sexta-feira, 15 de julho de 2005

Salzburgo:
Minhas coisas favoritas

A Abadia de Nonnberg (cúpula vermelha, à esquerda) 
e o Hohenfestung vistos do topo do Kapuzinerberg
Música deste post (essa é mole né?): My Favourite Things, John Coltrane

Eu também adoro bigodes de gato, Apfelstrudel crocante e cisnes selvagens que carregam a luz da lua em suas asas. Mas se eu fosse fazer uma lista das minhas favourite things, colocaria o chiado de pneus no asfalto molhado logo no topo, seguido por ressaca de maré (as minhas não, pra elas, só eutanásia...), cheiro de pitanga e cinema segunda-feira à tarde.

Os jardins do Palácio Mirabell e o Hohensalzburg, lá no alto
Salzburgo é o melhor lugar que conheço para pensar em coisas favoritas. Primeiro, porque, bem antes de chegar, aqueles acordes geniais da introdução de Coltrane já vêm saltitando na minha cabeça, como se o moderno trem austríaco tivesse virado uma Maria Fumaça que dança nas pontas das sapatilhas.

Segundo, porque poucos lugares que conheço conseguem ser tão solares, sorridentes e simpáticos como essa preciosa cidade-Estado medieval, coberta de belezas barrocas.

Até os letreiros são fofos...
O mais bonito aqui, porém, não são as construções — e olha que os palácios, igrejas, abadias e fortalezas são de cair o queixo. O encanto especial de Salzburgo é a harmonia: a curva suave do Rio Salzach cortando a cidade, a imponência das montanhas, as cores nas janelas, sempre guarnecidas de floreiras...

É bem a terra de Mozart mesmo, um cara que faz a alma da gente flutuar entre nuvens fofinhas até ouvindo um réquiem. Mozart, claro, é pule de dez na lista das minhas coisas favoritas.

"Amarelos Habsburgo" por toda parte. No centro e à direita, a casa onde nasceu Mozart
É a terra de Mozart, mas 300 mil pessoas vêm aqui, todos os anos, para ver as locações de “A Noviça Rebelde”. Diariamente, hordas de turistas lotam os ônibus do “Sound of Music Tour”, com diversas saídas diárias, para percorrer alguns dos cenários do filme, como os jardins do Schloß Mirabell, os palácios de Leopoldskron e Hellbrunn e a Abadia de Nonnberg. Filmes musicas, definitivamente, estão entre as minhas coisas favoritas.

A estátua de Mozart e a Catedral de Salzburgo
Eu nunca fiz o tour — já basta o mico de passar o tempo todo cantarolando My Favourite Things com cara de boba...— mas adoro subir até o Nonnberg (Montanha das Freiras) e visitar a Abadia, fundada no Século VIII, portanto muito antes de Maria Von Trapp viver aqui, como noviça. A caminhada, montanha acima, é deliciosa: uma ladeira interminável: de um lado, a cidade aos nossos pés. Do outro, as árvores centenárias.

O campanário vermelho do Nonnsberg é avistado de quase todo canto. À direita, o Untersberg visto da "Montanha das Freiras
É melhor visitar o Nonnberg  pela manhã, para não pegar a vista da cidade e das montanhas no contra-luz. Além da Abadia linda e dos afrescos do Século XII da grejinha, o Nonnberg é um senhor mirante, um dos melhores lugares para contemplar o maravilhoso Untersberg, a montanha mais famosa das redondezas.

A estação do bondinho do Unterberg...

... o começo da subida...

... e o charme alpino em torno da montanha
Aliás, subir o Untersberg é um programão. A viagem, no teleférico envidraçado, parecido com o bondinho do Pão de Açúcar, leva uns 15 minutos. Tempo suficiente para você decidir se vai: a) matar o infeliz que deu a idéia ou b) inscrever a visão dos Alpes no Verão na sua lista de coisas favoritas. No meu caso, deu alternativa b, apesar de não ser particularmente fã de sacudir em gaiolas de vidro a dezenas de metros do chão.



Deve ser influência dos Alpes que cercam a cidade, mas uma das minhas coisas favoritas em Salzburgo é subir. O por-do-sol visto do alto do Kapuzinnerberg (Montanha dos Capuchinhos), por exemplo, é uma das coisas mais encantadoras que já vi. A ladeira é de matar, mas a vista compensa qualquer sofrimento -- e tem aqueles benditos strudels crocantes para expiar, né?

Etapas da subida ao Hohensalzburg, o castelo de Salzburgo. Se não quiser sofrer muito, pegue o funicular 😊


A mais majestosa das subidas, porém, é a que leva ao Hohenfestung ou Hohensalzburg — quem lê a Fragata sabe que castelos medievais são cotadíssimos na lista das minhas coisas favoritas. A fortaleza dos arcebispos que governaram a cidade durante quase dez séculos começou a ser construída no Século XI e é uma das maiores cidadelas medievais da Europa.

Nunca vou esquecer a primeira vez que vi o castelo branquinho, lá no alto, simplesmente arrebatador. Lá em cima (calma, tem um funicular!), além de todas aquelas torres, muralhas e salas ricamente decoradas, tem uma vista para a cidade e para os Alpes simplesmente inacreditável.

Os jardins do Palácio (Schloß) Mirabell são ótimos pra uma pausa entre os passeios


O Hohenfestung (ao fundo) visto dos jardins do Schloß Mirabell
Mais perto do chão, mas olhando para o alto, é fascinante ver como a paisagem de Salzburgo é pontilhada de campanários de igrejas. A cidade é páreo para Salvador neste quesito. A mais antiga é a Michaelerskirche, na Residezplatz, mas a mais bonita é a igreja da Abadia de São Pedro, com uma delicada decoração rococó e um lindo órgão do Século XVII que foi tocado por Mozart.

A Abadia de São Pedro é tão solar que nem parece um edifício religioso — e isso é bem Salzburgo...
A Abadia é o marco fundador de Salzburgo: está lá desde o final do Século VII-- traços de sua arquitetura inicial podem ser vistos no claustro. Claustros medievais... humm.. mais uma das minhas coisas favoritas...
O interior da igreja da Abadia, com sua decoração rococó
Do lado da Abadia está o Cemitério de São Pedro, que permite um passeio pelas catacumbas, onde está a Capela de Santa Gertaud. Do lado de fora, no pátio do cemitério, vale uma parada para ver a capelinha gótica de Santa Margareth.

O órgão da Abadia de São Pedro foi tocado por Mozart
Na Residenzplatz (Praça da residência oficial dos bispos-governantes de Salzburgo) é possível alugar um fiacre para passear pela cidade (passeio de carruagem é um mico que só paguei em Havana e Nova Iorque), mas é, principalmente, o lugar onde encontrei as amoras mais sedutoras, cheirosas e suculentas de toda a minha vida (e amora, com certeza é uma das minhas frutas favoritas).

Mas se a ideia for fazer um piquenique de responsa, o lugar é o Grünmarkt, na Universitätsplatz: todas as frutas, queijos e frios que você sempre sonhou, num cenário muito bonito, bem em frente à Igreja da Colegiata.

Rezidenzplatz

Que tal um passeio de fiacre?
Se a essa altura do passeio você já estiver cantando a chatinha "Do-Re-Mi", da Noviça Rebelde, é só esticar a caminhada até os Jardins do Schloß Mirabell, onde boa parte do número musical foi filmado. Mas bacana mesmo, aqui, é visitar o Museu Barroco, que funciona na Orangerie.

Pensando bem, talvez não seja uma boa ideia tentar relacionar as minhas coisas favoritas aqui em Salzburgo. A cidade é tão bonita que eu me pego quase gostando de topada, cinza quente de cigarro no olho e bife de fígado... Melhor, então, ficar com a canção de Rogers & Hammerstein. Mas só tem graça se você também cantar. A letra segue abaixo e as dicas práticas de Salzsburgo eu prometo para o próximo post.

Salzburgo vista do Kapuzinenberg
My favourite things
(Richard Rogers & Oscar Hammerstein II)

🎵Raindrops on roses and whiskers on kittens
Bright copper kettles and warm woolen mittens
Brown paper packages tied up with strings
These are a few of my favorite things

Cream colored ponies and crisp apple streudels
Doorbells and sleigh bells and schnitzel with noodles
Wild geese that fly with the moon on their wings
These are a few of my favorite things

Girls in white dresses with blue satin sashes
Snowflakes that stay on my nose and eyelashes
Silver white winters that melt into springs
These are a few of my favorite things

When the dog bites
When the bee stings
When I'm feeling sad
I simply remember my favorite things
And then I don't feel so bad🎵


Curtiu este post? Deixe seu comentário na caixinha abaixo. Sua participação ajuda a melhorar e a dar vida ao blog. Se tiver alguma dúvida, eu respondo rapidinho. Por favor, não poste propaganda ou links, pois esse tipo de publicação vai direto para a caixa de spam.
Navegue com a Fragata Surprise 
Twitter     Instagram    Facebook    Google+

Nenhum comentário:

Postar um comentário