domingo, 9 de abril de 2006

Haarlem: o Museu Frans Hals


Pertinho de Amsterdam, está a fofa cidade de Haarlem, mundialmente famosa como centro produtor de tulipas — seu apelido é "Bloemenstadt", cidade das flores.

No Século 17, porém, a beleza que a cidade exportava para o mundo eram as telas maneiristas de uma infinidade de pintores que a transformaram em referência da Idade do Ouro na pintura holandesa. Por tudo isso, a pequenina Haarlem é um programa danado de bacana.

Principalmente por causa de Frans Hals, célebre retratista e o mais destacado desses pintores locais, e do museu dedicado a ele, com muitas de suas obras primas e trabalhos de seus contemporâneos e antecessores do Século 16.

Um amigo de Amsterdam me convidou para passarmos a manhã em Haarlem e darmos uma olhadinha no Frans Hals Museum. O domingo estava lindo, com um céu muito azul, mas o frio estava inclemente — até esse meu amigo, que mantém a calefação da casa a 16º C, temperatura impensável para o meu ar condicionado, estava se queixando do frio...

O trajeto de carro até Haarlem é de cerca de 30 minutos e quando chegamos, (suspresa!!) descobrimos que era Dia dos Museus, na Holanda. Todos os estabelecimentos têm entrada franca e atraem muita gente. Pegamos uma filinha na entrada, mas nada demais. 

O prédio onde está instalado o Museu Frans Hals foi construído no Século XVII para abrigar cidadãos com mais de 60 anos que "quisessem viver retirados" — uma das telas de Hals, exposta aqui, mostra exatamente a reunião de fundação da sociedade mantenedora do abrigo.

A grande atração do museu são as cinco telas, também de Hals, da série "A Guarda Civil", grandes retratos dos integrantes da Milícia de São Jorge — uma espécie de "tropa auxiliar", integrada pelos senhores da época.

Para completar, demos uma volta no Centro Histórico da cidade, comemos meia montanha de queijos holandeses — com vinho, claro. Domingão...

Frans Hals Museum- Groot Heiligland 62, Haarlem

Como chegar
Se você não tem um amigo holandês pra lhe levar de carro, como foi o meu caso, não se aperte. Da Centraal Station de Amsterdã partem trens a cada 10 minutos e a viagem leva 15 minutinho (passagens a €3,80). A estação de Haarlem fica bem pertinho do museu, uma caminhada de, no máximo, 10 minutos.

A Holanda na Fragata Surprise

Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário