sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Londres para beatlemaníacos:
A travessia de Abbey Road

Faixa de pedestres imortalizada na capa do disco dos Beatles
A faixa de pedestres mais famosa do mundo
Um programa que eu sempre relutei em fazer em Londres foi ir a Abbey Road, “visitar” a faixa de pedestres mais famosa do mundo — aquela que os Beatles imortalizaram na capa de um de seus melhores discos. É estranho, porque a minha grande inspiração para viajar é exatamente percorrer as trilhas dos meus amores e referências. No caso específico, porém, eu não conseguia ver muito sentido na pantomima de atravessar uma rua para posar para uma foto.

Nesta passagem por Londres, porém, não teve muita negociação: Bruno, meu sobrinho e companheiro de viagem, estava determinado a ir ver esse cenário mitológico e (o que eu não faço por sobrinhos e pela Fragata?) acabou me convencendo que um blog de viagens escrito por uma beatlemaníaca tinha obrigação de mostrar o caminho das pedras para Abbey Road.
Faixa de pedestres imortalizada na capa do disco dos Beatles
Eles e eu
Aproveitamos a manhã chuvosa de domingo e lá fomos nós para a porta do Estúdio Abbey Road, onde os Beatles gravaram muitas de suas obras primas, no bairro de Saint John’s Wood. O estúdio continua funcionando a todo vapor, com uma plaquinha na porta que praticamente implora para que os fãs e turistas não invadam o local. Os muros, cobertos de rabiscos, testemunham visitas em todos os idiomas. A faixa de pedestres fica bem em frente e pode ser identificada de longe, pela aglomeração dos dois lados da rua.

Mas não pense que é só ir chegando e atravessando a rua.Cruzar Abbey Road na trilha dos Beatles é uma celebração quase religiosa e com liturgia bem demarcada. Em primeiro lugar, espere sua vez. Embora não tenha uma fila organizada, é de bom tom não passar na frente de quem chegou antes. E é de quinta atravessar no rastro de alguém, invadindo a foto alheia.

Faixa de pedestres imortalizada na capa do disco dos Beatles
Coitados dos motoristas...
Enquanto rola a negociação (mais no olhar que nas palavras) para definir de quem é a vez, chega a dar pena do olhar resignado dos motoristas, que esperam meia dúzia de travessias antes de seguir adiante, conspurcando, com seus pneus, a sacrossanta faixa.

Bruno se recusou terminantemente a atravessar a rua na faixa (disse que não estava “à altura” dos Beatles). Eu, no fim, acabei entrando na onda e posei para uma foto, pisando as sacrossantas listras brancas. Mas não vou postar, não, porque aí já é muito mico.

O estúdio continua funcionando a todo vapor
A maioria dos visitantes deixa sua marca no muro do estúdio
Dicas práticas

Como chegar
A faixa de pedestres fica na esquina de Abbey Road com Grove End Road, a cerca de 500 metros da Estação de Metrô de Saint John’s Wood (Linha Jubilee – cinza). Nós chegamos de ônibus (Linha 46), que passa na esquina do hotel em que estávamos, na região do Hide Park.


O que tem para fazer lá
Se você não for fã dos Beatles (ou aquele tipo de freak que faz questão de fazer fotos manjadas, mesmo sem ter a mínima ideia do que elas significam), vai se decepcionar com o programa, já que a única atividade por lá é mesmo atravessar a rua.

Para os fãs, a principal atividade é ficar com nó na garganta e olhos marejados. Aproveite que você vai visitar o venerando local e combine a passagem por Abbey Road com um um passeio por Little Venice (o ônibus 46 conecta as duas áreas) ou ao Regent’s Park, que ficam bem perto e são muito bacanas.

A vizinhança do estúdio tem algumas lojinhas de souvenir dos Beatles que podem render umas comprinhas simpáticas, especialmente se você não for esticar a viagem até Liverpool, onde a oferta de “produtos Beatles” é muito mais variada.

Mais sobre Londres
25 dias na Europa - Roteiro
Dicas práticas
10 dicas para uma estadia maravilhosa em Londres
Onde Comer
Adorável Greenwich, terra de histórias do mar
Como é legal assistir a um musical!
Clássicos londrinos: 5 atrações para ver ao menos uma vez na vida
Adorável Greenwich, terra de histórias do mar
Um sábado perfeito em Londres
Um passeio nos passos de Shakespeare, em Sothwark
Dica de hospedagem em Kensington
Clássicos londrinos: 5 atrações para ver ao menos uma vez na vida
Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.

Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

8 comentários:

  1. Não acho que seja um grande mico atravessar a rua, ainda mais pra quem gosta de Beatles. É uma experiência divertida pra quem vai pra Londres. Eu fui, atravessei, tirei foto e pensei muito nas pessoas que curtem Beatles que eu conheço e que não puderam estar lá, como meu pai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bárbara, eu amo os Beatles e adoro visitar os cenários que têm a ver com eles. Achei Abbey Road divertida. Mas não vou postar minha foto aqui de jeito nenhum :)

      Excluir
    2. Carlos Alberto de Paula Fortes2 de janeiro de 2017 10:59

      E eu cda vez tenho maior convicção ,tdo jovem no dias de hj q curte os Beatles são inteligentes!nesse exato momento a minha caçula Nayara Fortes
      acaba de me comunicar q acabou de chegar nessa histórica
      travessia...q emoção

      Excluir
    3. Eu tb acho, Carlos Alberto. Acho o máximo meus sobrinhos adorarem os Beatles, deixa td mundo mais especial :)
      Aliás, minha visita a Abbey Road foi com meu sobrinho. Foi bem bacana :)

      Excluir
  2. Um conselho: explorar os arredores de St Johns Wood. Muita gente só vai até a "faixa de pedestre dos Beatles" e o bairro é bem charmosinho. Tem o Violet Garden, um parque pequeno e bem charmoso, com um jardim lindinho demais (ele fica na Violet Hill, que inspirou a canção homônima do Coldplay). Tem a St Johns Wood High Street com muitas lojinhas e lugares para comer, e ela termina em Regents Park. Se caminhar até Maida Vale, pode dali pegar o Regents' Canal. Se subir a Acacia Road, passa por Primrose Hill, entrando e saindo do canal, até chegar a Camden Town. Ver os fundos das casas que dão pro canal é lindooooooo demais. Esse ano espero fazer esse roteiro a pé de novo. Um abraço, Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimas dicas, Lu.!!
      E dá pra combinar essa caminhada com o passeio de barco de Little Venice a Camden Lock, pelo Regent's Canal. Como Londres tem coisa bacana pra fazer, né?
      Bjo e obrigada :)

      Excluir
  3. Pra quem gosta de críquete (alguém em algum lugar deve gostar!), o Lord's Cricket Ground fica bem perto, na metade do caminho entre a Abbey Road e o Regent's Park. No museu do estádio, está exposta a taça original da The Ashes, um dos troféus esportivos mais famosos do mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, críquete é tão britânico que deve valer a pena dar uma passada por lá só pra entrar no clima :)

      Excluir