quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Fideuás, pão com tomates...
Os irresistíveis sabores da Catalunha

Barcelona: um pub no Bairro Gótico e uma taberna no Born
Por mais esforço que a Catalunha faça para se diferenciar da Espanha, numa coisa a região é igualzinha às outras integrantes do Estado Espanhol: a culinária catalã também é um show de bola.

De cara, fui conquistada pelas fideuás de Barcelona, massinha que lembra um espaguete cabelo-de-anjo com a qual se faz uma espécie de paella (o macarrãozinho substitui o arroz). Provei com frutos do frutos do mar e também só com tinta da lula—uma loucura de gostosas, as tais das fideuás.

E tem as tapas, claro. Qualquer paradinha — e sempre que há uma mesa vaga, na calçada ou numa praça, é hora de um descanso pra mim— é pretexto para provar as porções de quase tudo.


Fideuás: paella à moda da Catalunha
Gosto especialmente das tapas do mar, mas tem um jeito dos catalães servirem o pão, apenas esfregado com alho e com tomate bem maduro (pá amb tomaquét, ou pão com tomate, como eles chamam), que é um espetáculo. Daí, mais uma fatiazinha de jamón, uma rodelinha de chorizo...

Pão com tomate: é só um tira-gosto, mas vale por um banquete
Vou lembrar especialmente de uma perna de cabrito, que jantei no El Pi Antic, restaurante na Plaça de Santa Maria del Pi, e de um bacalhau fresco, com muito azeite de oliva, que fez a minha alegria, num restaurante da Barceloneta (sorry, não consigo achar a anotação com o nome do lugar...).

Come-se bem em Barcelona, mesmo nas áreas mais turísticas, mas é preciso ficar longe das arapucas das Ramblas, onde recomendo apenas o Café del'Opera, refúgio perfeito para escrever diários de viagem, vendo a multidão passar e saboreando um velho e bom Carlos I, meu conhaque espanhol preferido.

Onde comi bem em Barcelona
Vascelum
Plaça de Santa Maria del Mar 4, La Ribera

Está sempre cheio de turistas, graças a sua vista matadora para a bela igreja gótica de Santa Maria del Mar — linda construção do Século XIV, visita obrigatória. O restaurante é um bom lugar para uma taça de vinho e umas tapitas del mar, a preços bem moderados.

Vascelum (esq), com vista para a linda Santa Maria del Mar, e a Praça de Santa Maria del Pi, no Bairro Gótico
El Pi Antic
Plaça de Sant Josep Oriol 4

Outro lugar agradável, com vista para a pequena praça medieval, atrás da Igreja de Santa Maria del Pi, uma das mais encantadoras de Barcelona.

A perna de cabrito servida no restaurante, como já disse, é uma das grandes memórias da viagem. As fideuás, que minha amiga pediu e não conseguiu dar conta, eu também aprovei com louvor. Com vinho, o jantar ficou em uma média de 40 Euros por pessoa.

Café del'Opera
La Rambla 74

Precioso cantinho, em frente ao Gran Teatre del Liceu. Tombado pelo Patrimônio Histórico da cidade, o café funciona desde 1929, num ambiente que mistura o gosto modernista da época com a herança da antiga chocolateria vienense que existiu aqui. Os espelhos antigos são lindos.

Só não cometa a heresia de chamar Carlos I de conhaque, porque o garçom velhinho, que atende as mesas perto da entrada, não vai gostar: "Es brandy, Señora. Braaaaandjy".

Um comentário:

  1. Estive em Barcelona em 1997 e fiquei 3 meses em vendrell uma cidade próxima, seu texto e fotos me fizeram reviver tudo com muita saudade!

    ResponderExcluir