sábado, 17 de agosto de 2013

15 dias na Inglaterra - meu roteiro

Despedida de Londres: um belo final de tarde sobre o Tâmisa
(Southwark Bridge vista da Millenium Bridge, 7 de agosto de 2013)
Depois de duas lindas semanas em terras inglesas, estou em casa. Uma viagem deliciosa por Londres, Winchester, Portsmouth, Bath e Liverpool. A primeira constatação é que o verão inglês existe e me acompanhou por esses 15 dias. Perfeito para aproveitar os parques e mercados londrinos e  as campinas do Sul da Inglaterra.

Veja como foi o meu roteiro: 

Londres
seis noites no Royal Garden Hotel, em Kensignton

10 coisas que eu quero fazer (de novo e sempre!!) em Londres

E tem mais todas essas dicas da viagem de 2014:
De Bruxelas a Londres no Eurostar
Londres - dicas práticas
Onde comer em Londres
Londres: como é legal assistir a um musical!
Londres para beatlemaníacos: A travessia de Abbey Road
Pelos mercados de Londres
Clássicos londrinos: 5 atrações para ver ao menos uma vez na vida
Adorável Greenwich, terra de histórias do mar

Foram seis noites em Londres (cinco dias inteirinhos!), no bairro de Kensington, uma localização que facilitou um bocado as andanças pela cidade.

De Londres, peguei o trem para Winchester, a primeira capital da Inglaterra — cidade que a bobinha aqui achava que ia usar só como base para explorar as redondezas, mas acabou se mostrando um destino espetacular. Fiquei três noites e acho que ficaria mais.

Repleto de referências às navegações  (o Museu Marítimo e o meridiano que define as longitudes, por exemplo) Greenwich é um distrito encantador, visita obrigatória para quem vai a Londres
Winchester 
3 noites no The Winchester Royal Hotel
Fiquei completamente apaixonada por essa cidade linda, que guarda tesouros medievais e as memórias da grande aventura que foi "invenção" da Inglaterra, a partir de uma série de reinos dispersos e acossados pelas invasões vickings.

A Catedral de Winchester, construída pelos Normandos, no Século 11
A partir de Winchester também foi bem fácil organizar dois passeios bate e volta fantásticos. O primeiro foi ao vilarejo de Chawton, onde a escritora Jane Austen passou os últimos oito anos de sua vida e onde deu forma definitiva a seus grandes romances (PersuasãoOrgulho e Preconceito Razão e Sensibilidade). O chalé onde ela morou  é hoje o Museu Casa de Jane Austen, uma visita emocionante.

Em Chawton, uma típica vila de Hampshire, fica a casa onde Jane Austen viveu e escreveu a versão definitiva de seus romances. É uma visita emocionante
Outro bate e volta fantástico a partir de Winchester foi até Portsmouth, a cidade portuária que é sede da marinha inglesa desde o tempo de Ricardo Coração de Leão. Adorei visitar os Estaleiros Históricos da cidade, onde estão alguns navios icônicos, como o Victory, comandado pelo Almirante Nelson na Batalha de Trafalgar, e o Mary Rose, que ficou quase quatro séculos no fundo do mar e agora ganhou um fantástico museu.

Imaginem a emoção da Fragata visitando a cabine de Lord Nelson, a bordo do HMS Victory, a nau capitânia da Batalha de Trafalgar. O navio está em exposição permanente nos Estaleiros Históricos de Portsmouth
Veja como foi essa etapa da viagem
Portsmouth, a celebração do mar
Uma tarde na casa de Jane Austen
A Catedral de Winchester e outros encantos medievais
Um passeio a pé em Winchester
A Távola Redonda, em Winchester
Literatura ao vivo em uma caminhada a Saint Cross
Hospedagem em Winchester: o jardim encantado


Bath
2 noites. Uma no Best Western Abbey e outra no Parade Park Guesthouse

Bath é o cenário dos momentos decisivos de um dos livros que eu mais amo, Persuasion, de Jane Austen. Cair de amores pela cidade é absolutamente inevitável, ainda mais quando ela prepara essa tarde encantadora, só para me receber...
A terceira etapa da viagem foi a realização de um velho sonho. Desde que li as primeiras páginas de Jane Austen, a cidade de Bath entrou no meu roteiro afetivo e, finalmente, lá fui eu descobri-la. Só posso dizer uma coisa: nem a descrição da minha escritora favorita me preparou para o tamanho da beleza que eu encontrei lá.

The Paragon, em Bath: a arquitetura georgiana é toda feita de harmonias e simetrias
Bath é uma preciosidade. As águas termais da cidade a tornaram um recanto de férias badaladíssimo desde o tempo dos romanos, tradição levada adiante, ao longo da história, pelos reis saxões, pela nobreza normanda e pela aristocracia dos séculos 18 e 19, quando a cidade ganhou suas feições atuais, um conjunto vastíssimo e muito preservado de arquitetura georgiana.

Tão preservado, aliás, que Bath é a favorita para servir de locações de filmes de época. É como passear pelas páginas de um bom romance.

Conhecer Stonehenge era um sonho de infância
Bath também foi a base para um bate e volta especialíssimo: uma visita a Stonehenge, um lugar que entrou para a minha lista de desejos desde que eu era criancinha.

Mas quem resiste ao fascínio do misterioso círculo de pedras erguido por um povo há muito esquecido? O lugar tem uma beleza realmente mágica e, muito mais que místico, ele possivelmente é a prova do engenho técnico desse povo antigo, que o construiu para observar o movimento dos astros e marcar o tempo de plantar e de colher. Uma visita inesquecível.


Liverpool
2 noites no Brittania Adelphi Hotel
Todos os dias, centenas de pessoas param em frente ao número 251 de Menlove Avenue, em Liverpool, para ver Mendips, onde John Lennon viveu dos cinco aos 23 anos de idade.  Eu, felizarda, visitei a casa por dentro. A janela menor (no alto, à esquerda) é a do quarto dele
Já que estamos falando de realizar sonhos, imagine o que foi, para esta velha beatlemaníaca, pisar pela primeira vez em Liverpool, a cidade que John, Paul, George e Ringo colocaram no mapa afetivo de metade do planeta. A velha cidade portuária às Margens do Rio Mersey, no Norte da Inglaterra, superou todas as minhas expectativas (que, como você pode imaginar, eram enooormes).

O Waterfront, antiga área das docas de Liverpool transformada em complexo de lazer. À direita, ao fundo, a arquitetura arrojada do Liverpool Museum
As memórias dos Beatles estão todas lá, mas Liverpool tem muito mais pra oferecer. Que cidade gostosa, animada, cordial e desencanada! Fiz todos os passeios beatles, dancei muito no Cavern Club e descobri museus incríveis (tem uma filial da Tate Modern na cidade!), uma cena cultural bem variada e muitos séculos de história.

The Beatles Story, museu dedicado à história da banda, em Liverpool
Veja como foi minha inesquecível passagem por Liverpool
3 programas obrigatórios para beatlemaníacos
Meu magical mistery tour
Hotel Adelphi, um velho mito de Liverpool


E tem mais esse monte de dicas da viagem de 2014
Como chegar às casas dos Beatles
Roteiro pela história dos Beatles pra fazer por conta própria
Liverpool - dicas práticas
Liverpool além dos Beatles


A Inglaterra na Fragata Surprise

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário