sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Florença:
A igreja de Dante e Beatrice


Estátua de Dante em Santa Croce, Florença


Música deste post: La Chanson des Vieux Amants, Ilene Barnes

Não sou indiferente a cartões postais e monumentos consagrados, mas o que me estimula mesmo a viajar é a vontade de ver ao vivo lugares que descobri nos livros, no cinema e na História. Muitas vezes esse lugar sequer é bonito, fotogênico ou espetacular, mas me deixa hipnotizada.

Em Florença, talvez a cidade que concentre mais maravilhas por metro quadrado neste planeta, a visita que mais me emocionou foi à Igreja de Santa Margherita dei Cerchi, uma das mais antigas da cidade ainda de pé, datada do começo do Século 11. É lá que a lenda diz estar o túmulo de Beatrice Portinari, a amada e muda da vida inteira do poeta Dante Alighieri .

O interior da igreja e o suposto tumulo de Beatrice, que agora recebe cartas com pedidos de conselhos amorosos, como Julieta
É só mais uma lenda florentina, provavelmente. Não há qualquer prova de que a sepultura que se encontra em um nicho lateral do interior de Santa Margherita guarde os restos mortais de Beatriz. A igreja era frequentada pela família dela, mas no Século 13 mulheres casadas eram sepultadas na paróquia do marido.

Mesmo com as evidências conspirando contra, o encanto do lugar é irresistível, graças à aura romântica que cerca a história de Dante e Beatriz. 

Florença talvez seja a maior concentração de maravilhas por metro quadrado do planeta
Santa Margherita é uma igrejinha ocre e de poucos adornos, com uma entrada quase escondida em uma rua muito estreita no Centro Histórico de Florença. Conta a História que foi lá que o poeta viu sua amada pela primeira vez, quando tinha 9 anos de idade — ela tinha 8. 

E foi lá que ele continuou a vê-la até a morte de Beatriz, sem jamais trocar uma palavra com ela, separados por casamentos arranjados por suas famílias – a ironia é que o casamento de Dante quando tinha 12 anos de idade, teria sido realizado lá mesmo... 

A igrejinha de Dante e Beatriz está impregnada da melancolia desse famoso romance platônico. Mergulhada na quase total escuridão, ela não atrai muitos visitantes. Só uma única vela acesa desmentia a impressão de completo abandono. A porta pesada barrava os ruídos da rua. 


Chiesa di Santa Margherita dei Cerchi
A Itália na Fragata Surprise
Campânia: HerculanoNápoles e Pompeia
Costa Amalfitana: AmalfiRavello e Sorrento
Emília-Romanha: Bolonha e Ravena
Sicília: AgrigentoCastelmolaPalermo e Taormina
Toscana: FiésoleFlorençaLucaSan Gimignano e Siena
Vêneto: Burano e Veneza


Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário