é elegante e a decoração remete a uma antiga biblioteca. As estantes de madeira escura que recobrem as paredes exibem garrafas de vinho e muitos livros sobre o tema. O atendimento é ótimo, o ambiente é agradabilíssimo e confortável a comida não faz feio.

As prateleiras guardam vinhos e livros
Minha ideia era mais experimentar a adega e beliscar alguma coisa que propriamente almoçar. Por isso, pedi melão com presunto de parma, de entrada, achando que ia ficar por aí. Mas o vinho abriu meu apetite e acabei arrematando a refeição com gnochetti al ragù. Uma pausa muito prazerosa. A conta ficou em € 35.


Dar Sor Olimpio al Drago
Piazza del Drago 2, Trastevere

Um restaurante pequeno e simpático
Gostei muito deste restaurante pequeno, acolhedor e bem disputado, em uma pracinha sossegada do Trastevere. Cheguei sem reserva, mas, depois de mim, muita gente teve que voltar da porta, porque a casa lotou suas poucas mesas rapidamente.

Palline de pane e pasta com trufas
A decoração rústica, cheia de pequenos detalhes, o atendimento caloroso e a boa comida foram o fecho perfeito para um dia perfeito de reencontros com meus cenários preferidos em Roma.

De entrada, pedi palline de pane e pecorino (bolinhas fritas cuja massa é feita de pão com o queijo de ovelha), com molho de uva-passa, cebola agridoce e pera. O prato principal foi pasta com trufas, que estava realmente especial. Com o vinho e panna cotta de sobremesa, a conta ficou em € 38.

E ainda teve panna cotta de sobremesa


Pescheria Acquasalata
Via Aldo Manuzio 22, na Piazza Testaccio

O começo da farra: quatro porções de peixes
Este lugar é um achado. Um restaurante que vende peixe fresco ou uma peixaria que serve refeições, fica em uma esquina da Piazza Testaccio, tem pouquíssimas mesas e atendimento informal.

E ainda dá pra comprar frutos do mar fresquinhos
Por um preço fixo, é servida uma sequência de porções de frutos do mar, o que o cozinheiro estiver inspirado para preparar no dia. Quando for, vá com fome, porque a coisa é uma orgia.

Escolhi o menu de € 25, que consiste em quatro tipos de peixe cozidos, sem muita frescura, para não ofuscar o sabor da carne (pena que não anotei o nome dos peixes).

A decoração tem motivos náuticos. À direita, mais peixe, com salada de rúcula 

Espaguete ao vôngole - mi piace!

Gran finale: frittura de lulas e camarões
Depois, uma posta de mais um peixe, frito e acompanhada de saladinha de rúcula, bem fresquinha. Depois disso, um prato de espaguete ao vôngole. E quando a gente pensa que acabou, aterrissa na mesa uma farta porção de camarões e lulas fritas, sequinhos e crocantes...

Ainda bem que eu estava jantando sozinha, porque ia ficar meio envergonhada do tanto que comi 😀. Com uma jarra de vinho da casa, a conta ficou em € 32.


Para ótimos beliscos

Pasticceria Barberini
Via Marmorata 41/43, Testaccio



Fiquei fã desta confeitaria cheia de pequenas delícias e com preços excelentes (os docinhos divinos custam € 1 cada). 

Como ela fica quase na esquina do hotel onde me hospedei, na Via Marmorata, principal rua do Trastevere, me acostumei a passar por lá, todas as manhãs, para complementar o café. Meu favoritos eram o mini-babà e tiramisù, mas provei quase o cardápio inteiro.

Esse balcão me hipnotizava todo dia de manhã
Foi lá que comprei parte da minha ceia de Ano Novo (eles também batem um bolão nos salgados e os barquetes de camarão estavam excelentes).

Um lugar bonito e classudo, mas com atendimento de vendinha da vizinhança. Mais simpático, impossível.

Pizza al taglio 

A redenção do fast-food
Quem disse que fast-food precisa ser ruim ainda não experimentou comprar uma fatia de pizza em alguma portinha anônima e “almoçar” baratinho, enquanto caminha cercada de belezas.

Tinha que ser na Itália, claro. A pizza al taglio, fatia de pizza que você come no guardanapo, como um sanduba, é a uma ótima alternativa quando bate a fome, mas a gente não está com tempo ou paciência para sentar em um restaurante.

Nesta temporada em Roma, experimentei várias pizzas nessa modalidade. Elas estão por toda parte, oferecidas nos balcões de bares e cafés ou em casa especializadas. Custam pouco (na casa dos € 2 a € 3) , são servidas em porções generosas e é raro que não estejam verdadeiramente gostosas.


Mercado do Testaccio
Via Beniamino Franklin

Mercado do Testaccio: nem que seja só para assistir ao espetáculo das alcachofras 😊
O Mercado do Testaccio é a cara do bairro: descolado, sim, mas sem perder a pegada “de vizinhança”. As instalações atuais são novinhas, inauguradas em 2012 — antes, o mercado funcionava como feira livre, na Piazza Testaccio — e agregaram ao comércio de frutas carnes e hortaliças alguns balcões mais inclinados ao gourmet (sem raio gourmetizador), para beliscar um trapizzino, sanduíche ou até pasta fresca, preparada na hora e à vista do freguês.



Passei várias vezes por lá, às vezes só pelo prazer de ver e cheirar os produtos fresquinhos (apalpar, esse hábito brasileiro, é mais do que proscrito na Europa), mas também para comprar queijos, frios e frutas.

O melhor horário é a hora do almoço: apesar de ficar bem cheio, é nesse momento que a gente pode observar os moradores do bairro em sua pausa para a refeição.

Uma delícia de lugar, para comer bem e gastar pouco.


Para bebericar

Alembic # Ak Bar
Piazza in Piscinula, Trastevere


Encontrei esse bar ao acaso, quando o cair da tarde derrubou drasticamente a temperatura e resolvi interromper a caminhada pelo Trastevere para uma reconfortante taça de vinho. A boa música, o ambiente relax e o bom atendimento acabaram me convencendo a ficar por lá, com meu livrinho — ler Camileri escutando Van Morrison é uma receita poderosa para a felicidade.

A decoração é um pastiche das relíquias romanas—do império ao barroco—com colunas tortas, estátuas exageradas e lustres feéricos. O resultado poderia ser over, mas resulta aconchegante, especialmente pelo uso inteligente da iluminação.
Serve comidinhas a ótimos preços e tem uma boa seleção de bebidas. Serve vinho em taça a € 5. Bom lugar para uma pausa no Trastevere.

Um passeio por Veneza em um dia de sol

Mais sobre Roma
Informações gerais


Roma em chamas - quando o futebol descamba para o tumulto

A Itália na Fragata Surprise
Campânia: HerculanoNápoles e Pompeia
Costa Amalfitana: AmalfiRavello e Sorrento
Emília-Romanha: Bolonha e Ravena
Sicília: AgrigentoCastelmolaPalermo e Taormina
Toscana: FiésoleFlorençaLucaSan Gimignano e Siena
Vêneto: Burano e Veneza

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.

Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário