segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Comer em Madri - a sedução dos mercados

As torres da Catedral de Almudena, o Teatro Real e o Palácio Real de Madri vistos do terraço do El Corte Inglés da Plaza de Callao, onde funciona um mercado Gourmet Experience
Boa notícia: a moda dos mercados parece ter vindo para ficar. Atualmente, ter um mercado confortável, revitalizado e pródigo em opções gastronômicas atraentes virou item obrigatório na lista de atrações que as cidades mais interessantes do planeta querem oferecer aos visitantes. Melhor pra mim, que sou doida por mercados e me esbaldei em Madri, que tem uma coleção deles.

Nesta passagem pela capital espanhola, minha lista de passeios incluiu visitas aos mercados de San Antón, San Miguel e San Ildefonso e ao Gourmet Experience da rede de magazines El Corte Inglés.

Pra quem gosta de descobrir novos sabores e comer bem sem gastar muito, a gastronomia de mercado é imbatível. Dá uma olhada nessas tentações:

Mercado de San Antón
Calle de Augusto Figueroa, 24B, Chueca


Frutas e flores logo na entrada
Este simpático mercado do bairro de Chueca anda correndo o sério risco de virar o meu favorito em Madri. Frequentado (e muito!) mais pelos locais que pelos turistas, ele tem o clima desencanado que eu gosto e comidinhas realmente sensacionais.

Deu uma vontadinha de fazer compras...
Inaugurado em 2012, ele ocupa a mesma área de um mercado convencional, da década de 40, demolido para dar lugar ao novo projeto. 

São quatro pavimentos, pelos quais se distribuem um supermercado da rede Supercor (que achei bem barato: paguei € 0,57 pela latinha de Coca-Cola, por exemplo), a área de mercado, os boxes de comidinhas rápidas e um restaurante bem bacana, La Cocina de San Anton, onde jantei muito bem.

Vai num belisquinho? Chorizo, brie com cebola e queijo manchego. Essas torradinhas estavam ótimas
A área de mercado fica no primeiro andar e tem 12 bancas especializadas (carnes, peixes, frutas...) Como não tinha uma cozinha à disposição, meus passeios por lá eram no segundo andar, onde 11 boxes oferecem uma ótima variedade de tapas e comidinhas rápidas. Tem pintxos bascos, pratos gregos, sushi e outras gostosuras.

O serviço é o clássico dos mercados (mesmo nos “mercados nutella”, para citar o meme da hora no Facebook 😀): escolha seus beliscos, pague e escola um lugar nas mesas coletivas da área de alimentação.

O balcão Delítaca, de comida grega, e o Puturru de Foie. À direita, a porção do foie a la plancha
Mesmo visitando o mercado várias vezes — afinal, eu estava hospedada bem pertinho — não esgotei as alternativas. E gostei de exatamente tudo que provei. 

Os exemplos você vê nas fotos: tapas diversas montadas em torradas (chouriço, queijo manchego, queijo brie com cebola caramelada) custam € 1. O foie fresco a la plancha (grelhado) que pedi no balcão Puturru de Foie custou mais: € 6,30 a porção.

La Cocina de San Antón


O restaurante La Cocina de San Antón funciona no terceiro andar, onde também há um terraço bem agradável (deve ser ainda melhor nos meses mais quentes). 

Confit de pato e vinho: ótimo jantar
Jantei lá em um sábado e tanto a área de tapeo quanto o restaurante estavam fervilhando de gente. O serviço, porém deu conta do recado muito bem. 

Pedi o confit de pato, muito gostoso, e uma taça de vinho. Jantarzinho ótimo por € 20.


  Horários de funcionamento do Mercado de San Antón


Supermercado (térreo): diariamente, das 10h às 22h
Mercado (1º andar): de segunda a sábado, das 10h às 22h. Domingos, só até as 15h.
Área de tapeo (2º andar): diariamente, das 10h às 24h
Restaurante La Cocina de San Antón (3º andar): de domingo a quinta, das 10 às 24h. Sextas, sábados e vésperas de feriado até 1:30h da manhã.

Como chegar
As estações de metrô mais próximas são Chueca (linha 5, a 100 metros), Banco de España (linha 2, a 500 metros), Gran Vía (linhas 1 e 5, a 600 metros).


Mercado de San Ildefonso
Calle de Fuencarral 57, Chueca


San Ildefonso ocupa a mesma localização de um antigo mercado do Século 19
Inaugurado em 2014, o Mercado de San Ildefonso herdou a vizinhança e o nome do primeiro mercado coberto de Madri, que funcionou no mesmo quarteirão entre 1835 e 1970, até ser varrido para a “modernização” da área. 

De seu antecessor, o atual espaço segue apenas o conceito de comida e rua, sem frescura, mas sem as bancas de secos e molhados que se espera de um mercado.

San Ildefonso é menorzinho e menos muvucado que San Antón
São 18 boxes distribuídos pelos três andares do edifício moderno, cuja arquitetura faz questão de dialogar com a rua, através das generosas vidraças. Um espaço muito agradável, especialmente no segundo andar, onde as mesas comunitárias ocupam o centro do salão. O edifício tem ainda dois terraços.

As opções começam na cozinha tradicional espanhola e passam pelo ceviche, pizza, sanduíches, hambúrgueres, arepas e tacos.

Enquanto eu bebericava sidra e tentava decidir o que almoçar, os cozinheiros dos diversos boxes circulavam entre as mesas, oferecendo provinhas de suas criações recém saídas do fogão — gostei  muito dos ovos mexidos com cogumelos da Granja Malasaña, especializada em tortilhas e outros patos a base de ovos fresquinhos de galinhas de quintal. 


Sidra, polvo e croquetes. Quase um banquete
Os croquetes de Tassi Gourmet também estavam excelentes. Pedi quatro, com recheios diferentes (jamón, camarões, cogumelos e bacalhau). Custam € 1,50 cada. Fiquei curiosa para provar o croquete de chocolate com laranja, de sobremesa, mas não havia mais espaço quando terminei a parte salgada do almoço...


O polvo à galega do Bayontin foi meu prato principal e estava um espetáculo. O balcão é especializado em conservas de frutos do mar, mas serve pratos frescos (de salmão e anchovas, por exemplo). Meu polvinho custou € 14, que achei muito bem pagos.

Horário de funcionamento do Mercado de San Ildefonso
De domingo a quarta, das 12h à meia-noite. Quinta a sábado, das 12h à uma da manhã.

Como chegar

A estação de metrô mais próxima é Tribunal (linhas 1 e 10), a 200 metros. 


Mercado de San Miguel
Plaza de San Miguel nº 3, Centro

Adoro fazer garimpo gustativo no Mercado de San Miguel
Se eu estiver em Madri, pode apostar que vou passar pelo Mercado de San Miguel pra “tomar a bênção”. Eu adoro circular entre os balcões deste que é o pioneiro dos mercados moderninhos da capital espanhola. Sempre encontro beliscos incríveis.

Desta vez, contentei-me com uma porçãozinha de mexilhões e uma taça de vinho — o horário que calhou de eu passar lá, duas horas depois de ter almoçado, não estimulava grandes garimpos gustativos.


Localizado em La Latina, o coração do Centro Histórico, San Miguel é o mais turísticos dos mercados de Madri e vive lotado, especialmente a partir do cair da tarde. Mas é um programa imperdível. Já falei bastante dele aqui na Fragata. Dá um pulinho lá no post, que tem todas as informações que você precisa:

Comer bem em Madri - Mercado de San Miguel e outros lugares bacanas no Centro


Gourmet Experience - El Corte Inglés
Plaza del Callao nº 2, 9º andar

A vista do terraço e a Plaza de Callao
Instalado no nono andar da loja do El Corte Inglés da Plaza de Callao, o Gourmet Experience Gran Via pode ser classificado como o “mais nutella” dos mercados que visitei em Madri. 

Sóbrio, elegante e com uma oferta de produtos refinados, ele não se afasta, porém, da principal característica dessa nova geração: a oferta de comidinhas que sabem aliar a tradição à inovação — e com uma vista fantástica para o Centro Histórico da capital espanhola.

O espaço interno do Gourmet Experience
Apesar do jeitão arrumado, os preços do Gourmet Experience são bem atraentes. Eles têm uma seleção infinita de patês e terrines, vinhos, temperos, chocolates e, claro, vinhos. Só fui comedida nas compras porque antes de chegar lá eu já tinha passado na Fnac, bem em frente, de onde saí com uma alentada sacola de livros 😊.

O espaço das comidinhas é ocupado por onze marcas: a célebre sorveteria italiana Amorino, La Máquina (cozinha tradicional espanhola), [H]arina (confeitaria e padaria também famosa pelos cafés), Tse Yang Dimsum Club (asiático), Central Mexicana, Hamburguesa Nostra, Al Cuadrado (pizza al taglio), Juanillo Club (ostras), Gastrobar Experience, El Perro Bar (cervejas artesanais) e o basco Imanol, especializado em pintxos (a versão euskera das tapas) e assados, que foi onde escolhi fazer a minha farrinha.

Gostosuras bascas com muito caranguejo. Abaixo, rolinhos recheados com carne de pato e o balcão do Imanol


Aliás, anote essa palavra: txangurro. É caranguejo em basco — e como eles sabem tratar bem do bichinho. Desde minha primeira visita à Espanha, simplesmente me apaixonei. Com uma taça de vinho, foi em torno dessa delícia que eu fiz a festa no Gourmet Experience. E gastei apenas € 15.

Há mesas distribuídas no espaço interno, mas é mais gostoso comer no terraço, mesmo no inverno, já que a área tem aquecedores. 

São quatro unidades do Gourmet Experience no El Corte Inglés em Madri. Além da Gran Via/Callao, há lojas na Castellana, Calle de Goya e Calle Serrano. O mercado também tem filiais em Sevilha, Alicante e Málaga. 

Horário do Gourmet Experience Gran Via/Callao
Diariamente, das 10h à meia-noite.

Como chegar
A estação de metrô mais próxima é a Callao (linhas 3 e 5) que fica quase em frente à loja do El Corte Inglés. A Estação Gran Via (linhas 1 e 5) está a 350 metros. A Porta do Sol (linhas 1, 2 e 3) está a 400 metros.

Mais sobre Madri
Dicas gerais

Hospedagem em Madri – o animado bairro de Chueca
Como aproveitar uma conexão em Madri
Excelente destino pra quem viaja sozinha
O Mercado de San Miguel e outros lugares para comer bem no Centro Histórico
Comida madrilenha: callos e outras delícias
A noite de Madri: farra para todas as idades
Dica de hospedagem próxima ao aeroporto de Barajas
Passeios e atrações
Madri desencanada: Chueca e Malasaña
Domingo em Madri: o Rastro e o Retiro
Roteiro em Madri: da Praça de Espanha ao Palácio Real
Passeio pelo Barrio de las Letras
Um passeio pelo Século de Ouro (e todas as atrações são grátis!)
Roteiros literários: a Madri dos Áustrias 
Três museus que valem a viagem
Do Natal à Festa de Reis: o animadíssimo fim de ano em Madri
Ano Novo em Madri: como é a festa na Porta do Sol

A Espanha na Fragata Surprise
Andaluzia: CádisCórdobaGranadaRonda e Sevilha
Castela e La Mancha: Toledo
Catalunha: BarcelonaGirona Tarragona
Galícia: Santiago de CompostelaCaminho de Santiago e cidades da rota


Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.

Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

2 comentários:

  1. Cyntia, adorei o blog! E curti muito as dicas. Elas são diretas e saborosas. Parabéns! Bj. Rosi

    ResponderExcluir